conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil de MT cumpre três mandados em operação de combate a crimes de abuso e exploração sexual infantil na internet

Publicado

Brasília, 30/06/2021 – A Polícia Civil do estado de Mato Grosso apresenta, nesta quinta-feira (30), os resultados da Operação ‘Luz na Infância 9’.

A ação faz parte de uma mobilização nacional para combater crimes de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes na internet e foi articulada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública por meio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi).

Em Mato Grosso, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão domiciliar contra alvos nas cidades de Cuiabá, Sapezal e Aripuanã.

Em buscas no alvo de Aripuanã, foram apreendidos diversos equipamentos utilizados para arquivamento de arquivos, como computadores, tabletes, pendrive e aparelhos celulares e foram encaminhados para perícia. Em Cuiabá, foram também foram apreendidos equipamentos de informática.

Na cidade de Sapezal, o alvo investigado não foi localizado, tendo se mudado do município.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos no Brasil e em mais seis países: Argentina, Estados Unidos, Costa Rica, Paraguai, Panamá e Equador.

Houve a colaboração da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, por meio da Homeland Security Investigations (HSI).

Balanço das Operações

Em suas oito edições anteriores, realizadas entre 2017 e 2021, a ‘Luz na Infância’ já cumpriu mais de 1.600 mandados de busca e apreensão e prendeu cerca de 760 suspeitos de praticarem crimes cibernéticos de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes em todo o Brasil e nos países participantes da ação.

Os resultados das operações anteriores foram os seguintes:

Luz na Infância 1: 20 de outubro de 2017. Foram cumpridos 157 mandados de busca e apreensão de computadores e arquivos digitais. Foram presas 108 pessoas.

Luz na Infância 2: 17 de maio de 2018. As Polícias Civis dos Estados cumpriram 579 mandados de busca, resultando na prisão de 251 pessoas.

Luz na Infância 3: 22 de novembro de 2018. Operação deflagrada no Brasil e na Argentina com o cumprimento de 110 mandados de busca, resultando na prisão de 46 pessoas.

Luz na Infância 4: 28 de março de 2019. Operação deflagrada em 26 estados e no Distrito Federal resultou no cumprimento de 266 mandados e 141 pessoas presas.

Luz na Infância 5: 04 de setembro de 2019. Operação deflagrada em 14 estados e do Distrito Federal, além dos Estados Unidos, Paraguai, Chile, Panamá, Equador e El Salvador. A ação resultou no cumprimento de 105 mandados e 51 pessoas presas.

Luz na Infância 6: 18 de fevereiro de 2020. Operação envolveu policiais civis de 12 estados, além dos Estados Unidos, Colômbia, Paraguai e Panamá. Foram cumpridos no Brasil e nos quatro países 112 mandados de busca e apreensão.

Luz na Infância 7: 06 de novembro de 2020. Operação envolveu policiais civis de 12 estados, além dos Estados Unidos, Argentina, Paraguai e Panamá. Foram cumpridos no Brasil e nos quatro países 136 mandados de busca e apreensão.

Luz na Infância 8: 09 de junho de 2021. Operação envolveu policiais civis de 18 estados, além dos Estados Unidos, Equador, Argentina, Paraguai e Panamá. Foram cumpridos no Brasil e nos quatro países 176 mandados de busca e apreensão.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policial

Forças de segurança cumprem mandados contra integrantes de facções criminosas que agem em MT

Publicado

Operação foi deflagrada em Cuiabá, Várzea Grande e vários municípios do interior

A Força-Tarefa da Segurança Pública de Mato Grosso (FTSP/MT), composta pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar, deflagrou na manhã desta quinta-feira (18), a “Operação Dissidência”, com o objetivo de desarticular criminosos envolvidos em crimes de homicídios, tortura e tráfico de drogas.

Ao todo são 22 mandados de prisão preventiva, 3 prisão temporária e 36 busca e apreensão nos estados de Mato Grosso e Rio de Janeiro. A ação foi realizada pela Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar.

Durante as investigações da Força-Tarefa foi identificado que na região centro-norte do estado de Mato Grosso estaria ocorrendo uma guerra entre uma facção criminosa e sua dissidência pelo controle na venda de drogas, principalmente, no município de Sorriso, o que provocou um aumento exponencial em homicídios no município.

A Força-Tarefa instaurou um inquérito policial para apurar os fatos e, com um complexo trabalho de investigação e de inteligência, as equipes identificaram os líderes das facções na região, inclusive, de dentro do sistema penitenciário, bem como outros integrantes responsáveis por promover homicídios, torturas, tráfico de drogas, entre outros crimes graves.

Também foi possível identificar uma mulher de 30 anos como uma das líderes do grupo criminoso, que residiria no estado do Rio de Janeiro e transitava com frequência entre os municípios do Rio de Janeiro e Macaé, locais onde possuía residência.

Cumprimentos de mandados Foram cumpridos mandados expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Sorriso/MT nos municípios de Cuiabá/MT, Várzea Grande/MT, Sinop/MT, Sorriso/MT, Marcelândia/MT, Peixoto de Azevedo/MT, Terra Nova do Norte/MT, Tangará da Serra/MT, Guarantã do Norte/MT, Rio de Janeiro/RJ e Macaé/RJ Também foram cumpridos mandados de prisão na Penitenciária Dr. Osvaldo Florentino Leite Ferreira, em Sinop; na Penitenciária Central do Estado e na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, ambas em Cuiabá e na Cadeia Pública de Peixoto de Azevedo, em desfavor de criminosos que já se encontravam presos.

 

 

 

Continue lendo

Policial

Motorista de aplicativo foi atraído por mulher para emboscada e morto por facção

Publicado

Vítima tinha 38 anos e foi alvo de uma emboscada de facção criminosa, segundo o delegado

A Polícia Civil investiga o assassinato de Flávio Deluque de Freitas, de 38 anos, que trabalhava como motorista por aplicativo e foi morto na noite desta terça-feira (16), em Cáceres (a 250 km de Cuiabá).

Segundo o delegado Marlon Nogueira, as investigações apontam que o crime foi praticado por integrantes de uma facção criminosa e não há indícios de que a vítima tenha ligação com o grupo ou quadrilha rival. “Ele foi atraído por uma mulher que ele já conhecia para um encontro amoroso. Quando chegou ao local, os executores estavam esperando por ele”, relatou o delegado.

A mulher de 22 anos foi presa em flagrante na Vila Irene, a uma quadra de onde aconteceu o crime, e autuada por homicídio qualificado – por meio de emboscada e impossibilidade de defesa da vítima, segundo a polícia. Ela confessou o crime. A motivação está sendo investigada e diligências tentam localizar outros envolvidos no crime.

O assassinato aconteceu por volta das 23h30. Conforme a polícia, as viaturas encontraram a vítima dentro do próprio carro, que havia batido em um muro e derrubado uma árvore. Ela tinha um ferimento a tiro na coxa, foi socorrida e levada ao Hospital Regional, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Freitas era técnico de agropecuária formado em 2001 pelo Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) e filho de uma servidora da instituição.

 

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana