conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil de MT prende mais uma foragida da Justiça com envolvimento com Novo Cangaço

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Mais uma pessoa foragida da justiça de Mato Grosso e que tem envolvimento com quadrilhas de roubos a bancos, na modalidade do “Novo Cangaço”,foi presa em Goiás. A mulher de 37 anos estava com mandado de prisão em aberto em um processo penal por roubo e foi localizada na região metropolitana de Goiânia, após diligências da Polícia Civil executadas por equipes da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol).

Natural de Araguaína, no Tocantins, a mulher foi condenada e a mais de 20 anos de prisão pelos crimes de roubo majorado e associação criminosa. Ela tem ainda antecedentes criminais por receptação qualificada, posse e/ou porte de arma de fogo e munição de uso restrito e artefato explosivo.

Na manhã desta terça-feira (26.05), a equipe que está em Goiás comunicou a delegada da Polinter, Silvia Maria Pauluzi, sobre a prisão da mulher, que trabalhava como garota de programa.

Envolvimento com Novo Cangaço

A mulher tinha envolvimento direto com integrantes de uma organização criminosa – com ramificações em vários estados do País – e era namorada de um dos assaltantes do grupo que fez assaltos a bancos em Nova Mutum, em 2009 e 2010. Na ocasião dos assaltos, o grupo criminoso causou pânico em funcionários e clientes da agência, que foram feitos de reféns e usados como escudos humanos em frente ao banco durante os crimes.

Em janeiro de 2004, ela foi presa em flagrante durante investigação da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores de Cuiabá. A equipe policial da Derrfva investigava uma denúncia anônima, quando localizou em uma casa, em Várzea Grande, diversos produtos de crime, além de uma camionete modelo Hilux e um verdadeiro “arsenal de guerra”. Na casa ocupada por membros do bando, no bairro Pirineu, os policiais encontraram três fuzis automáticos de fabricação russa, modelo AK-47 e calibre 7.62, um fuzil calibre 5.56mm de fabricação norte-americana, modelo AR-15, três granadas de mão, uma pistola calibre 9 milímetros, 24 carregadores próprios para fuzis, 876 munições de diversos calibres, uma luneta de longo alcance e dois capuzes do tipo balaclava.

A mulher presa em Goiás estava, até 2018, custodiada na Penitenciária Ana Maria do Couto May, em Cuiabá, onde respondia a processo pelos crimes de receptação e porte ilegal de arma de fogo. Ela recebeu progressão de regime e saiu mediante alvará de soltura.

Após a prisão em Goiás, a mulher de 37 anos foi conduzida à autoridade policial da Delegacia de Polícia Interestadual de Goiânia e deverá permanecer à disposição da justiça.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Em revista, celulares são apreendidos na Penitenciária Feminina em Cuiabá

Publicado

Na manhã deste domingo (05.07), durante revista na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, em Cuiabá, foram encontrados cinco aparelhos celulares. Os objetos estavam em quatro celas diferentes. A ação foi realizada pelos policiais penais da unidade com o apoio dos profissionais do Setor de Operações Especiais (SOE).

Além dos aparelhos telefônicos, os policiais também identificaram as reeducandas que tinham a posse dos celulares. A revista ocorreu de forma tranquila, sem intercorrências.

As recuperandas identificadas como donas dos celulares vão responder processo disciplinar por violação das normas internas da unidade e da Lei de Execução Penal, podendo receber sanção disciplinar que vai desde advertência a suspensão e restrição de direitos.

A revista nas celas é uma medida adotada constantemente nas unidades prisionais de Mato Grosso.

Continue lendo

Policial

PRF faz apreensão de drogas na 163 e causa prejuízo de mais de R$ 53 milhões ao narcotráfico

Publicado

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu aproximadamente 424,5 kg de substância análoga à pasta base de cocaína, na madrugada deste domingo (05), na BR-163, em Nova Mutum/MT.

Através de policiamento orientado pela inteligência, a PRF abordou dois veículos que trabalhavam em conjunto para realizar o transporte da droga. Um deles era uma Chevrolet/S10, com placas de Belo Horizonte/MG, conduzida por um senhor de 66 anos que atuava como batedor. O outro veículo, uma Toyota/Hilux, com placas de Uberlândia/MG, conduzida por um homem de 30 anos e que estava carregada com 410 tabletes da droga. Em ambos veículos foram encontrados rádios transmissores para comunicação durante o trajeto.

Ao ser questionado, o condutor do veículo com a droga disse que a levaria de Campo Novo do Parecis/MT para Uberlândia e que receberia certa quantia em dinheiro para realizar o transporte. O senhor que conduzia o veículo batedor, não se manifestou, mas já possuía passagem por tráfico de drogas.

Em 2020, a PRF em Mato Grosso, já apreendeu quase 2 toneladas de cocaína. Somente nessa apreensão, a polícia causa um prejuízo de mais de 53 milhões de reais aos cofres do narcotráfico.

SECOM PRF MT

 

 

 

 

 

 

Fonte: PRF MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana