conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra homem por descumprimento de medidas protetivas

Publicado

Um homem investigado pela prática de violência doméstica e familiar, foi preso pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande, na segunda-feira (06.06), em cumprimento de mandado judicial.

O suspeito teve a prisão preventiva expedida pela Justiça, após representação criminal feita pela Polícia Civil por descumprimento de medidas protetivas de urgência. Ele foi localizado e preso em Chapada dos Guimarães.

A vítima denunciou o ex-companheiro que continuava a perseguir e ameaçar a mulher, mesmo já tendo sido intimado acerca das medidas cautelares. Diante dos fatos a DEDM-VG requereu pela prisão preventiva do indiciado, sendo o mandado expedido imediatamente.

Conforme a delegada titular da DEDM-VG, Mariell Antonini, a vítima estava em visível situação de risco, com sua liberdade de locomoção restringida por medo do ex-companheiro lhe encontrar e concretizar as ameaças de morte.

“A vítima permaneceu sob proteção até a efetiva prisão do suspeito, podendo, agora, retomar sua vida com segurança”, destacou a delegada.

O suspeito já havia sido preso em flagrante por lesão corporal e descumprimento de medidas protetivas contra ex-mulher, sendo liberado mediante uso de tornozeleira eletrônica. Mas ele voltou a procurar e fazer ameaças, fatos que foram confirmados por testemunhas.

Após ser localizado pelos policiais civis no município de Chapada dos Guimarães, o suspeito foi conduzido à delegacia e posteriormente apresentado ao Poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Policial

PM prende quadrilha, apreende drogas e recupera objetos furtados em Várzea Grande

Publicado

Suspeitos cometiam crimes nos bairros Ouro Verde, São Simão e na região central do município [Foto – PMMT]

Policiais militares do 4º Batalhão prenderam, nesta terça-feira (5), quatro homens suspeitos por tráfico de entorpecentes e furtos no bairro Ouro Verde, em Várzea Grande. Com os suspeitos, foram apreendidos 10 porções de maconha, quatro de cocaína, uma pasta base, aparelhos celulares e R$ 20. Os policiais recuperaram ainda um aparelho televisor, uma caixa de som, quatro relógios e um fone de ouvido.

Conforme informações do boletim de ocorrência, os policiais militares do Grupo de Apoio (GAP), em patrulhamento da rotina na região, identificou um dos suspeitos com mais de 30 passagens de furto em Várzea Grande e que ao visualizar os policiais tentou fugir.

Com o homem, os policiais apreenderam diversas porções de entorpecentes que seriam comercializadas. Questionado se haveria mais drogas, o suspeito levou os policiais até sua residência e lá os policiais encontraram diversos objetos furtados de residências na região.

O homem ainda indicou a localização de outros suspeitos que também teriam participado dos crimes, bem como eram usuários e comercializavam drogas na região do Ouro Verde e também nos bairros São Simão e Centro de Várzea Grande.

Imediatamente e de posse das características, os policiais conseguiram efetuar a prisão dos envolvidos. Os produtos ilícitos e os objetos furtados foram encaminhados à Central de Flagrantes para registro do boletim de ocorrência e demais providências que o caso requer.

Continue lendo

Policial

Suspeito de provocar aborto de esposa e jogar feto em lixeira é preso em flagrante; mulher em estado grave

Publicado

A paciente deu entrada no hospital da cidade, com grave hemorragia, e foi constatado que ela sofreu um aborto provocado [Foto – PJC]

Um homem de 51 anos foi preso em flagrante pela Polícia Civil, nesta terça-feira (5), em Lucas do Rio Verde, suspeito de crime de aborto qualificado da própria esposa.

A Delegacia da Polícia Civil do município foi acionada pela direção do Hospital São Lucas sobre uma paciente, de 42 anos, que deu entrada na unidade em estado grave e, aparentemente, teria sofrido um aborto provocado. A mulher estava acompanhada por seu marido.

Após passar por exames no hospital, foi confirmado que se tratava de aborto de uma gestação de 26 semanas e que o cordão umbilical do bebê foi cortado. Diante da constatação, uma médica perguntou ao marido da paciente sobre o bebê e ele respondeu que havia jogado no lixo.  A profissional mandou que ele buscasse o corpo, que posteriormente entregou no hospital.

A direção da unidade de saúde acionou imediatamente a equipe do Núcleo de Atendimento à Criança, Adolescente, Idoso e à Mulher. No hospital, as investigadoras entrevistaram o companheiro da paciente e confirmaram os fatos. Ele foi conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos.

A mulher não pode ser ouvida diante do estado grave em que se encontra. Ela passou por cirurgia para conter a hemorragia decorrente do aborto.

Após ouvir um casal de filhos da paciente, uma adolescente de 17 anos e um rapaz de 19, o delegado Eugenio Rudy Jr. reuniu informações e indícios de autoria e materialidade do crime, sobretudo, porque o bebê foi jogado em uma lixeira pública. O corpo do bebê foi encaminhado para exame de necropsia.

O suspeito negou em depoimento que tenha realizado o aborto. Ele foi autuado em flagrante pelo crime de aborto qualificado e será apresentado em audiência de custódia da Justiça, nesta quarta-feira.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana