conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil realiza 4ª edição do projeto CGP Itinerante na região de Cáceres

Publicado

A Delegacia Regional de Cáceres (225 km a oeste de Cuiabá), foi a nova região contemplada pelo projeto “CGP Itinerante”, desenvolvido pela Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Coordenadora de Gestão de Pessoas.

A 4ª edição da ação voltada para o bem-estar dos servidores, foi realizada na sexta-feira (24.06), e atendeu policiais civis lotados nas Delegacias de Polícia dos municípios de Mirassol D’Oeste, São José do Quatro Marcos e Cáceres.

Conforme o gestor da Coordenadoria de Gestão de Pessoas, delegado Fabiano Pitoscia, um dos objetivos do projeto é a aproximação do setor de recursos humanos, com os profissionais atuantes no interior, levando informações acerca dos produtos, serviços e ações de Prevenção à Saúde e Segurança no Trabalho.

Durante o evento a equipe da Coordenadoria de Gestão de Pessoas Itinerante apresentou o Workshop de Atenção à Saúde Mental, e outras atividades de trabalho de sensibilização sobre a importância da saúde física.

Em Cáceres os serviços de prevenção à saúde ocorreram através da parceria com a com a Faculdade Estácio do Pantanal de Cáceres (FAPAN), sendo feitas avaliações físicas de Bioimpedância com orientações nutricionais e orientações ergonômicas e fisioterapêuticas e com a Secretaria Municipal de Cáceres, que ofertou a vacina contra Covid19.

Também oferecidos serviços de terapias integrativas como massagens relaxante e reike, realizados por duas profissionais autônomas: Luziléia Carlos e Maria Célia.

Mais uma vez a Polícia Civil, através da Coordenadoria de Gestão de Pessoas, agradece a todos os profissionais envolvidos no projeto, em especial os parceiros como FAPAN e a Secretária Municipal de Saúde, indispensáveis para a realização do evento.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policial

Traficante é preso pelo Gefron e PF transportando 445 kg de cocaína em trator avaliados em R$ 11 milhões

Publicado

Apreensão ocorreu durante um patrulhamento na Estrada do Boqueirão, em Poconé

O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) e a Polícia Federal apreenderam 445 quilos de entorpecentes e prenderam uma pessoa nesta segunda-feira (8) no município de Poconé (104 km de Cuiabá). O montante apreendido chega a R$ 11 milhões.

Durante um patrulhamento na Estrada do Boqueirão, os policiais avistaram um suspeito conduzindo um trator com uma pequena carreta como reboque.

O entorpecente foi encontrado coberto por uma lona preta, totalizando 363 tabletes de cocaína e 40 tabletes de pasta-base de cocaína, que pesados somam os 445 quilos de droga. Aos policiais, o suspeito disse que a droga era de sua propriedade, assim como um veículo Nissan Frontier XE de cor azul, que também foi apreendido.

O suspeito e os materiais apreendidos foram encaminhados para a Polícia Federal de Cáceres para as providências que o caso requer.

 

Continue lendo

Policial

Polícia Federal faz operação para combater extração ilegal de ouro em terra indígena em Mato Grosso

Publicado

Líder da quadrilha foi presa no inicio desta manhã em Pontes e Lacerda

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (9) a operação “Rainha do Sararé”, que tem o objetivo de desarticular uma associação criminosa originária do estado de Rondônia, que vinha a Mato Grosso para comandar a extração ilegal de ouro na Terra Indígena Sararé. Foram expedidos 4 mandados de prisão preventiva e 4 de busca e apreensão na cidade de Pontes e Lacerda (440 km de Rôndonia.

A líder da quadrilha é uma mulher de 47 anos proprietária de uma empresa de fachada de terra terraplanagem. Ela se identificava como Rainha do Sararé e o apelido se tornou o nome da operação. Três alvos de mandados encontram-se foragidos.

Os presos financiavam a prática do garimpo ilegal de ouro por meio da utilização de maquinários e recrutamento de pessoas. Também comercializavam ouro sem autorização legal e associaram-se com o fim de extrair e comercializar o ouro.

A Polícia Federal tem trabalhado na proteção das terras da União e da população indígena local, ao descapitalizar esse tipo de organização que promove a degradação do meio ambiente, desmatando áreas de preservação e contaminando rios e solos.

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana