conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil incinera 2 toneladas de drogas apreendidas em Cuiabá e Várzea Grande

Publicado

O governador Mauro Mendes acompanhou a incineração dos entorpecentes e pontuou que espera o endurecimento das leis contra o tráfico de drogas

Assessoria | PJC-MT  

A Polícia Civil de Mato Grosso incinerou nesta quarta-feira (11.09) cerca de 2,4 toneladas de drogas apreendidas em Cuiabá e Várzea Grande. O governador Mauro Mendes acompanhou a ação com o secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante. A incineração foi realizada no forno de uma empresa, localizada no Distrito Industrial, em Cuiabá.

A Perícia Oficial e Indentificação Técnica (Politec) garantiu a idoneidade da ação, fiscalizando para que os lacres com os produtos ilegais não fossem rompidos. Foram queimadas 2,2 toneladas de maconha, 159 quilos de cocaína e 42 quilos de outros tipos de entorpecentes, como drogas sintéticas e anabolizantes.

Mauro Mendes defendeu a revisão das leis brasileiras, que deveriam endurecer as penas para os envolvidos no tráfico de drogas.

“Essas duas toneladas de drogas são da baixada cuiabana e não está nesta conta o que é apreendido na fronteira, um número ainda maior. O tráfico de drogas abastece outros tipos de crime, contudo, a nossa polícia tem feito trabalho exemplar, trazendo mais tranquilidade e combatendo esses tipos de crime. Espero que algum dia os nossos legisladores possam fazer revisão das legislações e estabelecendo penas mais duras que se não vamos ficar enxugando gelo”, afirmou o governador.

O delegado titular da Delegacia de Repressão a Entorpecentes, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, informou que a incineração está prevista na lei de drogas, sendo um ato formal com a presença de representantes de várias instituições e autoridades.

“Existe todo um cuidado nesse procedimento. Um grande aparato de policiais na escolta, em razão da grande quantidade. Esse volume de entorpecentes é fruto do trabalho da Delegacia, não somente das apreensões que realizamos aqui, mas de outras unidades e da Polícia Militar, que são levadas aos plantões, ou do sistema penitenciário. Toda essa droga apreendida vem para a DRE”, explicou o delegado.

A diretora Metropolitana do Laboratório Forense, Alessandra Puertas, explicou que além do trabalho de emissão dos laudos das apreensões, no dia da queima, a Politec faz a vistoria dos lacres para garantir que não houve desvio do entorpecente. Antes da incineração, os policiais realizam o catálogo das drogas, de acordo com os laudos periciais emitidos quando das apreensões.

“Até mesmo na porta da caldeira, a gente analisa a integridade dos lacres com as drogas”, disse.

Procedimentos

A droga destruída deu origem a cerca de 600 procedimentos na Delegacia, entre inquéritos policiais, termos circunstanciados de ocorrência, instaurados pela DRE, e flagrantes dos plantões convertidos em inquéritos na Especializada.

“Existe um trabalho árduo, por trás dessa incineração, autorização judicial, fiscalização de órgãos como a Vigilância Sanitária, Politec e outros, que asseguram o cumprimento dos procedimentos da lei de drogas nesse processo”, pontuou o delegado.

O ato de incineração contou com a participação da Politec, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, OAB-MT, Ministério Público Estadual, Vara Criminal de Entorpecentes, Vigilância Sanitária.

 

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

PRF apreende pistola e 10 munições em Nova Santa Helena/MT

Publicado


.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu uma pistola calibre .380 e prendeu o um homem, de 37 anos, durante fiscalização na BR-163, na manhã de domingo (02), em Nova Santa Helena.

Por volta das 10h35, a equipe abordou o veículo Volvo/FH 460 6X4T, com placas de Cuiabá/MT. Ao fazer uma fiscalização detalhada no veículo, foi encontrada uma pistola Taurus 838 calibre .380, municiada com 10 munições e pronta para uso.

O condutor apresentou registro vencido e não possui porte para transitar com arma de fogo.

Diante da situação, a ocorrência foi encaminhada para Polícia Civil de Itaúba/MT.

SECOM PRF MT

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Policial

PC apreende 22 tabletes de maconha e uniformes policiais em casa usada como base de apoio à facção em VG

Publicado

A apreensão ocorreu na manhã desta segunda-feira no bairro Cohab Asa Bela

Vinte e dois tabletes de maconha foram apreendidos pela Polícia Civil, na manhã desta segunda-feira (3), durante checagem de uma denúncia anônima realizada pela equipe da  Delegacia Especializada de Roubos e Furto de Várzea Grande (Derf-VG). Além da droga a ação resultou na apreensão de uniformes das Polícias Civil e Federal, algema e colete balístico.

As diligências iniciaram após denúncia sobre uma residência no bairro Cohab Asa Bela, em Várzea Grande, suspeita de ser usada como base de apoio para integrantes de uma associação criminosa. Conforme informação, o local também era utilizado como esconderijo de armas, e os suspeitos planejavam um roubo a uma empresa em Várzea Grande.

Diante das informações, os investigadores da Derf-VG foram até o endereço indicado, e quando chegaram perceberam que não havia ninguém no imóvel.

Em buscas no interior da residências, foram encontrados as 22 peças de entorpecentes, além uniformes das Polícias Civil e Federal, uma algema, um colete balístico e um documento de identidade (RG) em nome de uma pessoa que possui passagens criminais por homicídio e tráfico de drogas.

Os materiais foram apreendidos e levados para Derf-VG para providências cabíveis. As investigações continuam com objetivo de identificar e prender os envolvidos.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana