conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende autor de roubo e estupro praticado contra jovem em Nova Mutum

Publicado

 

Assessoria/Polícia Civil-MT

O autor de um crime de roubo seguido de estupro ocorrido em Nova Mutum (264 km a médio-norte de Cuiabá) teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, na quinta-feira (06.05), finalizando o trabalho de investigação da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município.

O roubo seguido de estupro cometido contra uma jovem de 20 anos ocorreu no dia 20 de março e desde então a equipe da Derf Nova Mutum realizava diligências para identificar e prender o autor do crime.

O suspeito de 29 anos identificado como autor do crime bárbaro foi flagrado em posse de um telefone celular, produto de roubo praticado no dia 02 de abril contra outra vítima. Durante as buscas na residência, os policiais também encontraram o aparelho celular da vítima de roubo e estupro.

Na delegacia, a jovem fez o reconhecimento fotográfico do suspeito, reconhecido o conduzido como autor do crime. Com base nos fatos, a delegada Angelina Ticianel representou pela decretação da prisão preventiva do suspeito, a qual foi deferida pelo Judiciário e devidamente cumprida.

Em buscas no sistema, os policiais encontraram outro mandado de prisão expedido contra o suspeito, pela Comarca de Tapurah, também pelo crime de roubo, sendo dado efetivo cumprimento a ordem judicial.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Homem é preso em flagrante após sessão de tortura e cárcere privado contra mulher e filhos, em Primavera do Leste

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

Um homem de 34 anos foi preso em flagrante nesta quinta-feira (17), em Primavera do Leste, por estupro, cárcere privado, tortura no âmbito da Lei Maria da Penha, cometidos contra a companheira, de 31 anos. Com o suspeito também foram apreendidas diversas armas de fogo, pelas quais ele foi autuado também por posse ilegal.

A Polícia Civil de Primavera do Leste recebeu uma denúncia sobre uma tentativa de feminicídio que havia ocorrido em uma fazenda da região. Equipes das unidades policiais do município e de Paranatinga foram até o local para checar as informações, onde resgataram a mulher, de 31 anos, e os filhos menores de idade que eram mantidos na propriedade sob cárcere privado.

Na fazenda, os policiais civis aprenderam oito armas tipo espingarda e diversas munições.

A vítima relatou que desde o dia 09 de junho vinha sendo torturada, quando o suspeito começou a agredindo com um copo de vidro em seu rosto. Depois, ele a levou a uma estrada na mata, onde novamente a agrediu com socos e chutes.

Em uma das ocasiões, ela estava com o filho no colo, um bebê, e para desviar os socos da criança, o suspeito lhe agredia na cabeça. Uma das agressões foi feita com uma das armas de fogo, quando o homem a jogou no chão e depois mirou em sua direção fazendo um disparo contra a mulher.

Conforme as declarações da vítima, as sessões de agressões e torturas continuaram, quando o suspeito usou fios elétricos para provocar choques pelo corpo da mulher, que deixaram inúmeras marcas na vítima, inclusive nas partes íntimas. Ele disse ainda que a mataria sem deixar provas do crime.

A vítima relatou ainda que o agressor a impedia de sair de casa para que os vizinhos não pudessem ver as lesões em seu rosto. Na madrugada desta quinta-feira, ele tornou a agredi-la, batendo com um fio de eletricidade.

Durante as diligências na propriedade, os policiais entrevistaram o suspeito, que confirmou os crimes cometidos e ainda atribuiu a culpa à vítima.

A mulher e os filhos foram retirados do local e encaminhados para atendimento na Delegacia da Mulher de Primavera do Leste.

O suspeito foi preso e autuado em flagrante pelos crimes de tortura, estupro, cárcere privado e posse ilegal de arma de fogo. Após os procedimentos policiais, ele será encaminhado à unidade prisional da cidade.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Polícia Civil apreende arma de fogo na zona rural do município de Aripuanã

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Uma arma de fogo foi apreendida pela Polícia Civil, na tarde de quarta-feira (16.06), na zona rural do município de Aripuanã (1.002 km a noroeste de Cuiabá), durante averiguação de uma denúncia de poluição sonora.

A diligência iniciou logo que a Delegacia de Polícia de Aripuanã foi comunicada sobre uma residência situada na Comunidade Milagrosa, zona rural do município, onde vinha ocorrendo uso de som alto e excesso de festas com aglomeração de pessoas. 

Diante das informações os policiais civis foram até o local, onde constataram que acontecia as festividades. Na ocasião, ao perceberem a presença da equipe, várias pessoas fugiram correndo por uma mata que havia nos fundos da casa.

Durante buscas na mata foi apreendida uma espingarda de calibre 36, municiada, sem numeração e aparentando ser de fabricação artesanal. A arma foi apreendida e levada para Delegacia de Polícia.

Um procedimento foi instaurado para apuração dos fatos e o responsável pelo objeto, depois de identificado, responderá pelo crime de porte ilegal de arma de fogo de uso permitido.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana