conecte-se conosco


Esportes

Piloto belga sofre acidente impressionante em etapa do mundial de Rally no Chile

Publicado


acidente rally
Reprodução

Piloto Thierry Neuville sofreu grave acidente no Chile

O piloto belga Thierry Neuville sofreu um grave acidente durante uma etapa do Campeonato Mundial de Rali, no Chile.

Leia também:  Athletico Paranaense é notificado pela Conmebol por doping de dois jogadores

Enquanto passava por um cume, o piloto bateu e rodou pelo ar, deixando o carro destruído. De acordo com informações da equipe de Neuville ele não sofreu nenhuma lesão ou fratura no acidente , mas foi levado ao hospital para a realização de exames médicos.

O acidente aconteceu nesta sexta-feira (10) e além de Thierry, dentro do carro ES8 da Hyundai estava também o co- piloto Nicolas Gilsoul que também não se lesionou. Assista ao momento do capotamento abaixo:

Apesar do acidente a prova seguiu e quem terminou em primeiro foi o estônio Ott Tanak (Toyota) seguido pelo francês Sebastien Ogier (Citroen) e Matti Latvala (Toyota).

Tanak inclusive se pronunciou sobre o acidente do companheiro de Rally . “O acidente de Thierry poderia ter acontecido com qualquer um”, disse. Ele também comentou que as provas deste ano estão mais exigentes para os participantes.

Leia Também:  Brasileirão Série C: mudança de data para Luverdense x Juventude

Leia também:  Confira 10 vezes em que jornalistas esportivos se meterem em confusão

No campeonato mundial de 2019, Thierry Neuville lidera com 110 pontos seguido do francês Sebastien Ogier e Ott Tanak. Após o acidente a competição continua até este domingo no país sul-americano. A próxima etapa será em Portugal entre os dias 30 de maio de 02 de junho.

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Esportes

Cruzeiro perde no Mineirão e disputa a Série B junto com o Cuiabá em 2020

Publicado

Apesar da fé e do apoio vindo das arquibancadas, o Cruzeiro perdeu para o Palmeiras, por 2 a 0, no Mineirão, em Belo Horizonte (MG) e foi rebaixado no Campeonato Brasileiro. O único gol da partida foi marcado por Zé Rafael, no início do segundo tempo. O PLACAR FI acompanhou TUDO em tempo real.

A missão dos mineiros para escapar da Série B era difícil. O Cruzeiro entrou em campo sendo obrigado a vencer o vice-líder Palmeiras, além de torcer por derrota do Ceará para o Botafogo, no Rio de Janeiro. Na teoria, resultados possíveis de acontecer. Porém, na prática, o futebol apresentado em campo não iludia o esperançoso torcedor celeste.
O rebaixamento tira o Cruzeiro do rol de times que nunca haviam sido rebaixados à Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro. Situação esta que hoje só pertence a Flamengo, São Paulo e Santos. Importante dizer que além do Cruzeiro, a Chapecoense também foi rebaixada e consequentemente conheceu em 2019 o primeiro descenso de sua história.

POUCOS CHUTES E TUDO IGUALdestaque
O primeiro tempo esteve longe de ser o ideal para que o Cruzeiro conseguisse abrir o placar e mantivesse vivo o destaquecarrocelsonho de permanecer na Série A. Logo no primeiro minuto, Marcos Rocha cobrou lateral na área e o zagueiro Léo desviou contra o próprio gol. Fábio se esticou todo e mandou para escanteio.

Leia Também:  Radio ODOC transmite Bragantino (SP) x Cuiabá e pico de audiência deve ir a mais de 5000 ouvintes

Melhor tecnicamente, o Palmeiras apostou nas jogadas em profundidade e quase abriu o placar aos 15 minutos. Zé Rafael saiu em velocidade e invadiu a área. O meia finalizou cruzado e Fábio desviou para escanteio. Uma defesaça.
Numa das raras oportunidades de gol, aos 23 minutos, Marquinhos Gabriel tabelou com Jadson e o meia cruzou para Pedro Rocha, que finalizou de primeira, mas pela linha de fundo. Curiosamente, o time mineiro impôs ritmo maior quando foi avisado da derrota parcial do Ceará para o Botafogo, no Rio de Janeiro, mas insuficiente para balanças as redes do Mineirão.

DRAMA CRUZEIRENSE
Sem efetividade no campo ofensivo durante os primeiros 45 minutos, o Cruzeiro voltou para o segundo tempo com Sassá, que já vinha sendo pedido pela torcida na primeira etapa. Porém, o Palmeiras seguiu com mais posse de bola e levando mais perigo ao gol cruzeirense.

Aos 12 minutos, Weverton lançou Dudu, que ganhou na corrida do jovem zagueiro Cacá. O atacante cruzou rasteiro na área e Zé Rafael, com a perna esquerda, superou o goleiro Fábio. Gol que complicou ainda mais o Cruzeiro na luta contra o rebaixamento, mas que manteve o time paulista na segunda posição do campeonato.

Leia Também:  Cadáver é encontrado no quintal da casa de jogador do Arsenal

Não bastasse o gol palmeirense, o Ceará também acabou empatando o duelo contra o Botafogo, no Rio de Janeiro, dificultando ainda mais a situação do Cruzeiro. O gol de Raphael Veiga veio como uma ducha de água fria, desanimando os jogadores para seguir acreditando na fuga contra o rebaixamento.

O rebaixamento do Cruzeiro foi sacramentado aos 37 minutos do segundo tempo, quando Bruno Henrique cruzou na área e o baixinho Dudu, sem marcação, cabeceou no ângulo de Fábio. Segundo gol que selou a derrota e consequentemente o descenso do Cruzeiro à Série B.

CONFUSÃO NAS ARQUIBANCADAS
Minutos antes do segundo gol do Palmeiras, torcedores do Cruzeiro entraram em confronto com a Polícia Militar nas arquibancadas do Mineirão. Muitas bombas e correria em alguns dos setores do estádio. O jogo foi paralisado aos 40 minutos e, por ordem da Polícia Militar, o árbitro encerrou a partida.
FICHA TÉCNICA

Continue lendo

Esportes

Aunciado pelo Guaraní-SP, volante Alê, ex-Cuiabá, é contratado pelo América-MG

Publicado

O meia foi um dos destaques do Estadual, Copa Verde e Brasileiro da Série B no Cuiabá

O Guarani esperava anunciar a contratação do volante Alê nos próximos dias para a temporada 2020, mas o América-MG entrou na jogada e fechou com um dos destaques do Cuiabá na Série B do Brasileiro. A informação é exclusiva do Portal Futebol Interior.

Alê entrou na mira do Guarani após indicação do executivo de futebol Michel Alves, que trabalhou com o jogador no Dourado. O volante de 29 anos tinha em mãos propostas oficiais de Água Santa, Novorizontino e CRB.
No entanto, a possibilidade de voltar para o estado onde mora pesou na decisão de Alê. Natural de Osasco-SP, o volante se casou quando atuava pelo Uberlândia e acabou se mudando para a cidade mineira.
“A escolha se dá por questão pessoal mesmo. O Guarani já estava no negócio há um pouco mais tempo por conta do Michel Alves também né. Nós trabalhamos juntos. As coisas com o América aconteceram tudo nesta semana. Eu fechei agora. Vou para Belo Horizonte só no dia 02 de janeiro de 2020”, disse Alê ao Portal FI.
Com passagens por Taubaté, Grêmio Osasco, Grêmio Barueri, Audax Rio, Uberlândia, URT e Caldense, entre outros, Alê estava desde 2018 no Cuiabá. Nesta temporada, ele foi eleito o melhor jogador do Campeonato Mato-grossense e um dos destaques do time na Série B. Foram 46 jogos e cinco gols.

Leia Também:  Estados Unidos reagem e eliminam o Brasil na Liga das Nações da vôlei
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana