conecte-se conosco


Polícia Federal

PF desarticula quadrilha de exploração ilegal de madeiras em Rondônia

Publicado

Porto Velho/RO – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (25/10), em parceria com Ministério Publico Federal, a denominada Operação Pudim, com o objetivo de desarticular uma quadrilha responsável pela exploração ilegal de madeiras na região da Ponta do Abunã (distritos de Extrema, Abunã e Nova Califórnia), no município de Porto Velho/RO, com a participação de servidores públicos federais e estaduais que recebiam propina para viabilizar a atividade ilegal.

Cerca de 60 policiais federais cumprem 15 mandados de busca e apreensão nas cidades de Porto Velho/RO (Distritos de Extrema e Vista Alegre do Abunã) e Candeias do Jamari/RO. Um mandado de prisão preventiva já havia sido cumprido em 23/10/19. Todas as ordens judiciais foram expedidas pela 5ª Vara da Justiça Federal de Porto Velho/RO.

O trabalho de investigação teve início com a apreensão de R$ 4 mil escondidos nos pertences de servidores do Ibama que realizaram fiscalização na região, em agosto de 2016, e telefones celulares, o que possibilitou identificar a existência de grupos de aplicativos de mensagens criados na região para alertar a realização de fiscalização de órgãos ambientais, bem como para arrecadar e  efetuar o pagamento de propina a diversos servidores, a fim de possibilitar a continuidade do esquema fraudulento de exploração ilegal de madeira na região.

Identificou-se a existência de dois grupos utilizados para viabilizar uma rede de proteção a madeireiros criminosos da região, com a arrecadação mensal de recursos que era repassado ao ex-chefe do escritório da SEDAM em Extrema, além da contribuição eventual, de acordo com a existência ou não de operação de fiscalização na área, o qual seria rateado entre servidores dos órgãos de fiscalização que participavam do esquema criminoso.

Os indiciados responderão, na medida de sua participação, pelos crimes de associação criminosa (artigo 2º, caput e §§ da Lei nº 12.850/2013), corrupção ativa e passiva (artigos 333 e 317 do Código Penal) e crimes ambientais (artigos 46, 50-A, 68 e 69 da lei 9605/98).

O termo PUDIM é alusão ao nome utilizado pelos criminosos do valor arrecadado ilegalmente para pagamento de propina aos servidores públicos.

 

Contato (69) 3216-6242

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia Federal

PF e forças de segurança realizam apreensão de caminhão com carregamento ilícito de cigarros paraguaios

Publicado


.

Guaíra/PR – Na madrugada de quinta feira, dia 09/07, mais uma grande apreensão foi realizada por equipes que participam da OPERAÇÃO HÓRUS, integrada pela POLÍCIA FEDERAL, COBRA/BPFRON e COE/BOPE da PMPR, TIGRE/PCPR, BOPE/PMMS, FORÇA NACIONAL e pelo EXÉRCITO BRASILEIRO, com apoio da SEOPI – Secretaria de Operações Integradas/MJSP.

 Durante patrulhamento de rotina na zona rural de Guaíra/PR, policiais desta integração visualizaram movimentação suspeita em propriedade rural da região e resolveram realizar aproximação para fiscalização.

 Na tentativa de abordagem, os policiais realizaram acompanhamento tático de um caminhão, mas os criminosos empreenderam fuga em meio à plantação de milho, não sendo localizados. Foram apreendidos um caminhão Mercedes Benz 1113 * e aproximadamente *500 caixas de cigarros contrabandeados do Paraguai.

Os materiais apreendidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Federal de Guaíra para os procedimentos de praxe.

 

 

Comunicação Social PF/Guaíra/PR

Disque denúncia: (44) 3642-9131

 

Comunicação Social BPFRON/PMPR

Disque denúncia: (41) 9106-6815

Continue lendo

Polícia Federal

Operação Medida por Medida investiga grupo criminoso que atuava no Instituto de Pesos e Medidas do Amapá

Publicado


.

Macapá/AP – A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (9/7), a Operação Medida por Medida*, para desarticular organização criminosa que atuava na ocultação e/ou supressão de processos destinados à aplicação de penalidades pelo Instituto de Pesos e Medidas do Estado do Amapá (IPEM/AP), no Amapá.

Estão sendo cumpridos seis mandados de busca e apreensão, em residências e escritório de advocacia em Macapá/AP. Durante as buscas, dois homens foram presos em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e munições e conduzidos à Superintendência da Polícia Federal para lavratura da prisão em flagrante. As armas e munições foram apreendidas.

As investigações iniciadas através de denúncia  apontaram para o desaparecimento, ocorrido no ano de 2015, de processos de multas aplicadas por descumprimento de normais legais à empresa comercial varejista de combustíveis automotivos. Apurou-se que os investigados, de forma deliberada, negociavam os processos suprimidos, tendo cada participante da organização papel fundamental no esquema criminoso. No total, desapareceram 22 processos de multas aplicadas pelo IPEM/AP à empresa investigada, cuja soma dos valores das penalidades ultrapassa R$ 500 mil.

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de organização criminosa e contra a fé pública. Se condenados, poderão cumprir pena de até 14 anos de reclusão.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá

[email protected]

 www.pf.gov.br

(96) 3213-7500

*Medida por Medida é o nome de uma peça escrita por Shakespeare que faz referência aos que deveriam cuidar da coisa pública, mas não o fazem por motivações pessoais.

 

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana