conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil localiza propriedade rural onde onças-pintadas teriam sido mortas

Publicado

Assessoria/PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil localizou nesta quarta-feira (13.11) a propriedade rural, no município de Cocalinho (923 km a Leste de Cuiabá), em que foi realizada a matança de três onças-pintadas, cujas imagens dos animais mortos foram divulgadas em diferentes redes sociais na internet.

A propriedade rural é de difícil acesso e fica a aproximadamente 150 quilômetros da região central de Cocalinho. No local, a equipe da Polícia Civil encontrou a caminhonete que aparece no vídeo, confirmando se tratar da propriedade onde ocorreu o crime ambiental.

Os policiais foram recebidos por um caseiro que chegou a fazenda há cerca de quatro dias, a pedido do proprietário que alegou que o imóvel estava vazio. Questionado, o funcionário disse que ficou sabendo do vídeo em que as onças aparecem mortas somente depois que chegou à propriedade.

O delegado Valmon Pereira da Silva explica que o crime ambiental ocorreu há aproximadamente cinco ou seis dias, antes do novo caseiro ser chamado para trabalhar na propriedade. “Os três suspeitos envolvidos na morte e na divulgação das imagens dos animais fugiram, porém, o dono da fazenda já foi identificado e será ouvido”, disse o delegado.

Leia Também:  Assaltante morre e outro é preso após troca de tiros com policiais militares

A Polícia Civil continua as diligências em buscas dos suspeitos da morte dos animais, que responderão por crime ambiental contra a fauna, previsto no artigo 29 da lei 9605/98.

Após confecção de relatório, a documentação será encaminhada para os órgãos ambientais, com objetivo de apurar o crime ambiental por parte dos suspeitos e também do proprietário, assim como a adoção de medidas administrativas cabíveis.

Fonte: PJC MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Polícia Civil cumpre novo mandado de prisão contra suspeito de crime sexual e ameaça

Publicado

Assessoria/PJC-MT

Equipe da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá (Dedm) cumpriu no início da noite desta quarta-feira (04.12) um mandado de prisão preventiva contra o jornalista L.H.M.A, 38 anos, pelos crimes de estupro tentado e ameaça em um dos inquéritos que tramita na unidade policial.

O mandado de prisão, cumprido em uma unidade prisional da Capital onde o suspeito já está detido, foi representado pela delegada Nubya Beatriz Gomes dos Reis, que preside cinco inquéritos instaurados na Delegacia da Mulher.

“Os casos investigados são gravíssimos. As investigações não basearam-se apenas nas declarações das vítimas, o que por si só tem grande credibilidade em crimes dessa natureza. Há um vasto conjunto de informações nos autos, principalmente depoimentos de testemunhas que ratificaram grande parte do narrado pelas vítimas,” declara a delegada.

O suspeito é investigado na delegacia especializada da Capital por diversos crimes contra a dignidade sexual, sendo que, que até a presente data, foram registrados dez boletins de ocorrências contra ele.

Leia Também:  Traficante que recrutava menores para atuar no comércio de drogas é preso em Várzea Grande

Ele já estava preso por força de outro mandado de prisão em um dos inquéritos que investiga estupro tentado, importunação sexual, ameaça e gravação não autorizada da intimidade sexual. A primeira prisão ocorreu em virtude de descumprimento de medida protetiva de urgência.

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Policial

Advogado apontado como mandante de roubo contra ex-esposa é preso em Nova Bandeirantes

Publicado

Assessoria | PJC-MT

Um advogado, apontado como mandante de um roubo ocorrido em Nova Bandeirantes (1.026 km ao Norte de Cuiabá), foi preso pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta quarta-feira (04.12), na última fase da operação “Prudentia”, deflagrada para cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão domiciliar.

O suspeito E.C.A. foi preso em ação da Delegacia de Polícia do município com apoio da Delegacia de Polícia de Nova Monte Verde. Ele foi identificado como planejador do roubo com restrição de liberdade, praticado contra sua ex-esposa e filha.

Segundo as investigações, o crime foi motivado após a separação do casal, quando a vítima não aceitou reatar o relacionamento com o suspeito. Por não aceitar o término, o advogado arquitetou o assalto visando o prejuízo patrimonial e psicológico, para fragilizar e convencer a vítima a voltar para o casamento.

O crime aconteceu na madrugada do dia 07 de agosto, quando os dois suspeitos (pai e filho) contratados pelo advogado entraram na casa das vítimas (ex-mulher e filha, de 13 anos), que foram rendidas e trancadas no banheiro. Na ação criminosa, os suspeitos subtraíram joias, aparelhos celulares, notebook e um carro HB20 que foi presente dado pelo ex-marido.

Leia Também:  Polícia Civil prende homem que tentou matar amiga de companheira a facadas

Durante a fuga, o suspeito que conduzia o veículo roubado capotou o automóvel na Rodovia MT 208. Ambos executores do roubo foram presos e em interrogatório, apontaram o E.C.A. como o mandante do crime mediante promessa de recompensa. O suspeito auxiliou materialmente os contratados tanto antes quanto após o crime.

Diante dos indícios, a Polícia Civil representou pelo pedido de prisão contra o advogado e de busca e apreensão na casa e no escritório do investigado, decretados pela Justiça.

De posse das ordens judiciais, os policiais civis de Nova Bandeirantes e de Nova Monte Verde efetuaram a prisão de E.C.A, que depois de preso foi ouvido e posteriormente recolhido ficando à disposição do Poder Judiciário.

 

Fonte: PJC MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana