conecte-se conosco


Mato Grosso

PM resgata casal mantido em situação análoga à escravidão; mãe e filha são presas

Publicado

Policiais militares de Barra do Garças (a 509 km de Cuiabá) prenderam O.M.S. (80 anos) e V.L.J.A. (58), mãe e filha, nesta quarta-feira (04.12), suspeitas de manter um casal em situação análoga à escravidão, em uma fazenda, na área rural do município.

De acordo com o boletim de ocorrência, os policiais foram procurados por agentes do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) para checar denúncia de que uma mulher de 49 anos e um homem de 43, eram mantidos em uma moradia insalubre e sem condições de higiene.

As vítimas relataram que não recebiam qualquer tipo de pagamento pelo trabalho prestado às duas mulheres e que a única refeição que faziam era arroz com soro de leite.

Uma das vítimas contou receber benefício social de um salário mínimo, porém, quem retirava o dinheiro era a proprietária da fazenda, que não repassava os valores. A mulher ainda contou que teria sido abusada sexualmente e agredida com um facão pelo marido da proprietária da fazenda.

O casal relatou aos agentes que rotineiramente sofria maus tratos e agressões. Em um momento de fome extrema, as vítimas teriam matado uma galinha da propriedade e quando os proprietários descobriram, foram agredidas com uma arma de fogo, por um dos filhos da proprietária da fazenda.

No relatório, a equipe do Cras apontou que as vítimas eram obrigadas a fazer as necessidades fisiológicas no mato, além de não possuir calçados e nenhum material de higiene pessoal.

Todos foram encaminhados à delegacia da cidade e depois à Polícia Federal para as devidas providências.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Beneficiários do interior podem fazer exame de Covid-19 pelo Mato Grosso Saúde

Publicado


.

Os beneficiários do Mato Grosso Saúde residentes em Cáceres, São José dos Quatro Marcos, Mirassol D’Oeste e municípios adjacentes, já podem realizar os testes que detectam a Covid-19. O laboratório São Matheus foi credenciado e, além dos exames RT-PCR e sorológico para o novo coronavírus, também realiza todos os tipos de análises clínicas.

Para a presidente do Mato Grosso Saúde, Misma Thalita dos Anjos, a interiorização dos atendimentos é de extrema importância para levar atendimentos médicos e qualidade de vida aos beneficiários que não estão localizados na capital mato-grossense.

“Estamos em um grande trabalho de levar os atendimentos para o interior, principalmente, durante a pandemia do novo coronavírus. Estamos restabelecendo o elo comercial, outrora perdido, com os prestadores dos municípios de Mato Grosso, e o credenciamento com mais este laboratório nessas cidades, demonstra que estamos no caminho certo para abrangermos o Estado com os serviços de saúde aos nossos beneficiários”, reforçou.

A presidente ainda ressalta que os prestadores de saúde das demais localidades de Mato Grosso, podem procurar o setor de credenciamento para iniciar os processos de habilitação dos seus serviços junto ao Plano.

Os exames de Covid-19 são liberados de forma digital pelo Instituto e o paciente precisa apresentar o pedido médico datado, carimbado e assinado para realizá-lo.

Os pacientes que necessitarem de atendimento médico poderão realizar marcações de consultas por meio da telemedicina. O serviço permite que os beneficiários de qualquer localidade tenham acesso às consultas médicas de forma virtual e, durante a pandemia do novo coronavírus, esse serviço se torna importante para a proteção da saúde de todos, pois a consulta é realizada sem que o paciente precise sair de casa.

O Mato Grosso Saúde conta com prestadores e especialidades cadastradas para esta modalidade. Veja aqui as especialidades médicas disponíveis.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Quatro municípios de MT estão com risco alto de contaminação de Covid-19

Publicado


.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou nesta segunda-feira (03.08) o Boletim Informativo n° 148 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso. O documento mostra (a partir da página 17) que apenas quatro municípios do Estado configuram na classificação com risco “alto” para o novo coronavírus: São José dos Quatro Marcos, Sinop, Brasnorte e Santo Antônio do Leste.

Ainda de acordo com informações contidas no boletim, os municípios que estão na classificação de risco “moderado” para a disseminação do coronavírus são: Cuiabá, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Rondonópolis, Várzea Grande, Cáceres, Primavera do Leste, Campo Novo do Parecis, Mirassol D’Oeste, Barra do Garças, Jaciara, Querência, Sapezal, Nova Mutum, Tangará da Serra, Paranatinga, Vera, Poconé, Nova Bandeirantes, Alto Taquari, Nova Marilândia, Nova Monte Verde, Planalto da Serra e Araguaiana.

Nesta edição, nenhum município de Mato Grosso foi classificado “muito alto”, indicado pela cor vermelha, risco eminente para o coronavírus.

O sistema de classificação que indica o nível de risco é definido por cores: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde). De acordo com a definição dos riscos é necessária a adoção de medidas restritivas para o controle da propagação do coronavírus nas cidades. Os indicadores de classificação de risco são atualizados duas vezes por semana e os resultados são divulgados nos Boletins informativos da SES-MT  disponíveis neste link.

O Governo de Estado publicou novo decreto restringido ainda mais as medidas que devem ser adotadas pelos municípios, com base na classificação de risco para prevenir a disseminação da Covid-19. O Decreto n° 532 foi publicado na edição extra do Diário Oficial de 24 junho. O documento altera as tabelas de classificação de risco, criando uma terceira tabela. Para saber mais informações clique AQUI

Veja a tabela de classificação de risco por município

 

 

Recomendações e cuidados

– Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;

– Usar máscara quando sair de casa;

– Evitar aglomerações;

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

 

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana