conecte-se conosco


Polícia Federal

PF desarticula organização criminosa que atuava no norte do Tocantins

Publicado

Araguaína/TO – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (31/10) a Operação Apocalipse 5º Selo, visando desarticular facção criminosa responsável por crimes como extorsão mediante sequestro, roubo, homicídio e tráfico de drogas. A operação é resultado de um trabalho conjunto com a Polícia Civil do Estado do Tocantins no compromisso de combater de forma efetiva a atuação de facções criminosas na cidade de Araguaína/TO.

Aproximadamente 80 policiais federais e civis cumprem 19 mandados de busca e apreensão e 28 mandados de prisão preventiva na cidade de Araguaína/TO e Nova Olinda/TO, expedidos pela 2ª Vara Criminal da Justiça Estadual de Araguaína/TO.

A ação de hoje também contou com o apoio da Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal, que intensificaram o policiamento ostensivo, realizando abordagens de suspeitos no intuito de garantir a ordem pública na cidade de Araguaína/TO.

O nome da operação, Apocalipse 5º Selo, faz alusão a passagem bíblica que narra o quinto ato apocalíptico “o lamento dos mártires”.

* Será realizada entrevista coletiva, às 10h, na Delegacia de Polícia Federal de Araguaína/TO.

 

E-mail: [email protected]

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

PF combate o contrabando na fronteira com a Argentina

Publicado


.

Dionísio Cerqueira/SC – A Polícia Federal deflagrou hoje (14/7), com apoio da Força Nacional de Segurança e da Polícia Rodoviária Federal, duas ações de combate ao contrabando e descaminho de produtos estrangeiros na fronteira com a Argentina.

Na primeira ação, foi dado cumprimento a 2 mandados de prisão preventiva e a 9 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Juízo Federal de  Chapecó/SC, além de medida de sequestro de automóveis, contra integrantes de um grupo criminoso que atua na fronteira praticando o contrabando de camarão e o descaminho de vinhos argentinos, dentre outros produtos. Um dos locais de busca é uma oficina mecânica que é utilizada pelo grupo para a manutenção dos veículos utilizados na prática criminosa.

Na segunda ação, estão sendo cumpridos 4  mandados de busca e apreensão e 1 de sequestro de automóvel expedidos pelo Juízo da 3ª Vara Federal em Foz do Iguaçu/PR, na continuidade de investigação iniciada em 31/01/2020, quando policiais militares de Barracão/PR e Dionísio Cerqueira/SC localizaram um depósito de camarão congelado e vinhos argentinos na área urbana de Barracão/PR, tendo sido obtidos fortes indícios de que três dos envolvidos naquele evento,  que haviam empreendido fuga, fazem parte do grupo criminoso acima referido.

Os mandados judiciais estão sendo cumpridos em endereços localizados nos municípios de Dionísio Cerqueira/SC, Guarujá do Sul/SC e Barracão/PR.

De acordo com o que foi apurado nas investigações, eram utilizados veículos locados com fraude e não restituídos, tendo também sido constatada a utilização de carros furtados/roubados ou que possuíam restrições decretadas judicialmente. Em muitos desses veículos foi constatada a utilização de placas falsas e a instalação de rádios transceptores, utilizados tanto para acompanhar as comunicações das forças policiais como para comunicação entre os integrantes do grupo durante as empreitadas criminosas, nas quais costumavam ser utilizados “batedores”.

No período abrangido pela investigação, em diversas ocorrências atendidas pelas forças policiais, foram apreendidos, com apoio da Receita Federal, 19 veículos, 850 caixas de vinho e grandes quantidades de camarão, desodorantes, cigarros e “papel seda”.

Os integrantes da organização criminosa são investigados pelos crimes dos arts. 334 (descaminho), 334-A (contrabando), 180 (receptação), 304 (uso de documento falso) e 288 (associação criminosa) do Código Penal, bem como do art. 70 da Lei nº 4.117/62 (crime de telecomunicações).

Delegacia de Polícia Federal em Dionísio Cerqueira/SC

(49) 3644-6300

 

Continue lendo

Polícia Federal

PF apura irregularidades em prestação de contas eleitorais em Macapá/AP

Publicado


.

Macapá/AP – A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (14/7), a Operação Calote*, para apurar denúncia de irrealidades em prestações de contas de candidato nas eleições de 2012 na cidade de Macapá/AP.

Cerca de 20 policiais federais cumprem mandado de busca e apreensão em quatro diferentes endereços, entre residências, empresa e escritório de advocacia, expedido pela Justiça Eleitoral do Amapá.

Segundo as investigações, durante as eleições de 2012, um candidato contratou empresa prestadora de serviços de produção de programas de rádio, televisão ou vídeo, no entanto através denúncia, apurou-se que o valor contratado não foi integralmente pago pelo comitê financeiro do partido político do candidato investigado.

Os investigados poderão responder, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de falsidade ideológica e corrupção eleitoral. Se condenados, poderão cumprir pena de até nove anos de reclusão.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá

 [email protected]

www.pf.gov.br

(96) 3213-7500

 

*Calote se deve ao fato de que um serviço teria sido contratado, executado, mas o pagamento não teria ocorrido nos termos do contrato.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana