conecte-se conosco


Mato Grosso

Polícia Civil incinera 2 toneladas de drogas apreendidas em Cuiabá e Várzea Grande

Publicado

A Polícia Civil de Mato Grosso incinerou nesta quarta-feira (11.09) cerca de 2,4 toneladas de drogas apreendidas em Cuiabá e Várzea Grande. O governador Mauro Mendes acompanhou a ação com o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante. A incineração foi realizada no forno de uma empresa, localizada no Distrito Industrial, em Cuiabá.

A Perícia Oficial e Indentificação Técnica (Politec) garantiu a idoneidade da ação, fiscalizando para que os lacres com os produtos ilegais não fossem rompidos. Foram queimadas 2,2 toneladas de maconha, 159 quilos de cocaína e 42 quilos de outros tipos de entorpecentes, como drogas sintéticas e anabolizantes.

Mauro Mendes defendeu a revisão das leis brasileiras, que deveriam endurecer as penas para os envolvidos no tráfico de drogas.

“Essas duas toneladas de drogas são da baixada cuiabana e não está nesta conta o que é apreendido na fronteira, um número ainda maior. O tráfico de drogas abastece outros tipos de crime, contudo, a nossa polícia tem feito trabalho exemplar, trazendo mais tranquilidade e combatendo esses tipos de crime. Espero que algum dia os nossos legisladores possam fazer revisão das legislações e estabelecendo penas mais duras que se não vamos ficar enxugando gelo”, afirmou o governador.

Leia Também:  Banda da Polícia Militar celebra aniversário com música e reconhecimento cultural

O delegado titular da Delegacia de Repressão a Entorpecentes, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, informou que a incineração está prevista na lei de drogas, sendo um ato formal com a presença de representantes de várias instituições e autoridades.

“Existe todo um cuidado nesse procedimento. Um grande aparato de policiais na escolta, em razão da grande quantidade. Esse volume de entorpecentes é fruto do trabalho da Delegacia, não somente das apreensões que realizamos aqui, mas de outras unidades e da Polícia Militar, que são levadas aos plantões, ou do sistema penitenciário. Toda essa droga apreendida vem para a DRE”, explicou o delegado.

A diretora Metropolitana do Laboratório Forense, Alessandra Puertas, explicou que além do trabalho de emissão dos laudos das apreensões, no dia da queima, a Politec faz a vistoria dos lacres para garantir que não houve desvio do entorpecente. Antes da incineração, os policiais realizam o catálogo das drogas, de acordo com os laudos periciais emitidos quando das apreensões.

“Até mesmo na porta da caldeira, a gente analisa a integridade dos lacres com as drogas”, disse.

Leia Também:  Sefaz monitora operações interestaduais com bebidas alcoólicas

Procedimentos

A droga destruída deu origem a cerca de 600 procedimentos na Delegacia, entre inquéritos policiais, termos circunstanciados de ocorrência, instaurados pela DRE, e flagrantes dos plantões convertidos em inquéritos na Especializada.

“Existe um trabalho árduo, por trás dessa incineração, autorização judicial, fiscalização de órgãos como a Vigilância Sanitária, Politec e outros, que asseguram o cumprimento dos procedimentos da lei de drogas nesse processo”, pontuou o delegado.

O ato de incineração contou com a participação da Politec, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, OAB-MT, Ministério Público Estadual, Vara Criminal de Entorpecentes, Vigilância Sanitária.

Fonte: GOV MT
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Unidades do Ganha Tempo reforçam necessidade de realizar exame de próstata

Publicado

A cada ano, 68.220 homens serão diagnosticados com câncer de próstata no Brasil, resultando em 15.400 mortes. É o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos e considerando ambos os sexos, é o segundo tipo mais comum. Mais do que qualquer outro tipo, é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de 75% dos casos ocorrem a partir dos 65 anos, mas a doença já pode surgir a partir dos 50 anos.

Diante desse cenário e para fazer seu papel de contribuir com a melhoria da qualidade de vida da população do Estado, o Ganha Tempo aderiu à campanha “Novembro Azul”, realizada mundialmente para lembrar a importância de se fazer com regularidade o exame da próstata. Durante todo mês, os colaboradores das sete unidades existentes em Mato Grosso estarão usando o símbolo da campanha, um laço azul junto à roupa, e os espaços estarão enfeitados com balões azuis para chamar atenção dos usuários.

Leia Também:  Sefaz monitora operações interestaduais com bebidas alcoólicas

Se diagnosticado em estágio inicial, o tratamento do câncer de próstata fica mais fácil e altamente eficaz. Mas o câncer de próstata esbarra no preconceito masculino quanto à realização de exames preventivos. Por isso, desde 2003, em todo mundo é realizada a campanha para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. 

Como um espaço com ampla circulação de pessoas, o Ganha Tempo instituiu a rotina de promover ações sociais que visem à melhoria das condições de vida e saúde da população. O Consórcio Rio Verde, administrador do Ganha Tempo em Mato Grosso, entende que campanhas sociais e de conscientização são essenciais para motivar a sociedade. Somente este ano foram promovidas campanhas relativas ao Setembro Amarelo (prevenção ao suicídio) e ao Outubro Rosa (prevenção ao câncer de mama).

Recentemente foi realizada uma campanha de arrecadação de roupas e agasalhos. O Ganha Tempo também mantém duas campanhas em apoio ao público feminino: uma de prevenção ao feminicídio e outra sobre o direito à igualdade em todas as esferas, especialmente no trabalho. Atualmente, o Ganha Tempo está presente em seis cidades de Mato Grosso, com sete unidades: Cuiabá (Unidades Ipiranga e CPA), Várzea Grande, Rondonópolis, Cáceres, Barra do Garças e Sinop.

Leia Também:  Operação cumpre mandados de prisões e de buscas em Diamantino

O Ganha Tempo em Mato Grosso tem tido uma média de 113 mil atendimentos/mês, com um índice de 99% de aprovação dos atendimentos entre bom e ótimo, com filas de espera que ficam abaixo do recomendado por lei. Somente a unidade da Praça Ipiranga, em Cuiabá, oferta 87 tipos de serviços. Em todas, os serviços mais procurados são confecção de RG, vagas de emprego através do SINE (nas unidades que disponibilizam o serviço), Detran, confecção de título de eleitor no TRE e os atendimentos ofertados pela Previdência Social (INSS).

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Mato Grosso

Primeira-dama desfila com mulheres em tratamento contra o câncer de mama

Publicado

Batom, rímel, sombra, blush, turbantes, foram alguns dos itens que reforçaram a beleza de mulheres de diversas idades que venceram ou ainda estão em tratamento para combater o câncer de mama. Toda esta produção ocorreu durante a 11ª MACARROMamma, jantar beneficente organizado pela Associação de Apoio a Pessoas em Tratamento e Pós-tratamento do Câncer de Mama – MTmamma, realizado na noite de sábado (09.11), no Cenarium Rural.

Com um grande olhar humanizado às causas sociais, a primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, foi uma das madrinhas da iniciativa, responsável por viabilizar o local do evento, auxiliar na venda de ingressos que serão revertidos às ações de prevenção, além de disponibilizar voluntários para a maquiagem e produção das assistidas. 

Ao lado de Naiana e Ivania, Virginia desfilou na passarela do evento em uma clara celebração à vida. “Para mim é uma honra estar aqui, ser convidada pelo MT Mamma e conhecer essas mulheres tão maravilhosas. Eu acredito muito em Deus e o recado que eu deixo é que essas mulheres tenham fé acima de tudo e confiem na vontade d’Ele, que Ele fará todo o resto”, afirmou a primeira-dama.

A confiança é o que mantém a professora Naiana Rodrigues firme de que vencerá o câncer. O diagnóstico veio em julho deste ano, mas felizmente Naiana estava atenta aos sinais. “Minha história com o câncer começa quando um belo dia eu levanto da cama, me olho no espelho e acho um nódulo. Eu já tinha o hábito de fazer o autoexame e neste dia eu achei o nódulo”, relembrou. 

Leia Também:  Governo seleciona médico para trabalhar meio período no Centro de Detenção de Juína

Logo após, Naiana fez a cirurgia para a retirada do tumor e atualmente está passando por quimioterapia. Mas nada disso é motivo para desanimá-la. Ao lado da primeira-dama na passarela, Naiana dançou e exibiu toda a beleza de uma mulher que aos 37 anos luta todos os dias por sua vida. 

Durante o mês de outubro, o Governo de Mato Grosso vestiu-se de rosa para apoiar a campanha de prevenção. Exemplo disso foi a realização de um mutirão no Hospital Estadual Santa Casa de consultas em mastologia e a realização de exames de mamografia, que atendeu a quase 300 mulheres.

Ao lado de Virginia, o governador Mauro Mendes fez questão de parabenizar o MT Mamma por mais uma edição da campanha de prevenção e à esposa, pela iniciativa de apoio à causa. 

“O trabalho que o MT Mamma faz no Estado de Mato Grosso é um trabalho de longa data, importante para o acolhimento e apoio destas mulheres que estão em tratamento. O Outubro Rosa é uma grande campanha para que as mulheres possam detectar essa doença no tempo adequado para que o tratamento tenha sucesso”, pontuou o governador. 

E sucesso também é a palavra que define os 10 anos de atuação do MT Mamma. Na ocasião, a presidente da entidade, Cleuza Dias, agradeceu o apoio do Poder Executivo, representado por Virginia Mendes, lembrando que o evento só foi possível graças ao empenho dos voluntários. 

Leia Também:  Reclamações contra concessionária de energia podem ser feitas pelo consumidor.gov.br

“Nós tivemos total apoio do Governo do Estado nessa causa e é muito bom o poder público andar de braços dados com entidades que cuidam deste apoio às pessoas com câncer de mama. Então essa parceria veio coroar o nosso Outubro Rosa e os 10 anos do MT Mamma”, ressaltou Cleuza.

E mesmo enfrentando a doença, Naiana não perdeu a oportunidade de deixar uma mensagem a todas as mulheres. “Eu sempre falo para as mulheres ao meu redor que se olhem, que se amem, que se cuidem. Eu descobri o câncer porque eu me olhei, porque eu me toquei. Independente de toda a correria que a mulher passa diariamente, que ela pare um pouco e se olhe, que pese o quanto é importante cuidar de sua saúde”.

Também prestigiaram o evento o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, e sua esposa, Mônica Carvalho, a promotora de Justiça, Márcia Furlan, o presidente do Conselho de Relações do Trabalho da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Alexandre Furlan, a secretária de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), Rosamaria Carvalho, o procurador-geral do Estado, Francisco Lopes, entre outras autoridades e representantes de instituições.

Fonte: GOV MT
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana