conecte-se conosco


Polícia Federal

PF deflagra segunda fase da Operação Rota BR 090

Publicado

Belo Horizonte – A Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira (16/3) a 2ª Fase da Operação Rota BR 090, denominada Cabra Cega. O objetivo é acabar com os desvios de recursos públicos, causados pela falta de supervisão aos contratos de obras de manutenção das rodovias federais no Estado de Minas Gerais. Os trabalhos são realizados em parceria com a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Ministério Público Federal (MPF).

A ação de hoje conta com a participação de 40 policiais federais e 2 auditores da CGU, para o cumprimento de seis mandados de busca e apreensão e de um mandado de prisão temporária, nos municípios de Belo Horizonte/MG, Oliveira/MG e Brasília/DF.

Durante as investigações realizadas na Operação Rota BR 090, a Polícia Federal e a CGU apuraram indícios de omissão de fiscalização, superfaturamento e desvio de funcionários para atenderem interesses particulares do Chefe da Unidade Local do DNIT, em Oliveira/MG.

Desde 2013, o DNIT celebrou contratos com a empresa envolvida no total de R$ 264 milhões. Estima-se que a mesma é responsável pela supervisão de contratos que totalizam R$ 3.313 bilhões.

Os investigados poderão responder por corrupção ativa, corrupção passiva, peculato e organização criminosa, além das sanções previstas nas leis nº 8.666/93 e 12.846/13. As penas cominadas pelas práticas delituosas podem chegar a 40 anos de prisão.

Foi aberto, pela Polícia Federal, um canal de denúncias por meio do e-mail [email protected].

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

Polícia Federal prende em flagrante taxista envolvido em transporte de imigrantes ilegais

Publicado


Pacaraima/RR – A Polícia Federal prendeu em flagrante, hoje (30), na BR 174, um taxista no momento em que embarcava três imigrantes ilegais em seu veículo com a intenção de levá-los até Boa Vista.
 
Os policiais federais responsáveis pela prisão fizeram uma investigação prévia sobre as rotas irregulares usadas por imigrantes ilegais para entrarem no Brasil e fugirem dos controles do Exército Brasileiro e da PF, na saída do município de Pacaraima.
 
Conforme apurado pelos policiais, alguns taxistas do município de Pacaraima estariam ajudando imigrantes irregulares a entrarem no território brasileiro e se deslocarem até a cidade de Boa Vista. Além dos taxistas, há também venezuelanos que auxiliam os imigrantes a cruzarem a fronteira por meio de trilhas clandestinas e depois os conduzem até os motoristas de táxi, para que eles sigam viagem.
 
Também foi descoberto que os taxistas que aceitam transportar imigrantes em situação irregular cobram uma valor muito mais caro do que a passagem normal. A realização de tal prática, com o objetivo de lucro, caracteriza o crime de promoção da migração ilegal. A conduta está prevista no Código Penal Brasileiro que descreve, em seu Art. 232-A: “Promover, por qualquer meio, com o fim de obter vantagem econômica, a entrada ilegal de estrangeiro em território nacional”.

 

Comunicação Social da PF

Continue lendo

Polícia Federal

Polícia Federal deflagra operação para coibir o contrabando de pessoas

Publicado


Brasília/DF – A Polícia Federal deflagrou, nesta segunda-feira (30), a Operação “O Sonho Americano” que investiga a promoção da migração ilegal, crime também conhecido como contrabando de pessoas.

Até o momento foi possível identificar a ação de pessoas, conhecidas como coiotes, responsáveis por promover a entrada ilegal de mais de 500 brasileiros nos Estados Unidos, através da fronteira com o México.

Pelo esquema investigado, brasileiros interessados em ingressar ilegalmente nos EUA pagavam os coiotes para que realizassem todas as providências de logística, desde o território brasileiro até o destino final.

Foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão nos estados de Rondônia e Mato Grosso, expedidos pela Justiça Federal de Cáceres/MT.

Na ação foram apreendidos celulares, computadores e diversos documentos de interesse da investigação.

A ação reafirma a importância das medidas de cooperação policial internacional, cabendo à Polícia Federal a representação do Brasil nos organismos policiais internacionais.

 

Comunicação Social da PF

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana