conecte-se conosco


Mato Grosso

PM lamenta o falecimento de capitão da reserva remunerada em Barra do Garças

Publicado


É com profundo pesar que a Polícia Militar de Mato Grosso informa o falecimento do capitão da reserva remunerada Luiz Matos, de 55 anos, por complicações ocasionadas pela Covid-19. O militar faleceu na manhã desta quarta-feira (23.06), no Hospital MedBarra, em Barra do Garças. 

Capitão Luiz Matos foi diagnosticado com Covid- 19 no dia 2 junho e ficou mais de 20 dias internado lutando contra a doença. O quadro de saúde do militar se agravou e ele precisou ser intubado, vindo a falecer as 10 horas da manhã desta quarta-feira.

O militar ingressou nas fileiras da PM em fevereiro de 1986, atuou no 13 º Comando Regional de Água Boa e no 5º Comando Regional de Barra do Garças. Após completar 31 anos de serviços prestados à segurança pública, capitão Luiz Matos entrou para a reserva remunerada. 

O Comando Geral da Polícia Militar presta as mais sinceras condolências, a esposa e as duas filhas do capitão Luiz Matos. O sepultamento do policial acontece ainda na data de hoje (23), no Cemitério Parque dos Ypês, em Barra do Garças.  

Fonte: GOV MT

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mato Grosso

Caminhão-pipa vai reforçar combate aos incêndios no Pantanal

Publicado


O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT) recebeu, nesta quarta-feira (04.08), um caminhão-pipa que vai auxiliar no reforço das ações de combate aos incêndios no Pantanal. A concessão do veículo foi realizada pela empresa Águas Cuiabá, por meio de uma parceria.

O caminhão possui capacidade para transportar 16 mil litros d’água e será enviado para unidade do 1° Pelotão Independente, na cidade de Poconé (104 km de Cuiabá). O termo cooperativo prevê a utilização do veículo pelo período de 60 dias. A Prefeitura de Poconé também é parceira e vai custear combustível.

“A chegada deste caminhão-pipa é mais uma ferramenta para somar com a nossa estrutura aqui na unidade nos atendimentos das ocorrências de incêndio no Pantanal. Um veículo com grande capacidade de transporte d’água, isso é essencial, ainda mais por conta do período de seca na vegetação, vai ajudar muito”, disse o comandante do 1° Pelotão Independente, tenente Thiago Soares.

Com o trabalho realizado pelos militares da unidade do CBM no município de Poconé, foram registrados dados satisfatórios que mostram uma queda de 96% nos focos de calor. De 01 de janeiro até 29 de julho, foram 782 focos. Em 2021, foram contabilizados apenas 34 focos de calor.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

CGE treina Unidades Setoriais para uso do Sistema de Monitoramento

Publicado


A Controladoria Geral do Estado (CGE-MT) realizou treinamento dos gestores das Unidades Setoriais de Controle Interno (Uniseci) para operacionalização do Sistema Informatizado de Monitoramento (Sismonitora) das providências adotadas pelos órgãos do Governo de Mato Grosso em atendimento a recomendações emitidas pela CGE-MT e pelo controle externo. O curso foi realizado de forma online, pela plataforma Google Meet, em três dias para turmas diferentes.

Inicialmente, o facilitador do curso, auditor André Ramos, da Superintendência de Desenvolvimento do Controle (SDC), apresentou aos participantes as abas do sistema e a forma de controle das recomendações pela ferramenta. Depois, demonstrou como realizar consulta de relatórios cadastrados no sistema e como cadastrar ações para admissibilidade da CGE.

O auditor também citou os status possíveis de admissibilidade da recomendação pela CGE (aceitar, rejeitar, encerrar, cancelar), como acrescentar ou alterar ação já cadastrada e como solicitar prorrogação de prazo para implementação das providências propostas.

Desde a regulamentação do sistema, em novembro de 2020, as Unisecis, que são extensão técnica da CGE em cada órgão estadual, estão dispensadas do protocolo e envio físico à CGE dos Planos de Providências de Controle Interno (PPCI) com a demonstração das ações implementadas e em andamento.

A implantação do sistema integra série de ações em andamento pela Controladoria para aprimorar o processo de monitoramento da execução dos planos de providências para correção de deficiências ou mitigação de riscos nos processos e procedimentos relativos às atividades administrativas de aquisições, gestão patrimonial, financeira, contábil e de pessoas.

Ações factíveis

Os planos de providências devem ser elaborados pelas unidades executoras dos órgãos, sob a supervisão técnica das Unisecis, em até 30 dias após o recebimento dos produtos da CGE-MT e devem conter ações e prazos factíveis de implementação, com a indicação dos respectivos setores e servidores responsáveis.

Quando da implementação dos planos de providências, a CGE monitora, agora tudo pelo sistema informatizado, a execução das ações por meio de testes e avaliações nos registros e nas evidências apresentadas pelas secretarias.

O trabalho de monitoramento gera relatórios periódicos emitidos pela Controladoria à autoridade máxima da secretaria em questão e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) com a demonstração do cumprimento ou não das providências nos prazos estabelecidos.

A criação e o funcionamento do Sismonitora estão disciplinados na Portaria nº 67/2020/CGE-MT.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana