conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende integrantes de grupo criminoso envolvido em explosões de caixas eletrônicos

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Quatro pessoas suspeitas de integrar um grupo criminoso envolvido em explosões de caixas eletrônicos foram presas em flagrante, em uma ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Militar realizada na segunda-feira (25.05), em Cuiabá. Na ação da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) foram apreendidas quatro armas de fogo, munições, bloqueador de sinais e vários objetos de origem ilícita.

Os suspeitos foram autuados pelos crimes de integrar organização criminosa e por posse ilegal de armas de fogo e munições.

As investigações realizadas pela equipe da GCCO apontam que o grupo está envolvido em dois arrombamentos de caixas eletrônicos recentes, um deles ocorrido em uma drogaria no bairro Trevisan, em Cuiabá, e o outro em um supermercado no bairro São Mateus, em Várzea Grande. Nas duas situações foram utilizados explosivos e armas de grosso calibre como 556, 762, 380 e 9 mm.

As diligências que levaram à prisão dos suspeitos iniciaram com a equipe da Rondas Ostensivas Tática (Rotam), da Polícia Militar, após o roubo de uma caminhonete Toyota Hilux, ocorrido durante a madrugada. Os policiais militares identificaram os suspeitos e deram início a uma perseguição, ocasião em que ocorreu uma troca de tiros nas proximidades da região do Coxipó do Ouro.

Na ocorrência, um policial e dois criminosos foram atingidos. Um dos suspeitos não resistiu aos ferimentos e morreu durante o confronto e o outro teve parte dos dedos arrancadas. O policial foi socorrido e encaminhado ao Hospital Municipal de Cuiabá.

As informações da ocorrência foram repassadas à equipe da GCCO, que deu continuidade às diligênciasconseguindo localizar os integrantes do grupo em uma residência no bairro Barbado, na Capital. Um dos suspeitos, ao perceber a chegada dos policiais, tentou fugir, porém, foi capturado junto com seus comparsas.

Com eles foram encontradas quatro armas de fogo (duas pistolas 9 mm, um revólver calibre 38, e uma garrucha 38), além de munições para todas e objetos de origem ilícita como vestimentas, carregadores e um bloqueador de sinais “Jammer”, utilizado em crimes de furtos a instituições bancárias para cortar o sinal de alarmes e câmeras de segurança. Uma dar armas apreendidas com os criminosos pertence à Polícia Rodoviária Federal, sendo produto de crime de roubo/furto.

O delegado titular da GCCO, Flávio Henrique Stringueta, ressaltou que o combate a crimes contra instituições financeiras foi intensificado nas últimas duas semanas devido às duas ocorrências recentes, que chamaram atenção devido ao grosso calibre das armas utilizadas nas ações criminosas.

“Ontem, a equipe da Rotam teve um confronto com o grupo criminoso culminando em seguida na ação desencadeada pela GCCO que conseguiu prender quatro suspeitos e apreender as armas que possivelmente foram utilizadas nos crimes. Lembrando que em nenhum dos ataques, os suspeitos tiveram lucro, uma vez que no primeiro o dinheiro foi manchado de tinta vermelha do dispositivo de segurança do caixa eletrônico e no segundo houve troca de tiros com um segurança que evitou o êxito do crime”, disse o delegado.

Para a delegada da GCCO Juliana Chiquito Palhares, a prisão do grupo criminoso é resultado do trabalho integrado e coeso das forças de segurança, que vêm atuando no enfrentamento de furtos e roubos a caixas eletrônicos, especialmente com a utilização de explosivos.

“São ocorrências que chamaram grande atenção devido ao forte armamento utilizado nas ações e significativa quantidade de disparos efetuados. Todos os indícios das investigações apontam que os quatro suspeitos detidos e o quinto que morreu durante confronto integram essa organização criminosa voltada especificamente para a  prática desse tipo de crime, com a utilização de explosivo e armamentos de grosso calibre”, disse a delegada.

Segundo a delegada, há outras pessoas envolvidas nos crimes e as investigações continuarão para identificar e prender outros integrantes do grupo criminoso.

 

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Bope prende quatro suspeitos e apreende fuzil, metralhadoras, pistolas e escopeta que seriam usadas em resgate de presos

Publicado

Ainda foram apreendidas uma carabina e 150 munições na ação policial realizada na tarde desta sexta-feira [FOTOS –BOPE/PMMT]

Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar prenderam na tarde desta sexta-feira (26), dois adultos (22 e 26 anos) e apreenderam dois adolescentes de 16 e 17 anos com um grande arsenal bélico que supostamente seria utilizado na tentativa de resgate de presos e outras práticas criminosas.

A ação ocorreu em uma casa do residencial Salvador Costa Marques, localizado a margem da Avenida Professora Edna Affi (Avenida das Torres), em Cuiabá. O Bope recebeu informações sobre a presença de suspeitos, possivelmente integrantes de organização criminosa, reunidos em uma residência desse bairro, planejando crimes.

Ao fazer rondas no local os policiais avistaram alguns homens que saíram correndo de uma casa e entraram em outra. Na “moradia” onde eles estavam, o Bope encontrou um fuzil (calibre 5,56), duas submetralhadoras semiautomáticas, uma delas com silenciador de ruídos, além de duas pistolas (uma calibre .40 e outra 380), uma carabina (.357), uma espingarda calibre 12 e mais de 150 munições dos respectivos calibres das armas.

Os quatro suspeitos foram presos na casa e proximidades do local onde buscavam refúgio e de onde tentavam fugir. Nessa ação as equipes do Bope contaram com o apoio de um helicóptero do Ciopaer e policiais do 24º Batalhão de Polícia Militar.

Além do apoio no ponto onde ocorreram as prisões e apreensões, o helicóptero fez rondas na região na tentativa de localizar veículos e outros possíveis envolvidos que poderiam estar apoiando a ação dos suspeitos presos, porém não ocorreram mais prisões ou apreensões.

De acordo com o comandante do Bope, tenente-coronel Ronaldo Roque da Silva, um dos presos admitiu que os armamentos seriam empregados em um plano de resgate de presos de um presídio da região de Cuiabá. Roque observa que as armas apreendidas são de calibre e uso restrito das forças de segurança pública, todas com grande poder de letalidade.

A checagem dos suspeitos apontou que dois deles já têm passagens criminais por roubo (artigo 157) e receptação. Os suspeitos e o material apreendido foram entregues na Central de Flagrantes no Cisc Verdão. As investigações agora prosseguem com Polícia Judiciária Civil (PJC).

 

Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende mulher com um quilo de cocaína dentro da bolsa

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

 

Uma mulher que transportava entorpecente dentro de uma bolsa foi surpreendida por policiais da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), da Polícia Civil, na tarde desta sexta-feira (26.06). Com a suspeita foi apreendido um pacote de aproximadamente um quilo de cocaína.

A suspeita, de 31 anos, foi abordada durante diligências dos investigadores do DRE no bairro Santa Isabel em Cuiabá. Ao perceber a presença dos policiais, a traficante demonstrou nervosismo, levantando a suspeita dos policiais.

Durante revista, os policiais encontraram dentro da bolsa da suspeita um pacote com embalagem vermelha, aparentando ser cocaína. Diante da situação de flagrante, a suspeita foi conduzida à DRE, onde após ser interrogada, foi autuada por tráfico de drogas.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana