conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende homem investigado por homicídio em empresa de transporte de VG

Publicado

Assessoria/PJC-MT

O homem investigado por um homicídio e uma tentativa de homicídio ocorridos em uma empresa, em Várzea Grande, teve a prisão cumprida nesta segunda-feira (27.01) pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O delegado Caio Fernando Alvares de Albuquerque, que preside o inquérito, representou pela prisão cautelar, deferida pela Comarca de Várzea Grande. O suspeito dos crimes teve a prisão efetivada com acompanhamento de um advogado. Ele é investigado pelos crimes de duplo homicídio consumado e tentado, qualificados (motivo fútil e emprego de recurso que impossibilitou a defesa das vítimas). O suspeito será apresentado em audiência de custódia da justiça.

O homem confessou a autoria do crime, mas diz que agiu após várias provocações das vítimas.

Crime

O crime aconteceu na noite do dia 19 de janeiro deste ano, dentro de uma empresa de transportes no bairro Jardim dos Estados, na qual trabalhavam o suspeito e vítimas.

Um das vítimas, atingida por disparos de arma de fogo, e morreu no local. O outro rapaz foi ferido e socorrido ao Pronto-Socorro da cidade.  Em diligências no local do crime, os policiais da DHPP confirmaram a identidade do suspeito do crime.

As vítimas haviam recém-chegado à empresa, quando começaram os procedimentos para troca de motorista, sendo que a condução de um veículo da empresa seria passada ao motorista (suspeito) e seu companheiro de trabalho. Foi apurado que no mesmo dia, vítimas e o suspeito tiveram discussões, via aplicativo de mensagens, envolvendo, supostamente, questão do trabalho. Durante o início do trabalho na empresa, as vítimas e o investigado retornaram às discussões, de forma mais acalorada. Em certo momento, conforme imagens das câmeras de monitoramento, o suspeito segue até seu veículo e retorna caminhando em sentido a uma das vítimas e faz os disparos de arma de fogo contra esta.

As câmeras registraram ainda que a outra vítima foi até a sala de monitoramento, de onde sai e retorna instante depois, tentando fechar a porta de blindex. Neste momento, as imagens são nítidas e mostram o rompimento da porta por disparo de arma de fogo feito pelo investigado, que atira a curta distância na vítima, que morre logo depois no local.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Pedreiro é denunciado por três crimes contra menina de cinco anos

Publicado

O pedreiro e catador de reciclados Antônio Ramos Escobar foi denunciado nesta segunda-feira (28) pela 2ª Promotoria de Justiça Criminal de Sorriso (a 420km de Cuiabá), por estupro de vulnerável, homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver da menina S.V.F.P.. O crime aconteceu em 2010, quando a vítima tinha cinco anos de idade.

Conforme o promotor de Justiça Luiz Fernando Rossi Pipino, as qualificadoras do homicídio são emprego de meio cruel, mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima, e visando assegurar a ocultação e impunidade de outro crime (estupro, no caso). O denunciado, que recentemente confessou o crime, está preso preventivamente no Centro de Ressocialização de Sorriso.

De acordo com as investigações, no dia 1º de junho de 2010, por volta das 15h30m, nas dependências de uma construção, Antônio Ramos Escobar, após ter praticado atos libidinosos com a criança, matou a menina asfixiada e ocultou o seu cadáver. “No dia dos fatos, Antônio Ramos Escobar, após avistar e abordar S.V.F.P. na via pública (nas proximidades do Estádio Municipal ‘Egídio José Preima’), transportou a criança/vítima até uma construção em que trabalhava”, consta na denúncia.

Nas dependências da edificação, ele se aproveitou da ausência de vigilância e da vulnerabilidade e fragilidade da vítima para violentá-la. “No desdobramento dos fatos, Antônio Ramos Escobar, consciente e imbuído de animus necandi (vontade de matar), aproveitando-se da compleição física avantajada em relação à criança/vítima e também do local desabitado em que se encontravam àquela ocasião (recurso que dificultou e/ou tornou impossível a defesa), esganou a criança S.V.F.P., provocando-lhe, pois, a sua morte (por asfixia), tudo como forma de assegurar a ocultação e a impunidade do crime sexual anteriormente praticado”, narra Luiz Fernando Rossi Pipino.

De acordo com o promotor de Justiça, o denunciado, na sequência, ensacou o corpo da vítima e ocultou o seu cadáver em local ainda não apurado pelos agentes policiais.

 

Continue lendo

Policial

Investigado por violência domestica contra ex-companheira é preso preventivamente

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Policiais civis da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Várzea Grande (Dedmci) cumpriram na tarde desta segunda-feira (28.09) a prisão preventiva de um homem investigado por crime de violência doméstica contra a ex-companheira.

O mandado judicial foi cumprido no local de trabalho do investigado, em um fábrica de bebidas na região metropolitana de Cuiabá.

No dia 7 de setembro, o suspeito agrediu a ex-companheira na frente dos filhos. Após ferir a ex-mulher, ele fugiu do local.

Em inquérito aberto na unidade especializada pra investigar o crime, a delegada Mariel Antonini representou pela prisão preventiva do suspeito.

Após o cumprimento do mandado judicial, ele será encaminhado à unidade prisional do Capão Grande, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana