conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil cumpre dez mandados em operação contra envolvidos em latrocínio na Rodovia dos Imigrantes

Publicado

Dez ordens judiciais, entre mandados de prisão e de busca e apreensão, são cumpridos nesta quarta-feira (28) pela Polícia Civil em operação deflagrada pela Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (Derrfva), para esclarecimento de um latrocínio ocorrido no último mês de abril, na Capital.

São cumpridos na Operação Medianeira dois mandados de prisão e oito de busca e apreensão domiciliar contra suspeitos indiciados pelo latrocínio. A operação também tem o objetivo de apreender objetos ligados à atividade criminosa com o intuito de fortalecer o inquérito policial.

A ação conta com apoio de equipes da Gerência de Operações Especiais (GOE), Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes e Delegacia Especializada do Adolescente de Cuiabá.

O inquérito policial instaurado na Derrfva investiga as circunstâncias do roubo seguido de morte ocorrido no dia 24 de abril deste ano, na Rodovia dos Imigrantes, que vitimou João Batista da Silva. Até o momento, o caso foi o único latrocínio registrado na região metropolitana no ano de 2020. A vítima trabalhava como segurança de uma oficina mecânica e foi assassinado quando tentava fugir dos criminosos.

Durante as investigações foi identificado que os autores do crime fazem parte de uma organização criminosa armada voltada à prática de roubos de veículos e crimes correlatos com atuação em Cuiabá, Várzea Grande e outras cidades da região metropolitana.

O grupo criminoso, com aval de uma facção criminosa, também estaria envolvido na implantação de uma milícia armada no loteamento João Baracat, impondo regras com o emprego de violência e grave ameaça aos moradores da região.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Polícia Civil conclui inquérito e indicia sete pessoas pela morte de advogado durante assalto em racho no interior

Publicado

Vítima foi morta com tiro na cabeça. Dentre os indiciados estão dois menores de idade e o contador João Fernandes Zuffo

O inquérito que apurava o assassinato do advogado João Anaides Cabral Neto, de 50 anos, foi concluído nesta quinta-feira (28) e encaminhado à Justiça. Sete pessoas,  dentre elas o contador João Fernandes Zuffo, que segue foragido, foram indiciadas pelos crimes de roubo majorado, corrupção de menores e organização criminosa, e dois adolescentes respondem por ato infracional análogo aos crimes de roubo majorado e por organização criminosa.

João Anaides foi morto durante um assalto em um rancho da zona rural de Juscimeira, a 164 km de Cuiabá, em julho deste ano. O delegado Ricardo Franco Oliveira, da Delegacia de Juscimeira, informou que, ao todo, nove pessoas teriam participado do crime, sendo sete adultos e dois adolescentes. Dos sete indiciados, dois estão presos e cinco foragidos. Segundo o delgado, todos tiveram as prisões preventivas decretadas pela Vara Única da Comarca de Juscimeira.

 

 

 

Continue lendo

Policial

Suspeito é preso em flagrante durante operação de combate a crime ambiental em Comodoro

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Um homem suspeito da prática de crime ambiental foi preso em flagrante pela Polícia Civil junto a equipe do Corpo de Bombeiros Militar, na quarta-feira (27.10), durante ação em apoio à Operação Abafa, deflagrada na zona rural de Comodoro (644 km a oeste de Cuiabá).

Durante as diligências pela estrada do Porto Municipal, cerca de 80 quilômetros de Comodoro, os policiais avistaram uma máquina de esteira, em atividade de derrubada de vegetação sem as devidas autorizações ambientais.

As autoridades competentes já tinham conhecimento que todo o polígono do local estava sendo derrubado, sendo embargado judicialmente para recuperação vegetal. O operador da máquina foi abordado pelos policiais e não forneceu qualquer licença ambiental que autorizasse a conduta.

Questionado sobre os fatos, o suspeito disse que foi contratado por um senhor em Pontes e Lacerda para realizar a derrubada, porém que não lembrava o nome do contratante.

Diante dos fatos, o operador foi conduzido à Delegacia de Comodoro, onde após ser interrogado, foi autuado em flagrante pelo crime ambiental, Destruir ou danificar floresta considerada de preservação permanente, previsto no artigo 38 da Lei 9.605/98.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana