conecte-se conosco


Turismo

PL garante assento gratuito em aviões e altera regras de remarcação.

Publicado

O projeto é de autoria do senador Rogério Carvalho (PT-SE)
Pexels

O projeto é de autoria do senador Rogério Carvalho (PT-SE)

Proteger direitos de usuários de transporte aéreo como a marcação gratuita de assentos e garantir transparência nos preços das passagens é o objetivo do Projeto de Lei (PL) 1.522/2022, do senador Rogério Carvalho (PT-SE), que aguarda votação no Senado. 

Apresentado em junho deste ano, o PL altera o Código Brasileiro de Aeronáutica e a Lei que criou a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e também altera regras de reembolso e remarcação para beneficiar os usuários de transporte aéreo. Atualmente o setor segue normas da Anac, reunidas na Resolução 400/2016.

De acordo com o projeto, o passageiro deverá receber com clareza, no momento da compra da passagem , a informação sobre os serviços complementares e seus respectivos valores para aquisição imediata ou com opção de compra até o momento do embarque. Rogério avalia que não há transparência suficiente na política de preços:

“Ainda que a liberdade tarifária traga benefícios para a sociedade, como se espera, ela não pode ser justificativa para a ocultação da realidade. Uma vez que as empresas são obrigadas a informar à ANAC o histórico das tarifas praticadas, conforme lhes seja solicitado. Alteramos a lei de criação da ANAC, para que esta passe a fornecer informações das tarifas com transparência suficiente para que os passageiros façam suas escolhas com consciência sobre a políticas de preços praticadas por cada empresa”, afirma o parlamentar.


Assento, reembolso e crédito

A proposta determina que a compra de qualquer passagem inclua o direito de marcação de assento na sua classe tarifária, sem pagamento adicional, salvo se o passageiro optar ativamente por “assentos com benefícios especiais”. Em caso de desistência de embarque, o projeto prevê que o passageiro poderá:

1 – Solicitar reembolso, até sete dias antes do embarque, que será efetuado em até sete dias após a solicitação; ou

2 – Até 48 horas antes do voo, receber crédito do valor pago para remarcação da passagem para nova data, com validade de um ano depois, transferível a terceiros; ou

3 – Receber crédito para remarcação da passagem para nova data até um ano depois, transferível a terceiros, caso a desistência ocorra após o limite de 48 horas antes do voo, no valor correspondente ao desembolsado para a compra inicial, descontada taxa de serviço correspondente a, no máximo, 10% (dez por cento) do valor desembolsado.

Ainda conforme o projeto, o valor do crédito recebido poderá ser utilizado na aquisição de nova passagem, que deverá ser ofertada no mesmo preço e em idênticas condições pelas quais é disponibilizada, pelo transportador, ao público em geral.


“Voos supervalorizados”

Na justificativa do projeto, Rogério Carvalho argumenta que o regime de liberdade tarifária para o serviço não tem beneficiado os consumidores. 

“Ainda que as empresas sejam livres para definir seus preços, não se pode aceitar que os passageiros se tornem reféns das operadoras quando precisam remarcar datas ou desistir dos voos pretendidos. Em alguns casos, os passageiros são obrigados a renunciar à quase totalidade do que pagaram para conseguir remarcar o voo, tendo que, na prática, pagar por um novo voo supervalorizado, sem ter o crédito corrigido, ou pior, ter o crédito descontado em elevadíssimos percentuais”, apontou o parlamentar. O projeto ainda aguarda distribuição para as Comissões temáticas. 

Acompanhe o  iG Turismo também pelo Instagram e receba dicas de roteiros e curiosidades sobre destinos nacionais e internacionais. Siga também o perfil geral do  Portal iG no Telegram.




Fonte: IG Turismo

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Turismo

Taste Atlas: Pavê está entre as 50 melhores sobremesas do mundo

Publicado

O pavê ocupa a 12ª posição no ranking
Reprodução/Receitas Nestlé

O pavê ocupa a 12ª posição no ranking

O pavê entrou para a lista dos melhores do mundo segundo o Taste Atlas, site especializado em elaborar diferentes rankings gastronômicos, sempre de acordo com o gosto dos próprios consumidores.

O pavê brasileiro aparece no 12º lugar de uma lista de 50 bolos. Segundo o site, é um bolo popular no Brasil, elaborado em camadas e semelhante ao tiramisu.

“Este bolo de camadas é feito por uma combinação de biscoitos de champanhe, creme, ovos, leite condensado e chocolate. É uma sobremesa tradicional no Brasil, onde cada família tem sua própria variação, por isso há receitas de pavê de morango, abacaxi, chocolate branco, coco, amendoim, entre outros”, escreveu o site, que complementou: “A única coisa importante é servir o bolo frio e apreciar os seus sabores, texturas e variedades únicas.”

Quem lidera o ranking dos melhores bolos e tortas do mundo é a garash, um clássico da culinária Bulgária. Foi criada em 1885 pelo confeiteiro austro-húngaro Kosta Garash, que na época trabalhava em um luxuoso hotel na cidade de Ruse, onde serviu o bolo pela primeira vez. A torta possui camadas delicadas de nozes e um creme de chocolate amargo, depois é coberta por chocolate e amêndoas picadas.

Já no segundo lugar, está uma torta da República Tcheca, chamada “frgál”, encontrada comumente na região da Wallachia da Morávia. A receita é uma torta doce de até 30 centímetros de diâmetro (parece uma pizza), feita com uma massa fina fermentada e com muita cobertura; que pode ser com peras, queijo fresco, ameixas, nozes, mirtilos ou framboesas. As informações são do CNN Viagem e Gastronomia.

E em terceiro, o bolo russo “Smetannik”, feito com uma combinação de farinha, açúcar, ovos, mel, e uma cobertura de leite fresco com creme azedo, baunilha, cream cheese, e leite. “O bolo é tradicionalmente realizado numa frigideira profunda. Uma vez feito, é recomendado deixar o “smetannik” descansar no geladeira durante a noite, e no dia seguinte é cortado em pedaços individuais e servido. O smetannik é especialmente popular em aniversários e ocasiões festivas semelhantes”, explica o site Taste Atlas. 

Confira o ranking completo: 


Acompanhe o  iG Turismo também pelo Instagram e receba dicas de roteiros e curiosidades sobre destinos nacionais e internacionais. Siga também o  perfil geral do Portal iG no Telegram.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Turismo

Portugal recebe 300 mil brasileiros em dois meses

Publicado

Palácio Nacional da Pena, em Sintra, Portugal
Pexels

Palácio Nacional da Pena, em Sintra, Portugal

Dados obtidos pelo Portugal Giro junto ao Serviço de Estrangeiros e Fronteiras confirmam o país como um dos  principais destinos dos brasileiros.

Em dois meses, junho e julho deste ano, cerca de 300 mil brasileiros desembarcaram em Portugal. São quase cinco mil por dia que chegam para turismo ou mudança.

É um número superior aos primeiros seis meses de retomada dos voos não essenciais, entre setembro de 2021 e fevereiro de 2022, quando chegaram 259 mil brasileiros.

Muitos turistas permanecem até conseguirem autorização de residência. Movimento não recomendado e que deverá diminuir com o  visto para procurar trabalho em Portugal.

Diante da falta de mão de obra, brasileiros têm encontrado emprego, como o próprio presidente Marcelo Rebelo de Sousa observou. É um passo para garantir a residência.

A maioria das vagas são no turismo, construção civil e serviços em geral. Muitos abrem mão de trabalhar nas áreas de formação e  conseguir alugar imóvel tem sido um desafio.

Acompanhe o  iG Turismo também pelo Instagram e receba dicas de roteiros e curiosidades sobre destinos nacionais e internacionais. Siga também o perfil geral do  Portal iG no Telegram.

Fonte: IG Turismo

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana