conecte-se conosco


Polícia Federal

PF investiga grupo responsável por fraudes envolvendo o programa federal PROJOVEM Urbano

Publicado

Palmas/TO – A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje (15/4) a Operação Krank, com o objetivo de desarticular grupo responsável por irregularidades na contratação de empresa para execução do programa federal denominado PROJOVEM URBANO, no Tocantins.

Aproximadamente 10 policiais federais cumprem um mandado de prisão preventiva, um mandado de busca e apreensão e uma medida cautelar diversa, expedidos pela 4ª Vara Federal de Palmas, no município de Paraíso/TO.

Os indícios apontam para o direcionamento na contratação de empresa pela extinta Secretaria de Juventude do Estado do Tocantins, além da contratação de funcionários fantasmas. No curso da investigação, restou constatado que um dos investigados estava coagindo testemunhas para ocultarem a verdade dos fatos.

Estima-se que o montante do prejuízo aos cofres públicos seja de mais de R$ 200 mil, conforme apontado pelo relatório da CGU.

Os investigados devem responder, na medida de suas participações, pelos crimes de fraude à licitação, dispensa indevida de licitação, peculato e coação de testemunha.

Leia Também:  PF combate fraude em licitações em empresa de saneamento de Goiás

 

 

 

 

*** KRANK é o nome do personagem principal do filme “Ladrão de Sonhos”.

 

Fonte: Polícia Federal
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia Federal

PF combate fraude na concessão de benefício assistencial

Publicado

Macapá/AP – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (23/7) a Operação Desvio, para combater fraude na concessão ao Benefício Assistencial de Prestação Continuada (BPC) da Lei orgânica da Assistência Social (LOAS), em Macapá/AP.

Estão sendo cumpridos um mandado de prisão preventiva, contra um ex-servidor (aposentado) do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e três mandados de busca e apreensão, sendo um na residência do ex-servidor investigado e outros em agências do INSS.

Também foi determinado judicialmente o sequestro de bens móveis e imóveis, até o valor do prejuízo causado pela prática criminosa, bloqueio de ativos financeiros, além de abster-se de adentrar à sede do INSS.

A investigação da Polícia Federal iniciou-se em outubro de 2018 a partir de denúncia da própria vítima e contou com o apoio técnico da Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT).

O investigado poderá responder, na medida da sua responsabilidade, pelos crimes de concussão, peculato, associação criminosa, entre outros que poderão ser identificados no decorrer das investigações. Se condenado, poderá cumprir pena de até 23 anos de reclusão.

Leia Também:  PF desarticula esquema de fraude tributária no Espírito Santo

Fonte: Polícia Federal
Continue lendo

Polícia Federal

PF deflagra a 2ª fase da Operação Trattoria

Publicado

Foz do Iguaçu/PR – A Polícia Federal, juntamente com a PM/PR e a Força Nacional, deflagrou nesta terça-feira (23/7) a segunda fase da Operação Trattoria, para apurar o envolvimento de investigados com o tráfico de drogas na fronteira sudoeste do Paraná. As investigações iniciaram há aproximadamente seis meses em conjunto com o Ministério Público da Comarca de Capanema/PR.

Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão, expedidos pela Vara Criminal de Capanema, na residência de um empresário do município de Planalto/PR, bem como em uma empresa de manutenção de veículos. O empresário, de 24 anos, foi preso em flagrante pela posse de um revólver calibre .38 e 33 projéteis do mesmo calibre. Foram apreendidos na diligência mais de R$ 11 mil em espécie, além de celulares.

A arma, o dinheiro, e as munições foram aprendidos e, juntamente com o preso, foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil daquela cidade para os procedimentos legais.

A primeira fase da Operação Tratoria foi deflagrada em 27/11/2018, com o objetivo de investigar uma série de crimes na região de fronteira, abrangendo os municípios de Capanema, Planalto e Pérola D’Oeste, no sudoeste paranaense. Desde o seu início, um total de quatro pessoas já foram presas nessa investigação e apreendidos tratores furtados/roubados, automóveis, armas de fogo e munições, além de documentos e dinheiro em espécie.

Leia Também:  PF combate fraude em licitações em empresa de saneamento de Goiás

 

Fonte: Polícia Federal
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana