conecte-se conosco


Polícia Federal

PF prende foragido da Operação Nômade II

Publicado

Niterói/RJ. Na noite da última quinta-feira, 28/7, a Polícia Federal cumpriu um mandado de prisão em desfavor de um homem condenado na Operação Nômade II, que prendeu 42 pessoas. A ação foi deflagrada pela PF, em Niterói, em 2014.

O objetivo da operação era desarticular uma organização criminosa envolvida em fraudes a operadoras de cartão de crédito. Os criminosos capturavam os dados contidos nas tarjas magnéticas dos cartões de crédito e débito emitidos por instituições financeiras, utilizando o equipamento eletrônico conhecido como chupa-cabra.

Além disso, a quadrilha utilizava terminais de pagamento de operadoras de cartão, que, depois de adulterados, passavam a armazenar as informações das tarjas magnéticas, o que possibilitava a inserção dos dados em outros cartões e, consequentemente, a realização de compras.

O homem foi encaminhado ao sistema prisional do estado, onde permanecerá à disposição da justiça.

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

[email protected] | www.gov.br/pf

(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407 / 4407

Fonte: Polícia Federal

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia Federal

PF reprime crime de extorsão mediante sequestro

Publicado

São Paulo/SP. A Polícia Federal deflagrou, nos dias 17 e 18/8, a Operação Albacora, visando à repressão dos crimes de extorsão mediante sequestro (“sequestro do PIX”) e associação criminosa.

Equipes policiais de São Paulo deram cumprimento a 10 mandados de busca e apreensão e realizaram a prisão de cinco envolvidos nos delitos.

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de extorsão mediante sequestro e associação criminosa, cujas penas, respectivamente, são de reclusão de 8 a 15 anos e de 1 a 3 anos.

Comunicação Social da PF em São Paulo/SP

[email protected]

Fonte: Polícia Federal

Continue lendo

Polícia Federal

Operação Nova Aliança conclui mais uma etapa

Publicado

Ponta Porã/MS. Chega ao fim nesta sexta-feira, 19/8, mais uma fase da ação conjunta entre forças policiais do Brasil e do Paraguai, a quinta realizada no ano de 2022. A Nova Aliança tem como objetivo evitar que toneladas de maconha entrem no mercado do crime, erradicando plantações do entorpecente no país vizinho.

Nesta etapa, participaram mais de 100 homens, entre integrantes das Forças Armadas Paraguaias e policiais brasileiros. A Polícia Federal do Brasil participa com apoio logístico, enviado homens e aeronaves para realização dos trabalhos. A PF mandou dois helicópteros, que se somaram a um terceiro das autoridades paraguaias.

O emprego dessas aeronaves é de suma importância para o êxito na operação, pois elas transportam os agentes de segurança que vão a campo destruir as plantações de drogas. Muitos dos locais de cultivo são de difícil acesso, obstáculo que é vencido com o emprego das aeronaves.

Autoridades de segurança de Brasil e Paraguai entendem que, atacar o problema dessa forma, evita-se que toda uma cadeia criminosa entre em ação, uma vez que elimina na raiz boa parte da maconha produzida na América do Sul. Isso não permite que o ilícito entre em circulação, movimentando outros pontos de uma rede de tráfico de drogas.

Além de erradicar a maconha já plantada e sementes para seu cultivo, a Nova Aliança destrói acampamentos de traficantes e toneladas de equipamentos e insumos usados na ação criminosa.

Balanço das fases de 2022 em toneladas destruídas

XXIX – 851

XXX – 748

XXXI – 963

XXXII – 834

XXXIII – 609

Total: 4.005

Fonte: Polícia Federal

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana