conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil ministra palestra sobre importunação sexual para mais de 300 alunos em Cáceres

Publicado

Mais de 300 alunos do ensino médio e fundamental da Escola Estadual Militar Tiradentes em Cáceres (228 km a oeste de Cuiabá) participaram de palestra sobre importunação e abuso sexual, ministrada pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e idoso do município.

A palestra para os alunos a partir do oitavo ano, com idades entre 13 a 16 anos, foi ministrada pela delegada titular da Delegacia da Mulher, Paula Gomes Araújo, junto aos agentes da infância e juventude do Fórum de Cáceres.

Durante o encontro, a delegada abordou o tema importunação, abuso, e exploração sexual, suas características, como e onde ocorrem e como prevenir e combater esse tipo de crime, além de responder questionamentos e esclarecer dúvidas dos alunos sobre o assunto.

Segundo a delegada, os alunos se mostraram bastante interessados no tema, fazendo diversas perguntas, dando exemplos e citando casos que vivenciaram.

“A Delegacia da Mulher toda semana está sendo convidada para realizar essas palestras nas escolas, uma vez que o assunto é muito importante para ser abordado com os adolescentes, em especial a importunação sexual dentro das escolas, que é crime”, disse a delegada.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policial

Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal apreendem caminhão com madeira irregular na fronteira

Publicado

Um caminhão carregado de madeira irregular foi apreendido na noite de quinta-feira (30.06), no município de Comodoro, região oeste do Estado, após ação conjunta da Polícia Civil e Polícia Rodoviária Federal. Três pessoas foram presas em flagrante pelo crime ambiental.
Os policiais civis de Comodoro e os agentes da PRF realizavam barreiras na região de fronteira, visando o combate a extração ilegal de madeira em terras Indígenas, quando na noite de quinta-feira (30), avistaram um caminhão transportando a matéria prima.
A fiscalização policial foi montada na Rodovia BR 174, próximo ao KM 555, entre os municípios de Comodoro e Vilhena, no Estado de Rondônia.  Durante a abordagem foi verificado que o veículo era ocupado pelo motorista e mais dois indivíduos.
Na ocasião não foram apresentados os documentos obrigatórios, além da documentação exigida para o transporte de madeiras, como o Documento de Origem Florestal e a Guia Florestal, além disso, o caso do transporte da madeira feito no período noturno, constitui uma agravante ao crime ambiental previsto na Lei Federal  9.695/98.
Diante dos fatos, o caminhão com a carga de madeira foi apreendido, e os três suspeitos conduzidos para Delegacia de Comodoro, onde foram interrogados e autuados em flagrante delito.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Em nota, vereador nega assassinato de policial penal e diz que agiu em legítima defesa

Publicado

O agente penal, foi morto após ser alvejado pelo vereador de Cuiabá, Tenente Coronel Paccola (Republicanos)

O vereador de Cuiabá, tenente-coronel, Marcos Paccola (Republicanos), em longo depoimento à Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP), alegou legítima defesa ao atirar e matar o agente do Sistema Socioeducativo de Mato Grosso, Alexandre Miyagawa de Barros, 41 anos, nesta sexta-feira (1), aos fundos da praça do Chopão.

Segundo o parlamentar, ele tentou, na verdade, separar uma briga de casal, mas acabou sendo surpreendido por Alexandre que estava armado. Na versão de Paccola, foi preciso então sacar a sua arma e matar o suposto agressor.

Em nota, ele detalhou o seu depoimento:

Na noite de sexta, 01/07/2022 o Vereador Tenente Coronel da PMMT, Marcos Paccola estava a caminho de um compromisso, deparou com o trânsito na região estava parado e muitas pessoas aglomeradas, ao descer do veiculo para averiguar o que acontecia ele foi informado por alguns populares de que um homem armado estava ameaçando populares e iria matar uma mulher. Ao visualizar o homem armado, sacou sua arma e verbalizou para que largasse a arma, após algumas vezes sem sucesso na verbalização, ele com a arma fez menção de se virar para a direção do parlamentar e policial, e no dever de proteger, agiu da forma que foi treinado e neutralizou a ameaça em legítima defesa própria e de terceiros, ele agiu efetuando disparos contra o individuo que infelizmente foi a óbito.

Após o fato e o início das investigações constatou-se que se tratava de um agente socioeducativo e que na noite em questão já estava apresentando comportamento que trazia periculosidade aos demais, inclusive trafegando veiculo em alta velocidade na contramão.

A perda de uma vida é sempre irreparável, porém o dever de servir e proteger está acima de qualquer situação, o treinamento do Tenente Coronel Paccola permitiu que que os danos aos presentes e a sociedade fossem minimizados e que todas as demais vidas fossem preservadas.

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana