conecte-se conosco


Polícia Federal

PF e Receita apreendem 13 quilos de “cocaína negra” em pacotes de maca peruana

Publicado

Brasília/DF. A Polícia Federal e a Receita Federal do Brasil apreenderam, nesta quinta-feira (12/5), aproximadamente 13 kg de cocaína negra com um passageiro no Aeroporto de Brasília. O homem, nacional do Peru, tentava viajar para Lisboa, em Portugal, quando foi preso em flagrante.

Em ação rotineira de fiscalização, policiais federais e servidores da Receita identificaram uma bagagem suspeita que continha diversos pacotes com substância orgânica. Após o proprietário abrir a mala, os policiais verificaram diversos pacotes alimentícios com rótulos de maca negra peruana. Os policiais realizaram testes e confirmaram a presença de cocaína nos produtos.

O homem foi preso e conduzido à Superintendência de Polícia Federal no Distrito Federal e poderá responder por tráfico internacional de drogas, com pena de até 25 anos de prisão.

Em 2019, um colombiano foi preso com cerca de quatro quilos de cocaína negra na estrutura de uma mala, 485 euros e 903 mil pesos colombianos no Aeroporto de Brasília (https://www.gov.br/pf/pt-br/assuntos/noticias/2019/01/pf-prende-colombiano-com-cocaina-preta-escondida-em-mala-no-aeroporto-de-brasilia).

Cocaína Preta

A mistura da pasta-base com outras resinas e substâncias que disfarçam o odor e aparência da droga resultam em uma droga de coloração mais escura também conhecida como cocaína preta.

Assessoria de Imprensa da Superintendência Regional da Polícia Federal no DF
Fone: (61) 2024-7557
E-mail: [email protected]

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia Federal

Polícia Federal e Polícia Militar combatem o tráfico de drogas em uma chácara no interior de São Paulo

Publicado

Piracicaba/SP – A Polícia Federal, com o apoio da Polícia Militar de São Paulo, prendeu na sexta-feira, 13/5, um indivíduo por tráfico de drogas.

Policiais federais, com o apoio da Polícia Militar de São Paulo, ao realizarem levantamento de informações sobre a existência de uma chácara no interior de São Paulo que estaria sendo utilizada como depósito de entorpecentes e entreposto para distribuição às cidades da região, localizaram o imóvel e encontraram cinco tijolos de substância que teria indícios de ser pasta base de cocaína.

Como a informação inicial era de que a droga estava enterrada na chácara, os policiais passaram a vistoriar o terreno. Então, localizaram um espaço com um buraco coberto por um tapume sobre um tambor de plástico.  No interior de tal tambor, foi encontrada uma máquina de contar dinheiro, petrechos para empacotamento de cédulas (elásticos e filme plástico), além de malotes bancários característicos do transporte de dinheiro.

Com a realização de uma busca mais detalhada em um veículo que estava saindo do local, os policiais descobriram um compartimento secreto no painel, passível de abertura por meio de código. No fundo desse compartimento os policiais localizaram, também, três pacotes de cédulas de reais que somaram a quantia de aproximadamente R$ 130 mil.

Na chácara também foi localizada e arrecadada uma câmera de vigilância que, direcionada da parede dos fundos, gravava a movimentação do ponto onde estava o tambor. Esse equipamento foi apreendido para encaminhamento ao setor pericial.

O indivíduo responsável foi preso em flagrante delito pelo crime de tráfico de entorpecentes, previsto no artigo 33 da Lei 11343/2006, com pena que varia de 5 a 15 anos de reclusão e multa. Após os trâmites de polícia judiciária, o flagranteado será encaminhado ao CDP de Piracicaba para permanecer à disposição do Juízo da Comarca de São Pedro/SP.

Os cinco tijolos de pasta base de cocaína, que atingiram um peso de aproximadamente 5,2 kg, foram submetidos à perícia e encaminhados a depósito da Polícia Federal na capital. O dinheiro foi depositado em conta vinculada ao inquérito policial.

Comunicação Social da Polícia Federal em Piracicaba/SP

Contato: (19) 3301 5203

Continue lendo

Polícia Federal

PF investiga crimes contra dignidade da criança e adolescente praticados através da internet

Publicado

MANAUS/AM. A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (13/05), a Operação Cyber Moon II, destinada à repressão a crimes contrários à dignidade da criança e adolescente praticados através da internet, com o compartilhamento de imagens pornográficas de abuso de menores.

Na ação, a PF cumpriu um mandado de busca e apreensão expedido pela 2ª Vara Federal Criminal da SJAM na cidade de Manaus. Segundo apurado, o investigado participava de grupos no aplicativo WhatsApp destinados ao compartilhamento e posse de imagens de pornografia de abuso de crianças e/ou adolescentes, conforme informação oriunda do Serviço de Repressão a Crimes de Ódio e Pornografia Infantil (SERCOPI/DRCC/CGPFAZ/DICOR/PF) em cooperação com a Interpol Roma.

O cumprimento do mandado de busca e apreensão visa a identificar o real usuário da linha telefônica utilizada na prática delituosa bem como angariar outros elementos indicativos de autoria e materialidade.

O investigado foi preso em flagrante pelo cometimento do crime de adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente, previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Se condenado, ele poderá cumprir pena de até 4 anos de reclusão.

O nome da operação é uma alusão à operação deflagrada pela polícia italiana denominada “LUNA PARK”.

Comunicação Social

Superintendência Regional da Polícia Federal no Amazonas

Instagram: @pfmazonas | Facebook: /pfamazonas

Youtube: /pfamazonas | Twitter: /pfamazonas

[email protected] | www.pf.gov.br

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana