conecte-se conosco


Polícia Federal

Polícia Federal apresenta o balanço-geral dos trabalhos realizados durante a Eleição Suplementar em Coari/AM

Publicado


Manaus/AM – A Polícia Federal, entres os dias 29/11 e 5/12, desencadeou operação policial com o objetivo de promover prevenção e repressão de condutas ilícitas durante as eleições suplementares ocorridas em Coari/AM. O trabalho realizado envolveu a participação de equipe formada por policiais federais, viaturas ostensivas e embarcação de apoio.

Foram realizados patrulhamentos e fiscalizações de rotina porta toda cidade de Coari/AM, especialmente no Aeroporto Danilson Aires e na zona portuária. Várias aeronaves, embarcações e veículos foram abordados e fiscalizadas ao longo da semana. Ao todo, foram registradas 126 denúncias em nossos canais de comunicação, as quais foram averiguadas por equipes policiais em campo.

Ainda, no decorrer da semana, deflagrou-se a Operação “Tanque Cheio”, com objetivo de dar cumprimento à mandado de busca e apreensão, expedido pela 8ª Zona Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral no Amazonas, para apurar o possível pagamento de valores a eleitores para aquisição de combustível que seria utilizado no transporte para o exercício do voto.

No dia do pleito (5/12), foi registrada uma ocorrência de transporte irregular de eleitores, bem como foram lavrados dois autos de prisão em flagrante pela prática, em tese, de corrupção eleitoral (compra de votos). Em ambos casos, os suspeitos foram liberados após o pagamento de fiança e poderão responder, se condenados, à pena de até quatro anos de reclusão.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amazonas

 Instagram: @pfmazonas

Facebook: /pfamazonas

Youtube: /pfamazonas

Twitter: /pfamazonas

 [email protected]

www.pf.gov.br

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

Polícia Federal instaura inquérito para apurar mudança na cor das águas em Alter do Chão/PA

Publicado


Santarém/PA – A Polícia Federal instaurou um inquérito policial para investigar os motivos da alteração na tonalidade das águas no rio Tapajós, distrito de Alter do Chão, no Pará. A investigação foi aberta na última quinta-feira (20/01).

A PF enviou peritos para a região e pretende fazer um sobrevoo, na próxima segunda-feira (24/01). A fiscalização aérea será realizada com duas aeronaves do Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade (ICMBio), que chegarão neste domingo (23/01).

Além da Polícia Federal e do ICMBio, a comitiva será composta por integrantes do Ministério Público, técnicos do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e pesquisadores da Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA).

A vistoria visa analisar, entre outras questões, a extensão da mancha que está ocasionando a mudança da coloração do Rio Tapajós.

Além disso, os peritos da PF irão colher amostras da água turva em diferentes pontos do rio para posterior análise e laudo pericial.

Cooperação integrada

Técnicos do Ibama e da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará (Semas) iniciaram, na última quarta-feira (19/01), uma inspeção de emergência no rio Tapajós.

Amostras foram coletadas e encaminhadas para análise após a água apresentar coloração turva – não característica na região. A iniciativa contou ainda com o apoio do Corpo de Bombeiros do Pará.

Coordenação-Geral de Comunicação Social da PF
[email protected]
61 – 2024 8142

Continue lendo

Polícia Federal

Polícia Federal prende comprador de cédulas falsas em Navegantes/SC

Publicado


Navegantes/SC – A Polícia Federal prendeu em flagrante na tarde desta sexta-feira (21/01) um morador do bairro Gravatá, em Navegantes, que adquiriu cédulas falsas de real e as recebeu via Correios.

Trabalho de triagem realizado pelos Correios e pela Polícia Federal identificou que a encomenda, postada em outro Estado, conteria cédulas possivelmente falsas de real. Diante desses fatos, uma equipe de policiais federais aguardou que o adquirente recebesse sua encomenda e realizou a abordagem.

No objeto postal havia 26 cédulas falsas no valor de R$ 20 e 10 cédulas falsas no valor de R$ 50. Preso em flagrante, o comprador confessou os fatos delituosos, afirmando que comprou as notas de uma pessoa que conheceu pela internet.

Delegacia de Polícia Federal em Itajaí
[email protected] | www.pf.gov.br
47-3249-6796

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana