conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil e Sema deflagram operação de fiscalização da pesca predatória

Publicado

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), e a Secretaria de Estado de  Meio Ambiente (Sema) realizam uma operação de fiscalização com o objetivo de combater a pesca predatória na região metropolitana.

A operação foi deflagrada na segunda-feira (11.07) e segue até o dia 20 de julho. Durante os trabalhos, as equipes atuarão na fiscalização terrestre e fluvial para combater crimes ambientais de pesca ilegal, transporte irregular de pescado nos rios da baixada cuiabana.

Segundo a delegada titular da Dema, Liliane Murata, a operação faz parte dos trabalhos previstos no plano de ação da especializada no combate e prevenção da pesca predatória e preservação da fauna.

“A Dema segue com ações atuando dentro de sua competência no combate aos ilícitos ambientais com foco na colaboração e preservação do meio ambiente mato-grossense”, disse a delegada.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policial

Motorista de aplicativo foi atraído por mulher para emboscada e morto por facção

Publicado

Vítima tinha 38 anos e foi alvo de uma emboscada de facção criminosa, segundo o delegado

A Polícia Civil investiga o assassinato de Flávio Deluque de Freitas, de 38 anos, que trabalhava como motorista por aplicativo e foi morto na noite desta terça-feira (16), em Cáceres (a 250 km de Cuiabá).

Segundo o delegado Marlon Nogueira, as investigações apontam que o crime foi praticado por integrantes de uma facção criminosa e não há indícios de que a vítima tenha ligação com o grupo ou quadrilha rival. “Ele foi atraído por uma mulher que ele já conhecia para um encontro amoroso. Quando chegou ao local, os executores estavam esperando por ele”, relatou o delegado.

A mulher de 22 anos foi presa em flagrante na Vila Irene, a uma quadra de onde aconteceu o crime, e autuada por homicídio qualificado – por meio de emboscada e impossibilidade de defesa da vítima, segundo a polícia. Ela confessou o crime. A motivação está sendo investigada e diligências tentam localizar outros envolvidos no crime.

O assassinato aconteceu por volta das 23h30. Conforme a polícia, as viaturas encontraram a vítima dentro do próprio carro, que havia batido em um muro e derrubado uma árvore. Ela tinha um ferimento a tiro na coxa, foi socorrida e levada ao Hospital Regional, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Freitas era técnico de agropecuária formado em 2001 pelo Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) e filho de uma servidora da instituição.

 

Continue lendo

Policial

PF prende quadrilha que lucrou R$ 500 mi enviando droga à Europa; mandados são cumpridos em VG

Publicado

Também são cumpridos mandados em São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná [Foto – Polícia Federal]

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (17), a “Operação Efeito Cascata”, voltada à repressão do crime organizado, tráfico transnacional de drogas e lavagem de dinheiro.

Policiais cumprem 29 mandados de prisão preventiva, 34 mandados de busca e apreensão, ordens de bloqueio de ativos financeiros de R$500 milhões, bloqueio de veículos e sequestro de, pelo menos, 18 imóveis com valor estimado superior a R$ 25 milhões.

Também foi determinada a suspensão da atividade econômica de um contador e 19 empresas, com ordem de lacração dos estabelecimentos. As diligências ocorrem em São Paulo/SP, Baixada Santista, Rio de Janeiro/RJ, Maringá/PR e Várzea Grande/MT.

A investigação foi iniciada em julho de 2020 e deu ensejo à apreensão de 7.736 Kg de cocaína em dez eventos, nos estados de Sergipe, São Paulo, Mato Grosso e Rio de Janeiro, além de 28 veículos (caminhões, semirreboques e automóveis). Ao todo, 21 pessoas foram presas em flagrante por crime de tráfico de drogas no período da investigação.

No curso dos trabalhos investigativos também foi possível identificar movimentações bancárias milionárias.

A organização criminosa atuava no transporte rodoviário de cargas de droga em meio a mercadorias lícitas. Da fronteira boliviana, as drogas seguiam em compartimentos ocultos de caminhões até São Paulo e Rio de Janeiro, de onde eram transportadas em veículos utilitários para regiões portuárias, notadamente Santos/SP e Itaguaí/RJ, visando posterior embarque em navios para a Europa.

Uma carga de 1.200 Kg de cocaína apreendida na Bélgica em dezembro de 2020, oculta em bags de cimento, também está sendo investigada.

Dentre as apreensões, destacam-se 652 Kg de cocaína localizados em Comodoro/MT, próximo à fronteira boliviana, em setembro de 2020; 2.466 Kg de cocaína em Duque de Caxias/RJ, em dezembro de 2020; e 641 Kg de cocaína em Itaguaí/RJ, em setembro de 2021, em meio a uma carga de mangas.

A Receita Federal, com autorização da Justiça, contribuiu para a investigação, compartilhando informações em tempo real sobre empresas, cargas, itinerários, contêineres e movimentação portuária. Também foi solicitada cooperação jurídica internacional.

Os presos ficarão à disposição da Justiça Federal de São Paulo. Eles serão indiciados pelos crimes de organização criminosa, tráfico transnacional de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro. As penas cominadas podem ultrapassar 59 anos de reclusão.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana