conecte-se conosco


Várzea Grande

Plantão psicológico presta apoio voluntário para a população com resultados

Publicado


.

15/07/2020    6

Cento e sete pessoas foram atendidas pelo ‘Plantão Psicológico’, serviço de acolhimento e escuta terapêutica, implantando pela prefeitura de Várzea Grande, por meio de uma iniciativa da secretaria municipal de Saúde. Entre 25 de março até 30 de junho, do total de pessoas atendidas, 55%, já apresentaram melhora, os outros seguem em atendimento.

O serviço disponibilizado de forma remota e gratuita, por meio do 0800 647 0020, se apresenta como um importante aliado na prevenção de problemas e sofrimentos mentais em períodos de grande pressão, como o atual marcado pela pandemia. “Existem parcelas da população mais vulneráveis e que necessitam de orientações, especialmente, os profissionais da saúde que estão na lida diária para salvar vidas”, aponta o secretário municipal de Saúde, Diógenes Marcondes.

O atendimento surgiu como uma significativa e efetiva alternativa de acolhimento em tempos de pandemia. “Esse apoio tem feito muita diferença, e mesmo sem ter um perfil mapeado das pessoas atendidas, acredito que tem ajudado muitos profissionais da área da saúde, que na linha de frente, ou não, estão no enfrentamento diário do novo coronavírus, se expõem nessa guerra desigual e que sempre deixa sequelas”, explica o secretário.

A pandemia trouxe não apenas medidas de restrição e distanciamento social, mas há ainda o preconceito, o que acirra o sentimento de isolamento social. “O ‘Plantão Psicológico’ proporciona um apoio emocional para esses dias difíceis de serem encarados e até mesmo, compreendidos”, defendeu Marcondes.

Nesse primeiro balanço parcial de atendimentos – quase cem dias em funcionamento – a assistente social, especialista em Saúde Mental e mestre em Política Social e coordenadora da Saúde Mental no Município, Soraya Miter Simon, explica que considerando o total de pessoas atendidas, 107, o retorno é positivo. “Cinquenta e nove pessoas, o equivalente a 55% do total, encerraram os atendimentos pela melhora apresentada em relação ao quadro emocional inicial. Ao todo foram realizados 185 atendimentos, ou seja, alguns necessitaram de mais um atendimento diário. É um serviço muito importante e toda a população pode utilizar, basta ligar para o 0800 647 0020”.

A coordenadora destaca ainda que todo o atendimento remoto cumpre critérios estabelecidos pelo Conselho Federal e Estadual de Psicologia, por meio da resolução Nº 112018. “Todos os profissionais realizaram o cadastro e passaram ao atendimento por telefone, resguardando o sigilo e condutas terapêuticas. O atendimento é realizado através de uma escuta e abordagem terapêutica de forma breve, mas alguns casos seguem em atendimento semanal”.

O novo coronavírus chegou ao Brasil em meados de março e desde então mudou a rotina de todo um País, impondo mudanças bruscas de hábitos e na rotina. Mais do que colocar em risco a saúde das pessoas, a pandemia tem trazido uma grande pressão psicológica, tanto pelo medo/pavor em ser contaminado, em perder entes queridos e até menos pela pressão em decorrência do isolamento social. ”Por isso a necessidade de se criar um canal direto de que contemple uma modalidade de atendimento clínico-psicológico de tipo emergencial”, frisa Soraya. Não há dúvida de que vivenciamos uma crise de grande impacto sobre a sua saúde mental, completa.

O ‘Plantão Psicológico’ não tem como finalidade a resolução ou aprofundamento de intervenção terapêutica, “mas sim de prestar um momento de compreensão do seu sofrimento e ajuda para o alívio do stress e ansiedade causados pelo isolamento social. A insegurança e o medo instalado na população”, pontua a coordenadora.

A promoção da saúde mental deve ser preconizada por meio de estratégicas desenvolvidas por países acometidos por situações de calamidades e epidemias, conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), “e Várzea Grande está seguindo essa orientação”, destaca o secretário de Saúde.

PLANTÃO PSICOLÓGICO – Os atendimentos estão sendo realizados via telefone, por meio de triagem, visando preservar a integridade e identidade de cada usuário e profissional. Os profissionais entrarão em contato para acolher e trabalhar às demandas de cada um.

São público-alvo do serviço os residentes em Várzea Grande, com idade acima de 18 anos.

Os atendimentos são realizados de segunda à sexta-feira (exceto feriados), das 8h às 12h e das 13h às 17h, pelo 0800 647 0020.

 

Por: Marianna Peres – Secom/VG

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Várzea Grande

Profissionais da Educação de Várzea Grande participam de palestra virtual com psicanalista Jairo de Paula

Publicado


.

07/08/2020    0

Gestores, coordenadores, professores e demais profissionais da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande participarão de palestra virtual do psicanalista Jairo de Paula, com o tema: “Segurando a BARRA das EMOÇÕES – Diálogos para a VIDA!” no dia 11 de agosto, terça-feira às 9 da manhã.

 De acordo com o secretário Silvio Fidelis, o evento tem o objetivo da refletir sobre as dificuldades causadas em decorrência da pandemia e potencializar os aprendizados em virtude dessas mesmas dificuldades. “Como o próprio psicanalista diz, ele procura fazer o papel de ‘CLÍNICO GERAL DAS EMOÇÕES’, objetivando auxiliar e ajudar na cura dos males causados pela pandemia, e potencializar os aprendizados também causados pela pandemia. E também questiona: Estamos ou não preparados para uma educação hibrida? Será que teremos saída de ser algo diferente daqui para frente?” informou o secretário.

O psicanalista Jairo de Paula é mestre e doutor em Psicanálise, especialista em educação, palestrante e conferencista premiado, escritor e autor de 21 livros publicados, Criador e Gestor de programas de integração “FAMÍLIA & ESCOLA”.

A palestra virtual será gratuita, com duração de 55 minutos, na plataforma Google Meet ou Zoom. Com certificado de participação de 2h.

Por: Fred Nogueira – Secom/VG

Continue lendo

Várzea Grande

Várzea Grande adota nova estratégia contra a Covid -19 e vai até os bairros e regiões de maior contaminação

Publicado


.

05/08/2020    8

O sucesso obtido em 16 dias de funcionamento das Barreiras Sanitárias nas entradas de Várzea Grande que atendeu 34 mil pessoas, levou a Secretaria Municipal de Saúde a colocar em prática o Plano de Ação – Várzea Grande contra a Covid- 19, uma nova modalidade de atuação que são os bloqueios por regiões ou bairros que apresentaram conforme o 5º Informe Epidemiológico publicado no site oficial do município (www.varzeagrande.mt.gov.br) a maior incidência de casos do Coronavírus.

O Informe epidemiológico é feito pela Secretaria Municipal de Saúde de Várzea Grande em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT e está livre para consultas apresentando dados estatísticos da pandemia e sinalizando que as medidas adotadas surtiram os efeitos esperados, mas que se faz necessária a continuidade das ações, principalmente de distanciamento social, de meios de segurança como uso de máscaras e de higienização.

Nesta quarta-feira (05 ), começou efetivamente a funcionar o Plano de Ação – Várzea Grande contra a Covid- 19. Hoje e amanhã, das 8h às 17h, uma equipe composta por agentes da Vigilância Sanitária, Guarda Municipal, Polícia Militar e funcionários das secretarias municipais de Governo e Saúde estão na Avenida Julião de Brito, em frente à antiga Policlínica, hoje Clínica de Atenção a Família, Dr. Lúcio Macedo, Região do Grande Parque do Lago, realizando a blitz e abordando motoristas e pedestres, além de moradores convidados a serem atendidos com consultas médicas, exames e medicamentos.

Na sexta-feira e sábado, dias 07 e 08 de agosto a ação será realizada no bairro José Carlos Guimarães, também das 8h às 17h.

A prefeita Lucimar Sacre de Campos e o senador Jayme Campos acompanharam os primeiros atendimentos e reafirmaram a disposição da gestão em não deixar que falte atendimento médico, exames e medicamentos de espécie nenhuma para aqueles que necessitarem do Sistema Único de Saúde – SUS, que é gratuito e eficiente, bastando que todos cumpram seu papel.

“Estamos juntos, unidos buscando enfrentar um adversário que não escolhe cor, raça, religião, condição financeira e que já está próximo de 19 milhões de pessoas no mundo e de 700 mil óbitos, portanto, os funcionários da saúde de uma maneira em geral e os gestores públicos tem que se redobrar junto com a população para buscar uma solução definitiva para a pandemia do Coronavírus”, disse Lucimar Sacre de Campos que acompanhou pessoalmente os primeiros atendimentos e está cobrando de sua equipe resultados que estão se traduzindo na recuperação na cura de mais de 80% do  total de contaminados.

“Na abordagem conversamos com cada motorista, pedestre ou morados, verificamos a temperatura, fazemos uma entrevista, preenchemos um formulário, para podermos ter uma estatística ao final de todo dia. Os moradores são atendidos na unidade de saúde e os motoristas não precisam sair do veículo. A ação é similar ao serviço prestado nas barreiras sanitárias que realizamos nas entradas da cidade em julho. Caso a pessoa tenha algum sintoma encaminhamos imediatamente aqui para a Clínica de Atenção a Família, que dispõe de testes rápidos, serviço médico e vacinação para H1N1. Também abordamos os pedestres e orientamos sobre os cuidados que devem ser tomados para evitar o contágio da doença, como o uso de máscaras e higienização. Nosso objetivo não é somente de averiguarmos casos suspeitos, mas também fazer uma ação educativa levando orientação à população”, explicou o secretário de Governo e coordenador da Vigilância Sanitária em Várzea Grande, coronel Alessandro Ferreira da Silva.

De acordo com o secretário de Saúde, Diógenes Marcondes, o Plano de Ação – Várzea Grande contra a Covid- 19 nos bairros está sendo coordenada pela equipe de Saúde e destacou que nos casos das localidades que não possuem o serviço de atenção básica, como é o caso do bairro José Carlos Guimarães, será montada toda uma estrutura para a realização de testes rápidos, vacinação de H1N1, serviço de tele consulta médica e orientação em geral.

“Após avaliação positiva das barreiras sanitárias realizadas em julho, o Comitê de Enfrentamento ao Novo Coronavírus, avaliou que seria indispensável estender o serviço aos bairros. Usamos para isso o mapeamento de incidência de casos realizado pela UFMT. O resultado de todo esse trabalho será importante, pois levaremos à população serviços médicos, orientações, testes rápidos, medicamentos e todo atendimento necessário para se evitar e conter a propagação da Covid-19. É uma determinação da prefeita Lucimar Sacre de Campos, que os serviços atinjam o maior número possível de pessoas”, disse o secretário Diógenes Marcondes.

INVESTIMENTOS EM SAÚDE – A prefeita Lucimar Sacre de Campos verificou pessoalmente o início dos trabalhos do Plano de Ação no Parque do Lago e destacou novos investimentos na atenção básica do município.

“Conversei com os moradores que vieram a unidade de saúde ou foram abordadas nas ruas e constatamos que é necessária essa aproximação do Poder Público junto à sociedade nesse momento de pandemia. Muitos souberam da ação e vieram receber os serviços de saúde. Todos estão tendo a oportunidade de ter atendimento especializado, realizar testes, receber medicamentos em casos de positivação do resultado, além de estendermos a vacinação da H1N1. É a Saúde Pública chegando perto do cidadão”, afiançou a prefeita

O senador Jayme Campos também sinalizou apoio total a todos os municípios de Mato Grosso para que não faltem recursos para se promover uma saúde de melhor qualidade. “Já conseguimos liberar R$ 40 milhões para mais de 100 cidades levando em consideração a população de cada uma e estamos trabalhando para mais recursos junto ao Ministério da Saúde, pois os gestores municipais e o governador Mauro Mendes necessitam de recursos disponíveis para fazer o enfrentamento a pandemia”, adiantou.

ATENDIMENTO À POPULAÇÃO – Cristiano Pereira, morador do bairro Cristo Rei, ficou sabendo da ação e procurou atendimento logo cedo na policlínica Dr. Lúcio Macedo. “Minha esposa testou positivo para o novo coronavírus e eu busquei atendimento hoje para ver se também estou positivo. Graças a Deus deu negativo, agora teremos maior cuidado em casa. Também estava preocupado, pois sou eu quem faz as compras para minha mãe que já é idosa e não quero transmitir o vírus para as pessoas que amo”.

Na mesma situação se encontra Geny da silva Gonçalves, moradora do bairro Helio Ponce, região do Parque do Lago. “Meu marido está com a Covid-19 e já está tratando. Hoje quis saber se eu também estou, mas graças a Deus deu negativo. Essa ação é indispensável e muito importante e a prefeita está de parabéns. Estamos nos cuidamos, pois temos netos e filhos”, declarou.

Maria Aparecida Feitosa, moradora do bairro Hélio Ponce, também procurou o atendimento após saber da nova ação pública. “Eu não tenho nenhum sintoma, estou fazendo a quarentena e ficando em casa, cuidado da minha neta e hoje vim fazer o teste e também me vacinar. Foi mais por prevenção”.

Já Fernanda Aparecida da Silva, moradora do bairro Jardim Maringá I, também região do grande Parque do Lago, aproveitou a ação para se vacinar contra a H1N1 e levou seus filhos de 10 anos e de 5 meses para vacinar também. “Como estamos em isolamento e sem contato com outras pessoas, não vamos fazer o teste, mas eu e minha filha de 10 anos nos vacinamos contra gripe e meu bebe de 5 meses contra meningite, que estava previsto na carteirinha de vacinação dele. Mas acho essa ação importante, pois, além de detectar novos casos vai também conscientizar as pessoas dos cuidados para prevenir essa doença”, avaliou a moradora.

Por: Rafaela Maximiano – Secom/VG

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana