conecte-se conosco


Policial

Com 1.200 homens, PM lança ‘Operação Corpus Christi’ para conter aglomerações e combater criminalidade

Publicado

A Polícia Militar lançou na manhã desta quinta-feira (11) a ‘Operação Corpus Christi’, uma ação que será desenvolvida em todo o Estado de Mato Grosso até a noite de domingo (14) e levará às ruas um reforço de mais de 1.200 policiais.

Em Cuiabá o lançamento foi realizado às 08h, na Praça da Nascente, no bairro Morada do Ouro. Desse local os policiais saíram às ruas para o policiamento de prevenção e repressão à criminalidade e de reforço da fiscalização das medidas de prevenção ao coronavírus.

No caso específico da pandemia de Covid-19, o trabalho da PM inclui atenção ao uso obrigatório de máscara, respeito ao distanciamento social, proibição de aglomerações e festas clandestinas, verificação do horário de funcionamento e os tipos de atividades comerciais que estão permitidas.

O tenente-coronel Fernando Augustinho Galindo, comandante do 3º Batalhão em Cuiabá e coordenador da ‘Corpus Christi’ nesse primeiro dia de feriado prolongado, explicou que essa operação é uma extensão da ‘Dispersão II’, que está já curso há mais de 30 dias.

De acordo com TC Fernando, durante os quatro dias de feriado prolongado os policiais estarão ainda mais atentos à movimentação nas agências bancárias em função do pagamento dos salários dos servidores públicos, ou seja, de mais dinheiro circulando e dos riscos do aumento de práticas criminosas. E ainda, fiscalizando as medidas de prevenção ao coronavírus. Os policiais vão atuar preventivamente, mas também reprimir aglomerações, festas clandestinas, entre outras atividades proibidas.

O tenente-coronel Fernando fez um apelo à população: “Ainda observamos pessoas sem máscara, mas quero dizer que as medidas de prevenção, como o uso de máscara, o distanciamento social, não fazermos festas, nem aglomerações e ficar em casa, saindo só para situações de extrema necessidade, são necessárias para superarmos o vírus e a Covid -19”.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

Polícia Civil apreende aproximadamente cinco toneladas de maconha transportada em meio a carga de tutano

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, através da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). apreendeu aproximadamente cinco toneladas de maconha que eram transportadas, na câmara fria de uma carreta, junto a uma carga de tutano. A ação contou com apoio Delegacia Regional de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), Delegacia de Alto Taquari, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

O motorista que fazia o transporte da carga foi autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação criminosa.

As diligências iniciaram após a equipe da GCCO receber informações de que um grupo criminoso estava se organizando para transportar grande quantidade de produtos ilícitos, entre entorpecentes e armas de fogo, oriundos do estado de Mato Grosso do Sul.

Segundo investigações, os criminosos utilizariam rotas alternativas para tentar escapar da fiscalização policial. Com base nos levantamentos preliminares, os policiais passaram a monitorar um veículo (cavalo e carreta) utilizado pelo grupo criminoso, realizando a sua abordagem na chegada da cidade de Alto Taquari.

Em buscas no semirreboque, foi encontrada a carga de aproximadamente cinco toneladas de maconha, que estava escondida em meio a uma carga de 10 toneladas de tutano (avaliada em R$ 30 mil). Questionado, o motorista confessou que buscou a carga de tutano em Cuiabá, com a intenção de esconder os entorpecentes na câmara fria, colocando lacre e tendo nota fiscal em caso de possível abordagem

Diante dos fatos, o suspeito foi conduzido à Delegacia de Alto Taquari, onde após ser interrogado, foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e associação criminosa.

Segundo o delegado titular da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, a droga seria distribuída para diversas cidades do estado. “Foi necessária uma abordagem rápida, antes que o entorpecente fosse distribuído. As investigações seguem em andamento para identificar outros envolvidos no crime”, disse o delegado.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Policial

GCCO apreende cinco toneladas de maconha transportada em meio a carga de tutano carregada em Cuiabá

Publicado

A droga veio de MS e seria distribuída em diversas cidades de Mato Grosso [PJC]

A Polícia Civil, através da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). apreendeu aproximadamente cinco toneladas de maconha que eram transportadas, na câmara fria de uma carreta, junto a uma carga de tutano. A ação contou com apoio Delegacia Regional de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá), Delegacia de Alto Taquari, Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

O motorista que fazia o transporte da carga foi autuado em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e associação criminosa. As diligências iniciaram após a equipe da GCCO receber informações de que um grupo criminoso estava se organizando para transportar grande quantidade de produtos ilícitos, entre entorpecentes e armas de fogo, oriundos do estado de Mato Grosso do Sul.

Segundo investigações, os criminosos utilizariam rotas alternativas para tentar escapar da fiscalização policial. Com base nos levantamentos preliminares, os policiais passaram a monitorar um veículo (cavalo e carreta) utilizado pelo grupo criminoso, realizando a sua abordagem na chegada da cidade de Alto Taquari.

Em buscas no semirreboque, foi encontrada a carga de aproximadamente cinco toneladas de maconha, que estava escondida em meio a uma carga de 10 toneladas de tutano (avaliada em R$ 30 mil). Questionado, o motorista confessou que buscou a carga de tutano em Cuiabá, com a intenção de esconder os entorpecentes na câmara fria, colocando lacre e tendo nota fiscal em caso de possível abordagem

Diante dos fatos, o suspeito foi conduzido à Delegacia de Alto Taquari, onde após ser interrogado, foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e associação criminosa.

Segundo o delegado titular da GCCO, Vitor Hugo Bruzulato Teixeira, a droga seria distribuída para diversas cidades do estado. “Foi necessária uma abordagem rápida, antes que o entorpecente fosse distribuído. As investigações seguem em andamento para identificar outros envolvidos no crime”, disse o delegado.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana