conecte-se conosco


Mato Grosso

PM forma mais 28 novos policiais de proteção ambiental

Publicado

A Polícia Militar de Mato Grosso realizou na tarde desta quinta-feira (27.06) a formatura de 28 policiais militares do 3º Curso de Policiamento Ambiental da PM. A solenidade foi realizada no pátio do Comando Geral da PM, em Cuiabá.

O curso de Policiamento ambiental foi conduzido pelo Batalhão de Polícia de Proteção Ambiental (BPMPA). Iniciada em maio, a capacitação recebeu 43 inscrições, mas apenas 28 policiais militares chegaram à reta final. Com uma carga horária de 330 horas/aula, o curso capacitou os participantes para atuarem como protetores ambientais. Dentre os policiais militares formados, dois pertencem a Polícia Militar do Estado de Rondônia.

O comandante-geral adjunto da PM, coronel Wesney de Castro Sodré, diz que a sociedade foi aos poucos repensando a sua relação com o meio ambiente. “A polícia é essencialmente um instrumento da própria sociedade e alinha seus objetivos e interesses à realidade por ela imposta. Parabéns aos formandos, toda a diretoria de instrução e pesquisa e todos os policiais envolvidos neste curso dessa unidade que desempenha um papel essencial na proteção do nosso meio ambiente”, ressalta.

O subtenente da PM Rony Cleber Carvalho da Silva, lotado na 2ª Companhia de Polícia Militar de Rondonópolis, se dedicou e alcançou a primeira colocação no curso. “Esse curso veio em boa hora, conhecimento nunca é demais para a gente exercer nossa missão, essa capacitação foi muito boa. Me dediquei bastante para atingir o melhor resultado e, graças a Deus, tudo deu certo”, explica o subtenente.  

Para atuar no Batalhão de Proteção Ambiental da PM, o militar precisa ter o curso de policiamento ambiental. O comandante do BPMPA, tenente-coronel Rodrigo Eduardo Costa, conta que os policiais vão servir no batalhão e aqueles que são destinados ao interior do estado vão ser multiplicadores de conhecimento em suas regiões. 

Também participaram da solenidade de formatura, o subchefe do Estado Maior Geral da PM, coronel Delwison Sebastião Maia da Cruz, Assessor especial institucional coronel Edvan Manoel de Azevedo dentre outras autoridades militares e civis.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Mato Grosso

Fórum Nacional de Ouvidores discute experiências em primeira reunião

Publicado


.

O Fórum Nacional de Ouvidores de Segurança Pública realizou sua primeira reunião nesta terça (30/06), de forma online, por conta das limitações decorrentes do cuidado com a transmissão do coronavírus. A reunião contou com a presença do ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, e teve seu início e ponto focal em seu gabinete, em Brasília. Entre os temas abordados estão os dados sobre suicídios de policiais no Brasil, que surpreendentemente, superam o número de policiais mortos em confronto com criminosos.

Segundo o ministro da Justiça, André Mendonça, o ideal é que o ouvidor tenha autonomia para atuação. “Isso garante que o Ouvidor tenha independência para o cumprimento de suas funções”, afirmou Mendonça durante a reunião. A Ouvidoria Geral de Polícia de Mato Grosso tem essa independência já que o ouvidor tem mandato e é eleito por um colegiado. Comparando com as diferentes situações de ouvidorias pelo Brasil, a OGP em Mato Grosso tem uma estrutura mediana, com o ouvidor e cinco assessores que atendem os cidadãos e encaminham os processos.

O ouvidor geral de Polícia de Mato Grosso, Lúcio Andrade, participou da reunião e conta que essa autonomia funcional é uma necessidade para o trabalho imparcial da ouvidoria. O ouvidor faz parte de um grupo de trabalho que irá realizar em conjunto com o Conselho Federal de Psicologia uma avaliação dos dados sobre suicídio de policiais e estudar como enfrentar o problema. “A sociedade se sensibiliza com o policial que morre no exercício da sua função, mas desconhece a gravidade dessa ameaça silenciosa”, afirma Lúcio Andrade.

O Fórum Nacional de Ouvidores de Segurança Pública foi regulamentado há um ano, em 27 de junho de 2019. Entre as atribuições do Fórum estão: estimular a criação e desenvolvimento de ouvidorias nos órgãos de segurança pública que compõem o Sistema Único de Segurança Pública (Susp), promover o intercâmbio de experiências, métodos e estatísticas das ouvidorias, sugerir ações voltadas para o aperfeiçoamento institucional dos órgãos integrantes do Susp e propor diretrizes que auxiliam na fiscalização e controle social das atividades.

O cidadão pode entrar em contado com a Ouvidoria por telefone, e-mail ou ainda por meio do Fale Cidadão, disponível no site oficial do Governo do Estado de Mato Grosso.  

(65) 3614-3103 / 3614-3102

(65) 9962-4270

[email protected]

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Mato Grosso

Terça-feira (30): Mato Grosso registra 16.304 casos e 629 óbitos por Covid-19

Publicado


.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (30.06), 16.304 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 629 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. As 39 mortes mais recentes envolveram residentes de Alta Floresta, Matupá, Cuiabá, Juína, Cáceres, Várzea Grande, Rondonópolis, Nova Mutum, Barra do Garças, Tangará da Serra e Jaciara. 

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (3.964), Várzea Grande (1.322), Rondonópolis (1.215), Sorriso (689), Primavera do Leste (636), Tangará da Serra (599), Lucas do Rio Verde (541), Nova Mutum (454), Sinop (413), Pontes e Lacerda (378), Campo Verde (339), Confresa (313), Cáceres (277), Barra do Garças (209), Campo Novo do Parecis (207), Colíder (206), Querência (201), Sapezal (175), Alta Floresta (158) e Alta Floresta (158). 

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria. 

Nas últimas 24 horas, surgiram 979 novas confirmações no Estado. A área técnica ainda esclareceu que foram corrigidas três ocorrências de duplicidade no sistema. Além disso, um caso anteriormente notificado em Sorriso foi reposicionado para Sinop, município de residência do paciente.

Dos 16.304 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 9.189 estão em isolamento domiciliar e 5.891 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 222 internações em UTI e 278 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 92,5% para UTIs e em 40,8% para enfermarias.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 51% dos diagnosticados são do sexo feminino e 49% masculino; além disso, 4.396 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 19.109 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.420 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Nesta terça-feira (30), o Governo Federal confirmou 1.402.041 casos da Covid-19 no Brasil e 59.594 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 58.314 óbitos e 1.368.195 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. 

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana