conecte-se conosco


Carros e Motos

Pioneiros se unem para ajudar na expansão da mobilidade elétrica

Publicado

source
Grupo que fez o comboio da eletromobilidade entre Jundiaí (SP) e Teresópolis (RJ)
Divulgação/Abravei – 30.04.2017

Grupo que fez o comboio da eletromobilidade entre Jundiaí (SP) e Teresópolis (RJ)

Fala Galera, beleza???

Fiquei muito feliz com a publicação do primeiro texto da coluna e com a repercussão . Se você não leu ainda, vale a pena dar uma conferida e entender o porquê digo que a Mobilidade Elétrica é um caminho sem volta. Escrevo aqui como usuário de carro elétrico e embaixador da marca Tupinambá , que, em parceria com o iG, criou um grande projeto de conteúdo para disseminar a cultura da mobilidade elétrica no Brasil .

Mas hoje quero falar sobre os primeiros malucos que abraçaram a Mobilidade Elétrica no Brasil . Quero falar sobre a ABRAVEi (Associação Brasileira de Proprietários de Veículos Elétricos Inovadores). Quem são? Onde vivem? Como carregam seus carros?

A ABRAVEi começou exatamente no dia 1º de maio de 2017 com o encontro de alguns proprietários de BMW i3 e Mitsubishi Outlander PHEV no Graal 56 da Rodovia do Bandeirantes, em Jundiaí (SP), com o objetivo de viajar em caravana até Teresópolis (RJ), cidade que recebe a sede da Associação.

Desde o princípio, a ABRAVEi tem como objetivo apoiar projetos que fomentem o desenvolvimento da Mobilidade Elétrica no Brasil de forma que traga a visão e as dores dos usuários de veículos elétrico s. A Mobilidade Elétrica precisa ser construída para atender os usuários. Então, nada mais justo do que ouvi-los.

Tanto que hoje a ABRAVEi é participante direta de diversos projetos e discussões como PNME (Plataforma Nacional de Mobilidade Elétrica), ALAMOS (Asociacion Latinoamericana de Movilidad Sostenible) e GEVA (Global EV Alliance). Dificilmente alguma empresa que queira atuar na Mobilidade Elétrica deixará de conversar com a ABRAVEi. Inclusive, a maioria das principais empresas de mobilidade elétrica possuem pelo menos um associado em seu time.

Considerando a importância da experiência do usuário para desenvolvimento de produtos e serviços que serão voltados exatamente para esses primeiros adeptos e recém-convertidos para Mobilidade Elétrica, a Tupinambá Energia possui não apenas um, mas três membros da ABRAVEi em sua escalação.

Ouvir o cliente e entender as suas dores é fundamental para o desenvolvimento da melhor experiência . Quer ter sucesso? Aqui na Tupinambá não colocamos o usuário no final do processo, mas no início de tudo.

Ok, então a ABRAVEi é mais um daqueles clubes ou Associações que muito se fala e pouco faz pelo usuário? Pelo contrário, caro leitor… o maior patrimônio da ABRAVEi são exatamente os usuários de veículos elétricos

Os associados usam um grupo de WhatsApp para ter mais agilidade na hora de atender a um pedido de socorro ou uma dúvida. Muitos são os pedidos, maiores ainda o número de pessoas prontas para auxiliar um “irmão de tomada”.

Para se ter ideia da força de mobilização, a Associação já conseguiu criar grupos de compra coletiva direto da fábrica para pneu do BMW i3 , doações de carregadores para instalação em locais estratégicos e até mudanças de projetos de veículos elétricos trazidos para o Brasil.

Participantes da primeira carreata da Abravei
Divulgação/Abravei – 30.04.2017

Participantes da primeira carreata da Abravei

Associei-me a ABRAVEi assim que recebi meu querido Chapolin Colorado ( JAC iEV40 vermelhinho). Hoje, como diretor da associação, tenho todos como grandes amigos mesmo sem conhecer pessoalmente a maioria deles.

Mas quem são esses malucos que decidiram comprar um carro elétrico antes mesmo de existir uma rede de carregamento no Brasil? Na Associação temos de tudo: arquitetos, empresários, professores, enfermeiros, engenheiros (muitos, por sinal), motoristas de App.

Pessoas tão diferentes com um objetivo em comum: ajudar o Brasil a acertar o passo na adoção em massa da Mobilidade Elétrica, seja discutindo planos e regulamentações ou orientando um novo usuário sobre como iniciar uma carga.

Considerando a importância de constante inovação, recentemente a ABRAVEi recebeu seus primeiros associados da micromobilidade . Não é o tamanho, velocidade ou autonomia que definem o melhor veículo, mas a praticidade e eficiência no dia a dia de cada um. Enquanto para alguns uma SUV com mais de 500 km de autonomia é essencial, para outros um monociclo é mais que o suficiente para sua rotina do dia a dia. 

Eu por exemplo, tenho à minha disposição um patinete elétrico que permite completar meu trajeto enquanto deixo meu carro carregando em algum estacionamento próximo ao destino.

Isso é a ABRAVEi, um grupo de malucos que pensam fora da caixinha para ajudar o Brasil a desenvolver um sistema de mobilidade mais limpo, eficiente e, por que não, mais apaixonante.

Estamos desbravando o Brasil para que você, meu caro leitor, possa migrar do motor a combustão para um veículo elétrico . Pode vir, o futuro é nosso. Venha para essa nova forma de se mover também.

Fonte: IG CARROS

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Carros e Motos

Testamos o hidratante específico Hidrata Couro da Finisher

Publicado


Comercializado por um preço médio de R$ 20, o Hidrata Couro da Finisher hidrata o couro, revelando a cor original
Divulgação

Comercializado por um preço médio de R$ 20, o Hidrata Couro da Finisher hidrata o couro, revelando a cor original

Nem sempre os produtos para hidratar bancos de couro, courvin ou partes plásticas de acabamento dão conta do recado: alguns podem deixar lambuzados podendo manchar roupas, outros dão mais trabalho na hora da aplicação.

Mas um que me chamou a atenção é o da Finisher. Vendido em bisnaga de 150 gramas, seu aspecto é denso em forma de creme e essa consistência garante que não escorra pela esponja aplicadora, que não vem com o produto.

Sua ação desenvolvedora de maciez e flexibilidade hidrata o couro, seja ele sintético ou natural, sem deixar aquele aspecto lambuzado , o que é de vital importância para impedir o surgimento de manchas na roupa, principalmente se estas forem claras.

Para certificar de sua eficiência, aplicados o Hidrata Couro da Finisher em dois carros com bancos de couro de tonalidades diferentes: preto e cinza. É válido lembrar que é preciso fazer uma limpeza do material que deve estar completamente livre de sujeira e seco.

banco
Divulgação

Hidrata couro deve ser usado pelo menos uma vez a cada seis meses para funcionar com eficiência

Com a ajuda de uma esponja ou mesmo uma flanela , espalhamos cerca de 30 gramas aproximadamente do produto no aplicador em uma pequena área e esperamos alguns minutos para que a cura do composto polímero pudesse agir. Feito isso, demos o acabamento com uma flanela seca e limpa de microfibra.

O acabamento tanto no revestimento de cor preta quanto o cinza é notório, e deixa bem próximo ao original, com pouco brilho e protegido contra a ação do sol que pode até trincar o couro , em alguns casos.

Por isso, nesses casos, recomendo fazer pelo menos, uma aplicação a cada seis meses em todas as forrações de couro, incluindo o da porta e, principalmente em painéis, caso seja forrado com este material.

Uma dica para os bancos em couro com acabamento enrugado é aplicar o hidratante em um pincel para poder alcançar os cantinhos mais apertados, lembrando que essa regra vale também para as demais áreas de difícil acesso.

Comercializado por um preço médio de R$ 20 , o Hidrata Couro da Finisher hidrata o couro, revelando a cor original, elevando a maciez e evitando rachaduras no material, tal como as promessas na embalagem citam.

Hidrata Couro da Finisher

Valor médio: R$ 20

Mais informações: www.finisher.com.br


Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Carros e Motos

Max Verstappen é garoto propaganda de carro elétrico da Honda

Publicado

Montadora oficialmente está fora da F1, mas mantém relacionamento com Verstappen e Red Bull
Divulgação

Montadora oficialmente está fora da F1, mas mantém relacionamento com Verstappen e Red Bull

O elétrico compacto da Honda, o E, ganhou uma versão limitada, e contou com o atual campeão de Fórmula 1, o holandês Max Verstappen, como garoto propaganda.

O Honda E é atuamente o único veículo 100% elétrico vendido pela marca japonesa na Europa e no Japão. Agora, oferece uma série limitada, baseada na versão Advance, a topo de linha, e será vendido por £38,120 (R$ 245.555,81).

Os consumidores que optarem pela edição limitada irão pagar £600 (R$ 3.864,99) a mais que na versão topo de linha , e terão direito a uma pintura exclusiva na cor “Vermelho Cristalizado”, rodas exclusivas de 17 polegadas.

O modelo elétrico foi fotografado nas ruas de Dozza, na Itália, antes do Grande Prêmio da Emilia-Romagna, que aconteceu em Ímola e foi vencido justamente por Verstappen.

O Honda E é um sucesso desde seu lançamento em 2020, por conta de seu design moderno e inovador e sua tecnologia, e já venceu o prêmio de carro urbano do ano e Red Dot Design Awards, entre outros.

Apesar da propaganda com Verstappen , o desempenho do Honda E se mantém o mesmo e o compacto, que oferece 154 cv e 31,5 kgfm de torque, vai de 0 a 100 em 8,3 segundos e tem autonomia máxima de 137 km.

Fonte: IG CARROS

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana