conecte-se conosco


Polícia Federal

PF prende acusado de praticar furtos contra agências dos Correios no RN

Publicado


.

Natal/RN – A Força-Tarefa de Combate às Facções Criminosas no Rio Grande do Norte, coordenada pela Polícia Federal e composta por policiais federais, policiais militares e policiais civis da SESED/RN e, ainda, agentes penitenciários federais, atuando com apoio da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI/MJSP), deu cumprimento a mandado de prisão preventiva na segunda-feira, 11/05, em Natal, expedido contra um homem suspeito de participar de furtos, mediante arrombamento, das agências dos Correios nas cidades de Patu/RN e Caraúbas/RN, respectivamente, nos meses de agosto e setembro de 2018.

O homem esteve envolvido, também, na tentativa de arrombamento à agência dos Correios de Serrinha/RN, no último final de semana, onde foi preso na companhia de outros três acusados que se preparavam para deixar o local.

O preso preventivamente possui ainda extenso histórico criminal ligado à prática de crimes contra o patrimônio, incidências que causam grande abalo social, especialmente em pequenos municípios do interior.

Apesar das restrições impostas neste período de calamidade pública, a Força-Tarefa coordenada pela Polícia Federal prossegue com o monitoramento da criminalidade visando reprimir as ações das facções criminosas no Rio Grande do Norte, atividade essencial que não pode ser interrompida.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte

[email protected] | @pfnorn | www.pf.gov.br

(84) 3204.5588

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia Federal

PF investiga fraude processual

Publicado


.

Varginha/MG – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 25/6, a Operação TRÓIA, para combater fraude processual.

As investigações tiveram início em janeiro deste ano e apuraram a utilização de interposta pessoa em pedido de restituição judicial de bem apreendido em investigação policial, buscando ocultar o real proprietário da coisa a ser entregue.

A Polícia Federal representou por dois mandados de busca e apreensão, que foram expedidos pela Vara Federal de Poços de Caldas/MG e cumpridos na cidade mineira de Andradas. Com as buscas, a PF visa a colher elementos que comprovem a ação orquestrada dos investigados, com o fito de induzir o Juízo Federal a erro.

Os suspeitos estão sendo investigados por crime de fraude processual, cuja pena pode chegar a dois anos de reclusão, se condenados.

O nome da Operação faz referência ao artifício enganoso utilizado pelos envolvidos.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia do Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando para a manutenção da lei e da ordem, preservando o estado democrático de direito.

Continue lendo

Polícia Federal

PF combate fraude à licitação e desvio de recursos públicos

Publicado


.

Fortaleza/CE – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 25/6, a OPERAÇÃO RES PUBLICA, com o objetivo de arrecadar os originais de certames licitatórios para aprofundar as investigações sobre 25 contratações fraudulentas, nas quais foram utilizadas verbas públicas federais das áreas da saúde e educação, nos municípios de Apuiarés e Pentecoste no Estado do Ceará.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão nas sedes das Prefeituras desses municípios, expedidos pela Justiça Federal do Ceará.

As investigações tiveram início a partir do desdobramento de inquérito policial instaurado para apurar compras de votos no 1º turno das eleições municipais em 2012. Na antevéspera do pleito eleitoral daquele ano, um homem foi preso em flagrante no momento em que saía da residência do então prefeito de Apuiarés, transportando a quantia de mais de R$ 7 mil, além de diversos documentos, pen drive e uma etiqueta da Caixa Econômica Federal indicando o valor de R$ 100 mil.

O material apreendido com preso foi analisado e revelou vasto acervo possivelmente relacionado a licitações públicas.

Os levantamentos de campo elaborados indicaram que o conjunto de empresas encontrado não demonstra possuir capacidade técnica e operacional para realizar atividades de altos custos, podendo ser consideradas empresas de fachada, criadas formalmente para atender a todo e qualquer procedimento licitatório realizado por prefeituras municipais.

Os investigados responderão, de acordo com o nível de participação, pelo crime de fraude a licitações públicas e crime de responsabilidade do gestor municipal (emprego irregular de verbas públicas), previstos, respectivamente, no art. 90 da Lei 8.666/93 e no art. 1º do Decreto-Lei 201/67.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará
(85)98970-0624

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana