conecte-se conosco


Policial

Policia Civil e Sema apreendem 100 kg de pescado transportado irregularmente

Publicado


Assessoria/Sema-MT

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), com apoio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT), apreendeu na manhã desta quarta-feira (21.07) cerca de 100 kg de pescado irregular que estava sendo transportado por um comprador, na região de Barão de Melgaço (113 quilômetros de Cuiabá). 

A operação foi fruto do serviço de inteligência da Polícia Judiciária Civil (PJC) que conseguiu identificar o suspeito, que possivelmente venderia a carga para peixarias da região e da Capital. A região de Barão de Melgaço é conhecida pelas peixarias, e faz parte da Rota do Peixe do Vale do Rio Cuiabá. 

O suspeito foi conduzido à delegacia enquadrado pelo descumprimento da Lei Federal nº 9.605/98, que trata dos crimes contra o meio ambiente. Foi identificado o transporte e comércio dos exemplares que estão fora da medida permitida por Lei, acima da quantidade permitida para transporte, e ainda, pelo pescado ser fruto de pesca predatória com o uso ilegal de redes de pesca. 

“As fiscalizações acontecem para coibir a pesca ilegal e preservar o estoque pesqueiro. Esta prática vem contribuindo para a redução de peixes nos nossos rios”, explica o investigador da PJC, Hamilton Andrade Zamarioli, que participou da ação. 

Denúncias

O cidadão pode denunciar crimes ambientais pelo disque denúncia (0800 65 3838), pelo site Fale Cidadão (https://ouvidoria.controladoria.mt.gov.br/falecidadao/) ou pelo aplicativo MT Cidadão

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Polícia Civil apreende motocicleta e prende suspeito por manobra perigosa em Jauru

Publicado


Assessoria | Polícia Civil-MT

Um homem suspeito de utilizar uma motocicleta para fazer manobras perigosas, arriscando a própria vida e de terceiros, foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na manhã desta quinta-feira (05.08), no município de Jauru (425 km a oeste de Cuiabá).

O suspeito de 28 anos foi autuado em flagrante pela infração de trânsito de utilizar veículo para demonstração de manobra perigosa. A motocicleta envolvida utilizada por ele foi apreendida por infração administrativa.

Os policiais civis realizavam diligências pelas ruas da cidade, quando visualizaram o condutor da motocicleta trafegando com apenas uma das rodas no chão, empinando o veículo pela avenida.

Os policiais acompanharam o suspeito, realizando a abordagem, sendo verificado que a motocicleta estava com licenciamento em dívida ativa referente aos anos de 2016 e 2017.

Diante dos fatos o veículo foi apreendido e o suspeito conduzido até a Delegacia de Polícia, ouvido pelo delegado Marcos Cezar Farias Lyra, e autuado em flagrante delito por crime previsto no artigo 308 do CTB.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

Empresário de Matupá é preso por homicídio ocorrido há 23 anos, em Rondônia

Publicado


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT

Um homem de 52 anos, empresário na cidade de Matupá (695 km ao norte de Cuiabá), foi preso pela Polícia Civil nesta quinta-feira, 05 de agosto, em cumprimento a um mandado expedido pela Justiça da Comarca de Espigão d’Oeste, em Rondônia, por homicídio cometido no estado vizinho, há mais de duas décadas.

Investigadores da Delegacia Regional e da Municipal de Guarantã do Norte conseguiram prender o foragido depois de realizar monitoramento desde que receberam informações de que ele estava residindo em Matupá.

Em1998, em um crime possivelmente motivado por uma disputa de terras em Rondônia, o foragido matou uma das vítimas com um tiro de espingarda. O filho da vítima também foi morto a golpes de enxada. Após o crime, o autor fugiu.

Após várias diligências, os investigadores conseguiram localizá-lo nas dependências de um posto de combustível em Matupá. Ao ser dada voz de prisão, ele não resistiu à abordagem policial.

O suspeito foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Matupá e permanece à disposição da Justiça.

Além do crime em Rondônia, ele é investigado pela Polícia Civil no inquérito que apura o homicídio do empresário Gilberto de Oliveira Couto, de 46 anos, o “Beto Caça e Pesca”, ocorrido em maio deste ano, em Guarantã do Norte.

Morte em Guarantã

Gilberto Couto foi morto na manhã de 25 de maio, em frente a sua residência, no bairro Jardim Vitória. A vítima apresentava ferimentos de arma de fogo nas costas e cabeça e estava a aproximadamente quatro metros da sua motocicleta.

No final de maio, a Delegacia de Guarantã do Norte cumpriu a prisão de três pessoas também investigadas por envolvimento no homicídio, entre elas a ex-esposa do empresário, o atual namorado dela e o filho da vítima.

Conforme a investigação, o crime foi motivado por questões patrimoniais, relacionadas a divisões de bens de herança.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana