conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende membros de facção criminosa atuante com tráfico de drogas em Água Boa

Publicado

Dois integrantes de uma facção criminosa envolvida com o tráfico de drogas e outros crimes em Água Boa (730 km a leste de Cuiabá) foram presos em flagrante pela Polícia Civil, nesta quarta-feira (06.07), durante investigações realizadas no município. Os suspeitos de 28 e 29 anos foram autuados em flagrante pelos crimes de organização criminosa e tráfico de drogas.

A equipe de investigadores da Delegacia de Água Boa estavam em investigações do tráfico de drogas na cidade, quando receberam informações sobre um suspeito que estava atuando como liderança de uma facção criminosa, havendo inclusive um vídeo do suspeito monitorando o comércio de entorpecentes no município.

Durante as investigações, os policiais apuraram que o suspeito havia alugado uma casa no bairro Guarujá Expansão, que era utilizada como ponto de apoio e distribuição de drogas para integrantes da facção.

Durante monitoramento do local, a equipe de investigadores visualizou a grande movimentação de pessoas, característica do tráfico de drogas. No momento em que um veículo saiu da residência, os policiais decidiram realizar a abordagem, sendo encontrado com os ocupantes uma porção de entorpecente e mais de R$ 2 mil em dinheiro.

Em buscas na residência, foram encontradas outras porções de entorpecentes, balança de precisão e material utilizado para embalar a droga.

Diante dos fatos, os suspeitos foram conduzidos à Delegacia de Água Boa, onde após serem interrogados pelo delegado Matheus Soares Augusto, foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e organização criminosa.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policial

Forças de segurança cumprem mandados contra integrantes de facções criminosas que agem em MT

Publicado

Operação foi deflagrada em Cuiabá, Várzea Grande e vários municípios do interior

A Força-Tarefa da Segurança Pública de Mato Grosso (FTSP/MT), composta pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar, deflagrou na manhã desta quinta-feira (18), a “Operação Dissidência”, com o objetivo de desarticular criminosos envolvidos em crimes de homicídios, tortura e tráfico de drogas.

Ao todo são 22 mandados de prisão preventiva, 3 prisão temporária e 36 busca e apreensão nos estados de Mato Grosso e Rio de Janeiro. A ação foi realizada pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar.

Durante as investigações da Força-Tarefa foi identificado que na região centro-norte do estado de Mato Grosso estaria ocorrendo uma guerra entre uma facção criminosa e sua dissidência pelo controle na venda de drogas, principalmente, no município de Sorriso, o que provocou um aumento exponencial em homicídios no município.

A Força-Tarefa instaurou um inquérito policial para apurar os fatos e, com um complexo trabalho de investigação e de inteligência, as equipes identificaram os líderes das facções na região, inclusive, de dentro do sistema penitenciário, bem como outros integrantes responsáveis por promover homicídios, torturas, tráfico de drogas, entre outros crimes graves.

Também foi possível identificar uma mulher de 30 anos como uma das líderes do grupo criminoso, que residiria no estado do Rio de Janeiro e transitava com frequência entre os municípios do Rio de Janeiro e Macaé, locais onde possuía residência.

Cumprimentos de mandados Foram cumpridos mandados expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Sorriso/MT nos municípios de Cuiabá/MT, Várzea Grande/MT, Sinop/MT, Sorriso/MT, Marcelândia/MT, Peixoto de Azevedo/MT, Terra Nova do Norte/MT, Tangará da Serra/MT, Guarantã do Norte/MT, Rio de Janeiro/RJ e Macaé/RJ Também foram cumpridos mandados de prisão na Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira, em Sinop; na Penitenciária Central do Estado e na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, ambas em Cuiabá e na Cadeia Pública de Peixoto de Azevedo, em desfavor de criminosos que já se encontravam presos.

 

 

 

Continue lendo

Policial

Motorista de aplicativo foi atraído por mulher para emboscada e morto por facção

Publicado

Vítima tinha 38 anos e foi alvo de uma emboscada de facção criminosa, segundo o delegado

A Polícia Civil investiga o assassinato de Flávio Deluque de Freitas, de 38 anos, que trabalhava como motorista por aplicativo e foi morto na noite desta terça-feira (16), em Cáceres (a 250 km de Cuiabá).

Segundo o delegado Marlon Nogueira, as investigações apontam que o crime foi praticado por integrantes de uma facção criminosa e não há indícios de que a vítima tenha ligação com o grupo ou quadrilha rival. “Ele foi atraído por uma mulher que ele já conhecia para um encontro amoroso. Quando chegou ao local, os executores estavam esperando por ele”, relatou o delegado.

A mulher de 22 anos foi presa em flagrante na Vila Irene, a uma quadra de onde aconteceu o crime, e autuada por homicídio qualificado – por meio de emboscada e impossibilidade de defesa da vítima, segundo a polícia. Ela confessou o crime. A motivação está sendo investigada e diligências tentam localizar outros envolvidos no crime.

O assassinato aconteceu por volta das 23h30. Conforme a polícia, as viaturas encontraram a vítima dentro do próprio carro, que havia batido em um muro e derrubado uma árvore. Ela tinha um ferimento a tiro na coxa, foi socorrida e levada ao Hospital Regional, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Freitas era técnico de agropecuária formado em 2001 pelo Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) e filho de uma servidora da instituição.

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana