conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil procura por autor de feminicídio ocorrido em Rondonópolis

Publicado

A Polícia Civil concluiu quarta-feira (22) o inquérito sobre um feminicídio ocorrido em Rondonópolis, no início deste ano, e procura pelo autor do crime, Rodrigo Araújo Félix Pereira, de 28 anos, que está com a prisão preventiva decretada.

Conforme a investigação da Delegacia de Homicídios de Rondonópolis, a vitima Valéria Alves de Melo, de 61 anos, fora encontrada morta, seminua e com várias agressões pelo corpo, no dia 06 de janeiro. O corpo estava em um quarto do prédio de um antigo motel, que funcionava atualmente como quitinetes, no bairro Jardim Eldorado.

A perícia realizada concluiu que a vítima foi esganada. Conforme a investigação, o crime supostamente ocorreu durante um possível desentendimento entre a vítima e o autor.

Com os elementos colhidos durante a investigação e a identificação do autor do crime, a Polícia Civil representou pela prisão preventiva do autor, que está foragido até o momento.

A DHPP de Rondonópolis solicita a colaboração da população com informações que auxiliem na localização do autor do crime. As denúncias podem ser feitas de forma anônima pelo telefone 197, ou diretamente à equipe de investigação pelo Whatsapp: (66) 99911-3598.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policial

Três suspeitos são presos em flagrante por extorsão e associação criminosa em Nova Mutum

Publicado

Três suspeitos pelos crimes de extorsão e associação criminosa contra uma vítima de Nova Mutum foram presos em flagrante pela Polícia Civil , nesta terça-feira (28.06).

Na tarde de ontem, a vítima procurou a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) informando que dois suspeitos foram até sua propriedade para extorqui-lo. Após a saída da dupla, a vítima foi até a unidade policial e informou a situação aos investigadores, que iniciaram as diligências e efetuaram a prisão dos suspeitos em um hotel da cidade, junto com um terceiro integrante.

Com com os suspeitos, além de uma réplica de pistola, foram apreendidos celulares e R$ 4.410,00 e objetos pessoais. Um dos suspeitos estava com um veículo de luxo avaliado em, aproximadamente, R$ 410 mil.

Os suspeitos vieram do Sul do país para dar continuidade a uma série de extorsões contra a vítima, que perdeu uma alta quantia em valores feitos por meio de depósitos após ser ameaçada, implicando em exposição da imagem e ameaça de morte.

Conforme as consultas realizadas pela equipe policial, os suspeitos têm antecedentes por vários delitos, entre eles extorsão.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Autor de estelionato eletrônico é preso pela Polícia Civil após golpe contra vítima idosa

Publicado

Um homem suspeito de fraude eletrônica cometido contra uma vítima idosa foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na terça-feira (29.06), em ação da Delegacia Especializada de Estelionato e Outras Fraudes de Cuiabá. O suspeito, envolvido na prática de golpes por meio de aplicativos de mensagens, foi autuado em flagrante pelos crimes de estelionato eletrônico e associação criminosa.

As diligências iniciaram após a equipe da Delegacia de Estelionato receber informações sobre a vítima de 69 anos que havia caído no golpe do falso perfil do whatsapp. Na ocasião, o suspeito se passou por filha da vítima, pedindo uma transferência por pix, no valor de R$ 5 mil.

Após a transferência do valor, o suspeito continuou pedindo dinheiro para a vítima, que então descobriu que havia caído em um golpe. Diante das informações, a equipe da Polícia Civil iniciou as diligências para localizar o autor da fraude, realizando a sua prisão em flagrante em sua residência no bairro Jardim Esmeralda em Várzea Grande.

Ele foi conduzido à Delegacia de Estelionato, onde após ser interrogado pela delegada Judá Marcondes, foi autuado em flagrante pelo crime de estelionato eletrônico e associação criminosa. “Foi apurado, por meio das provas colhidas, que o conduzido integra um grupo criminoso que coopta diversas pessoas para cederem contas bancárias com intuito de concretizar os golpes”, disse a delegada.

Parte do valor subtraído da vítima foi recuperado com apoio da Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), por meio de bloqueio bancário, e será restituído para vítima após algumas providências de praxe no banco.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana