conecte-se conosco


Polícia Federal

PF investiga organização criminosa responsável por fraudes em certames públicos

Publicado

Palmas/TO – A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (2/10) a Operação IMHOTEP, visando desarticular organização criminosa responsável por fraudes em certames públicos, corrupção, desvio de recursos públicos, dentre outros crimes, sempre com o objetivo de acumular riquezas em detrimento do erário. A operação de hoje é o resultado de um trabalho conjunto da PF e da Controladoria Geral da União.

Aproximadamente 120 policiais federais e sete auditores da Controladoria Geral da União cumprem 28 mandados de busca e apreensão, quatro mandados de prisão preventiva, sequestro de 11 veículos, avaliados em R$ 1,5 milhões, bloqueio de imóveis e de R$ 2,5 milhões dos investigados, bem como suspensão de contratos em 11 municípios do Estado do Tocantins, em cumprimento à decisão judicial expedida pela 1ª Vara Federal de Araguaína/TO.

Os mandados judiciais estão sendo cumpridos em 16 cidades nos estados do Tocantins e Maranhão, quais sejam: Palmas/TO, Pugmil/TO, Augustinopolis/TO, Palmeiras do Tocantins/TO, Praia Norte/TO, Sampaio/TO, Sítio Novo do Tocantins/TO, Araguatins/TO, Buriti do Tocantins/TO, São Sebastião/TO, São Miguel/TO, Praia Norte/TO, Carrasco Bonito/TO, Nazaré/TO, Imperatriz/MA e Sítio Novo do Maranhão/MA.

A investigação teve início com a notícia apresentada por um morador de uma das cidades do Bico do Papagaio, narrando irregularidades na contratação de uma falsa cooperativa de transporte por municípios da referida região. Ainda segundo o noticiante, os sócios são ou foram assessores parlamentares de um Deputado Estadual do Tocantins.
Com realização de diligências pela PF e pela CGU, foi possível identificar uma organização criminosa responsável por fraudar, mediante pagamento de propina a agentes públicos, mais de 20 processos licitatórios, com favorecimento de cinco empresas ligadas ao grupo criminoso. Os contratos fraudados tinham por objeto a locação de veículos, locação de palcos, realização de eventos, dentre outros serviços.

A investigação aponta que o grupo criminoso, no período de 2017 a 2019, recebeu mais de R$ 41 milhões em razão de contratos fraudados, sendo no mínimo R$ 5 milhões resultado direto de desvio de recursos públicos.

O nome da operação faz alusão a IMHOTEP, considerado o maior vizir (assessor) de todos os tempos e arquiteto da primeira pirâmide do Egito, onde, longe dos olhos do público e de curiosos, acobertavam-se grandes riquezas.

* Não será realizada coletiva de imprensa.

 

Comunicação Social – Polícia Federal em Tocantins
E-mail: [email protected]
Fones: (63) 3236-5440

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

Polícia Federal investiga candidato que teria utilizado celular no Enem

Publicado


Belém/PA – A Polícia Federal cumpriu nesta quinta-feira (02/12) um mandado de busca e apreensão na residência de um candidato que teria utilizado aparelho celular durante a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) no último domingo (28/11). O mandado, determinado pela 3ª Vara Federal Criminal de Belém/PA, foi cumprido na capital do Pará.

Durante a realização da prova, no município de Benevides/PA, o candidato teria tentado obter auxílio de um professor para conseguir respostas de questões por meio do aparelho celular. A tentativa de fraude foi detectada e impedida, e os suspeitos identificados. A investigação, realizada com celeridade, contou com o auxílio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

No cumprimento da ordem judicial foram coletados elementos de prova que confirmam a tentativa de obter vantagem indevida no certame. A Polícia Federal prosseguirá nas investigações a fim de verificar a eventual participação de outros indivíduos na tentativa de fraude.

Os envolvidos poderão responder pelo crime de fraude em certames de interesse público, cuja pena pode chegar a quatro anos de prisão.

Comunicação Social da Polícia Federal no Pará
(91) 98586.5044
[email protected]

Continue lendo

Polícia Federal

Polícia Federal realizará, em Cuiabá, o seu 52º leilão de veículos oficiais

Publicado


Cuiabá/MT – A Superintendência de Polícia Federal em Cuiabá/MT, realizará o quinquagésimo segundo leilão, tipo maior lance, para a venda de veículos oficiais de seu patrimônio, que ocorrerá no próximo dia 7 de dezembro de 2021, às 14h (horário oficial de Brasília), 13h (horário oficial de Cuiabá/MT). O leilão será on-line pelo site do leiloeiro oficial www.danielgarcialeiloes.com.br.

O Leilão é mais uma iniciativa que busca novos investimentos para reaparelhamento da PF com novos equipamentos e viaturas para oferecer melhores serviços à sociedade.

Serão oferecidos 38 lotes de veículos, dentre: MITSUBISHI/L200, FORD/FOCUS, TOYOTA/COROLLA, FIAT/PALIO WEEKEND, RENAULT/MASTER, GM/ASTRA, entre outros. Todos os bens são do acervo da Polícia Federal e poderão ser visitados, mediante agendamento prévio  com o escritório do Leiloeiro, pelos telefones 0800 – 2787431 e (61) 99993-7395, nos dias 5 e 6 (domingo e segunda feira) de dezembro de 2021, das 9h às 17h (horário oficial de Cuiabá/MT), na Superintendência de Polícia Federal em Cuiabá, Av. Historiador Rubens de Mendonça, nº 1.205, Bairro Baú, CEP: 78.008-902.

O Edital completo do leilão e as fotos dos lotes se encontram à disposição no site:  www.gov.br/pf/pt-br/assuntos/leiloes e www.danielgarcialeiloes.com.br; Outras informações poderão ser obtidas pelo e-mail: [email protected], [email protected] ou por meio dos telefones (65) 3927-9323,  0800 -2787431 e (61) 99993-7395.

Comunicação Social da Polícia Federal no Mato Grosso

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana