conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende suspeitos de furto de caixa eletrônico de supermercado da capital

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Dois homens identificados como autores da tentativa de furto qualificado de um caixa eletrônico em um supermercado da Capital foram presos em flagrante nesta segunda-feira (13.07), em ação realizada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado da Polícia Civil.

O furto ocorreu na madrugada desta segunda-feira quando os criminosos utilizado artefato explosivo tentaram subtrair valores do caixa 24 horas, localizado dentro do supermercado no bairro Jardim Califórnia. Na ação, os suspeitos não conseguiram levar o dinheiro do caixa, porém subtraíram fardos de cerveja do estabelecimento.

Assim que foi acionada, a equipe da GCCO realizou atendimento no local dos fatos e com apoio do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar retirou o artefato utilizado pelos suspeitos, que ainda estava no caixa eletrônico.

Durante as diligências, os policiais da GCCO conseguiram identificar um dos envolvidos no crime, que foi localizado em sua residência no bairro Areão. Questionado, inicialmente o suspeito negou que tivesse saído de casa durante a noite, porém com ele foi encontrado um simulacro de arma de fogo e uma sacola com as roupas utilizadas na ação criminosa.

Diante das evidências, o investigado confessou a autoria dos fatos e também identificou seu primo como comparsa no crime.  Diante da informação, os policiais foram até a casa do segundo suspeito, localizada no mesmo bairro.

Ao perceber a presença da equipe, ele tentou fugir pelos fundos da casa, porém foi detido por policiais que monitoravam o local. Além das duas prisões, com um dos suspeitos foram apreendidas três chaves de veículos importados, subtraídas junto a outros objetos de uma concessionária de Cuiabá no início do mês de junho.

Segundo a delegada da GCCO, Juliana Chiquito Palhares, pelas imagens é possível perceber que ao menos três suspeitos participaram da ação criminosa, sendo realização a prisão em flagrante de dois deles e identificação do terceiro.

 “Os três suspeitos ostentam passagens criminais, desta foram foi realizada a prisão em flagrante dos dois detidos pelo crime de furto qualificado pelo emprego de artefato explosivo e representado pela prisão preventiva do terceiro comparsa, ainda não localizado”, disse a delegada.

 

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

PRF apreende maconha escondida em caminhonete com destino a Rondonópolis-MT

Publicado


No início da manhã do dia 22 de junho, uma equipe da PRF compareceu ao km 108 da BR 163, município de Rondonópolis-MT, para realizar fiscalização com foco no combate à criminalidade, quando em patrulhamento ostensivo, visualizou uma caminhonete Ford Pampa que seguia no sentido de Campo Grande-MS para Rondonópolis.

Ao visualizar a viatura o condutor do veículo realizou uma manobra de zigue-zague, comportamento estranho. Devido a essa atitude do motorista, a equipe policial resolveu realizar uma abordagem de verificação. O condutor e o passageiro apresentaram bastante nervosismo, informando que iriam para Rondonópolis para o enterro de uma tia. Os policiais desconfiaram da situação e optaram por realizar uma busca minuciosa no veículo, onde localizaram compartimentos preparados para o transporte oculto de ilícitos. Após conseguirem violar os compartimentos, os policiais encontraram 169 tabletes de maconha que totalizaram 97 kg da droga.

Depois de constatado o ilícito, os abordados confessaram que pegaram a caminhonete carregada em Campo Grande e entregariam em Rondonópolis em troca de determinada quantia.

O motorista e o passageiro foram presos em flagrante e deveram responder por tráfico de drogas. Eles foram encaminhados à delegacia da Polícia Federal de Rondonópolis para a realização dos demais procedimentos cabíveis.

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende um dos executores das mortes de policial militar e do filho dele, em Cuiabá

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, por meio das atividades investigativas da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), cumpriu na tarde desta segunda-feira (21.06) a prisão temporária de um homem de 36 anos investigado por dois homicídios, um deles o de um policial militar da reserva, ocorrido em agosto do ano passado.

Contra o homem de 36 anos há outra investigação em andamento na DHPP que apura a morte do filho do policial militar, ocorrida em março deste ano. O mandado de prisão referente a esse segundo homicídio também foi cumprido nesta segunda-feira.

A equipe de investigação da DHPP localizou o investigado no bairro João Baracat, na região do Capão Grande, em Várzea Grande.

Crimes  

O homicídio do policial militar ocorreu na noite de 22 de agosto, quando ele chegava a sua casa, no Jardim Colorado, na Capital. Noel Marques da Silva, 52 anos, foi abordado por dois homens que dispararam contra a vítima e depois fugiram do local.

Em março deste ano, o filho do policial, Noel Marques da Silva Júnior, de 33 anos, também foi morto, no bairro Novo Tempo, em Cuiabá. A vítima foi atingida por tiros quando estava na varada de casa. Segundo relato de uma testemunha, dois criminosos invadiram a casa, quando a vítima reagiu e entrou em luta corporal com os suspeitos, mas foi atingida pelos disparos da arma de fogo, vindo a óbito.

No primeiro inquérito, presidido pelo delegado Caio Fernando Albuquerque, foram apuradas informações que apontam para o homem preso como um dos responsáveis pela morte do policial da reserva.

O segundo inquérito, instaurado em março deste ano pelo delegado Anderson Veiga investigou o homicídio de Noel Junior e apurou que o mesmo executor estava ligado às duas mortes.

O delegado Caio Albuquerque destaca o trabalho da equipe de investigação, que esteve atenta à movimentação do investigado, que mudou constantemente de endereço na tentativa de escapar da Polícia Civil. A DHPP trabalha ainda com a linha investigativa de ter ocorrido um crime de mando, fato que está sob apuração.

O investigado foi ouvido em depoimento na DHPP e depois encaminhado para apresentação em audiência de custódia da justiça.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana