conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil entrega fuzis e submetralhadoras para delegacias de 13 regionais do estado

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Diretoria-Geral da Polícia Civil realizou, na tarde desta terça-feira (05.05), a entrega de 45 armas entre fuzis e submetralhadoras, que foram distribuídos para Delegacias Regionais de todo estado. O armamento que antes era utilizado pela Gerência de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil, foi devolvido à instituição para ser utilizado em outras unidades.

A devolução dos fuzis e submetralhadoras foi possível após o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) do Ministério Público Estadual (MPE), por meio do promotor Mauro Zaque, da 11ª Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa da Capital, que destinou R$ 200 mil à Polícia Civil para a compra de 27 fuzis T4 calibre 556 da marca Taurus, que serão utilizados pela GOE.

No total, são 45 armas, sendo oito fuzis 5,56 mm e 37 submetralhadoras que foram distribuídas para outras unidades da Polícia Civil. As armas devolvidas foram destinadas a delegacias das Regionais de Cuiabá, Várzea Grande, Alta Floresta, Cáceres, Guarantã do Norte, Juína, Nova Mutum, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop, Tangará da Serra, Vila Rica e para algumas unidades da Diretoria de Atividades Especiais.

Nesta terça-feira (05), o delegado-geral, Mário Dermeval Aravechia de Resende, realizou a entrega de 27 delas, para delegados e representantes das Delegacias Regionais do interior do estado e da região metropolitana, no auditório da Diretoria-Geral da Polícia Civil. As outras 18 armas foram entregues em data anterior para as unidades beneficiadas.

De acordo com Mário Resende, a renovação bélica da instituição, através da compra das novas armas e a redistribuição do armamento de alto padrão para outras unidades da Polícia Civil, foi possível graças o desenvolvimento de projetos bem elaborados que mostram as necessidades dos policiais.

“É uma entrega simbólica que fazemos questão de registrar, para demonstrar a força da Polícia Civil, que mesmo diante de todas as dificuldades têm buscado adquirir armas de qualidade para instituição. Com a aquisição dos novos fuzis, que atenderão perfeitamente os trabalhos da GOE, foi possível fazer a redistribuição dessas armas que estavam subutilizadas pela unidade. São armas novas, algumas delas que nunca foram utilizadas”, disse o delegado-geral.

Assim como as delegacias de 13 regionais do estado, a redistribuição do armamento beneficiou outras unidades da Diretoria de Atividades Especiais (DAE) – da qual a GOE faz parte – como a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) e Gerência Estadual de Polinter e Capturas, que também foram contempladas com novas armas.

O diretor da DAE, Fernando Vasco Spinelli Pigozzi, destacou o desempenho do delegado da GOE, Ramiro Mathias Queiroz, junto à diretoria da Polícia Civil, que resultou na aquisição do novo armamento, assim como na devolução das armas e distribuição para outras unidades da instituição.

“É preciso enaltecer o trabalho do gestor da GOE que demonstrou liderança e visão, conseguindo através de um projeto bem elaborado realizado junto a Diretoria da Polícia Civil, mostrar ao Ministério Público, a necessidade da unidade de trocar suas armas para melhor capacidade operacional dos seus operadores”, disse o diretor.

 

 

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Polícia Rodoviária Federal prende 04 condutores dirigindo sob influência de álcool nesse domingo em Mato Grosso

Publicado


Domingo agitado em Mato Grosso, com 04 prisões de condutores que estavam dirigindo seus veículos sob a influência de álcool.

O primeiro caso foi em Diamantino/MT, por volta da 01 hora e 32 minutos, a fiscalização era km 539 da BR 163, foi acionada para atendimento de acidente de trânsito envolvendo veículo com derramamento de carga. Na oportunidade, foi verificado que o motorista (43 anos) do caminhão Iveco/Stralis, possuía visíveis sinais de embriaguez.

Ao ser submetido ao exame de alcoolemia, constatou-se o teor de 0.87 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões. Por se queixar de dores no peito, o senhor foi encaminhado pela ambulância da Rota do Oeste ao Pronto Atendimento de Diamantino/MT.

Outro caso foi às 09 horas e 50 minutos em Pontes e Lacerda, houve um acidente do tipo colisão traseira entre o veículo Vw/Gol 1.0, conduzido por um homem de 30 anos, com uma motocicleta Honda/Cg, com 02 ocupantes.

Foi realizado o teste de etilômetro nos envolvidos, sendo que o motorista do Vw/Gol apresentou o valor de 1,02 mg/L, miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões, considerado crime.

Já em Água Boa, por volta do meio-dia, a equipe atendeu um acidente de trânsito do tipo colisão frontal sem vítimas (Ford/F 1000 e um Vw/Novo Voyage), um dos envolvidos (homem de 45 anos), após ser submetido a exame de alcoolemia, constatou-se o teor de 1.07 miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões.

E no final da noite, às 21 horas e 40 minutos em Pontes e Lacerda, um homem de 42 anos, conduzindo o veículo FIAT/STRADA, foi abordado e solicitado documentação. Foi visível aos policiais que ele apresentava sinais de embriaguez, sendo solicitado ao condutor que descesse do veículo e realizasse o teste de etilômetro.

Após o procedimento, foi constatado o valor de 0,73 mg/L miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões.

Nos quatro casos, os condutores foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil das respectivas cidades.

Conduzir veículo automotor sob efeito de bebida alcoólica, conforme a legislação em vigor, é um ato criminoso, conforme Art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro.

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Policial

Policial militar morre após sofrer espancamento durante briga em distribuidora em Várzea Grande

Publicado

Assassinos fugiram e ainda não fora presos

Um soldado da Polícia Militar foi morto durante uma briga na madrugada desta segunda-feira (26) durante briga em uma distribuidora, localizada na rodovia Ministro Mario Andreazza, em Várzea Grande. Roberto Rodrigues de Souza, de 31 anos, foi espancado com chutes e socos, por dois homens, que fugiram logo depois e ainda não foram presos.

De acordo com o boletim de ocorrência, o militar  chegou ao local acompanhado de amigos e algum tempo depois, foi ao banheiro, quando teria se desentendido com dois homens. Roberto foi agredido e caiu desacordado, quando continuou recebendo chutes pelo corpo e na cabeça.

Os agressores deixaram o local acompanhados por duas mulheres em um Chevrolet Onix e um Wolksvagem Gol. O policial foi socorrido até o Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande onde chegou a receber atendimento, mas devido à gravidade dos ferimentos, veio à óbito. Agentes do 4º Batalhão da PM, onde o agente trabalhava, foram acionados e continuam realizando rondas na região. As agressões foram registradas por uma câmera de segurança do estabelecimento e deve auxiliar na identificação dos suspeitos.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana