conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende indígena por agressão a companheira em São Félix do Araguaia

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil do município de São Félix do Araguaia (1.200 km a Nordeste) efetuou a prisão de um indígena, no domingo (08.09), por agredir fisicamente sua companheira também indígena. O caso aconteceu na residência do casal no centro da cidade e na presença de uma criança de 7 anos.

O suspeito, I.L.K. de 59 anos, foi autuado em flagrante pela contravenção penal de vias de fato e pelo crime de ameaça no âmbito da legislação penal, combinado com a Lei Maria da Penha. 

A prisão ocorreu na tarde de domingo (08), quando a escrivã plantonista realizava diligências, e se deparou com um menino de 7 anos (neto do casal), em frente a uma casa, chorando e pedindo por socorro.

De imediato, a policial civil parou para atender o garoto e se aproximou do imóvel que estava com o portão aberto, momento em que avistou o suspeito agredindo a mulher. A vítima estava caída, enquanto o autor a segurava pelos cabelos e desferia golpes com a mão fechada na região da cabeça da mesma. 

Leia Também:  Motorista é preso após transportar madeira extraída de terra indígena

Diante dos fatos, a escrivã mandou o suspeito soltar a mulher. Ainda na ocasião, aparentando estado de embriaguez, o suspeito ameaçou e xingou a vítima.

Em seguida, foi solicitado apoio aos demais policiais civis, que foram até o local e efetuaram a detenção do agressor, o qual foi levado à Delegacia de São Félix do Araguaia, interrogado e autuado em flagrante delito.

A vítima, W.K., de 57 anos, foi ouvida e revelou não ser a primeira vez em que foi agredida pelo companheiro. Porém, com medo, não quis denunciar o agressor. Ela também foi submetida ao exame de corpo de delito e representou pelo pedido de medidas protetivas, impostas pela Lei Maria da Penha.

I.L.K. foi interrogado e posteriormente autuado pela contravenção penal de vias de fato, e pelo crime de ameaça no âmbito da legislação penal e na lei da violência doméstica. Em seguida, o conduzido foi apresentado ao Poder Judiciário, sendo sua prisão em flagrante convertida pela Justiça em prisão preventiva.

As investigações continuam para conclusão do inquérito instaurado pela Polícia Civil para apuração do caso e possível indiciamento do investigado.

Leia Também:  Mulher que assaltou motorista e roubou carro em Cuiabá é presa ao tentar entrar com documento falso na PCE

 

Fonte: PJC MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Homem é executado com três tiros por motoqueiros em avenida do bairro CPA 4

Publicado

Vítima era morador de Várzea Grande e não tinha passagens criminais

Um homem de 30 anos foi morto a tiros quando trafegava pela avenida Mutum, no bairro CPA IV, em Cuiabá, na tarde de sábado (25). Adriano Silva Albuquerque de Amorim, 30, estava em um veículo Chevrolet Corsa quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta. Um deles efetuou diversos tiros, sendo que três deles atingiram a vítima. Em seguida, a dupla fugiu.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e a equipe médica constatou o óbito. A Polícia Militar também foi acionada e deu inicio a diligências pela região, mas nenhum suspeito foi preso.

Testemunhas informaram que os assassinos já estavam rondando o local onde ocorreu o crime, o que levanta suspeita de que eles sabiam o percurso que a vítima costuma fazer.

Imagens capturadas por circuito de segurança do comércio da rua ajudaram a identificar a motocicleta usada pelos atiradores. Em checagens, foi descoberto que ela é produto de furto há alguns meses. 

Adriano era morador de Várzea Grande e não tinha passagens criminais. O crime será investigado pela Delegacia de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP).

 

Leia Também:  Polícia Civil prende casal que mantinha boca de fumo no bairro Jardim Imperial
Continue lendo

Policial

Motorista é preso após transportar madeira extraída de terra indígena

Publicado

Suspeito tentou fugir da abordagem da PM, mas foi detido próximo à sua residência

Policiais militares de Campinápolis (a 648 km de Cuiabá) encaminharam à delegacia nesta sexta-feira (24), um homem suspeito de extração ilegal de madeira.

Conforme o boletim de ocorrência, os agentes realizavam patrulhamento pela área central quando viram o suspeito dirigindo um caminhão Ford F 4000, com a carroceria coberta. O homem saiu em alta velocidade quando viu a viatura.

Devido à atitude suspeita, foi solicitado ordem de parada, não obedecida. Depois de um longo trajeto de fuga, o homem parou o veículo na frente da sua residência. Ele ainda tentou correr, mas foi abordado e apresentou resistência.

Na carroceria do caminhão, os militares descobriram que a carga se tratava de 80 postes de madeira da espécie angico. O homem disse que teria pegado a carga em uma aldeia indígena.

 

 

Leia Também:  Polícia Civil prende casal que mantinha boca de fumo no bairro Jardim Imperial
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana