conecte-se conosco


Polícia Federal

PF deflagra Operação Estabilidade para investigar grupo que teria feito ameaças a integrantes de instituições do Poder Público

Publicado


Brasília/DF – A Polícia Federal deflagrou, nesta sexta-feira (27/11), a Operação Estabilidade, com o escopo de investigar um grupo que fazia propaganda, em redes sociais, de processos ilegais para alteração da ordem política ou social. Apura-se que o grupo incitava à animosidade entre as Forças Armadas e as instituições civis, em especial, o Supremo Tribunal Federal. A PF cumpre três mandados de busca e apreensão em Brasília/DF, Uberlândia/MG e Taboão da Serra/SP.

 A investigação teve início após a publicação de vídeo realizado na frente do prédio do STF, por dois dos investigados, em redes sociais, nas quais solicitavam intervenção militar e afastamento e prisão de nove ministros do STF. Com o aprofundamento das análises, foi possível constatar a participação deles em diversos atos do tipo, inclusive com a arrecadação de fundos para financiar o movimento.

O processo tramita na 15a Vara Federal do DF, e os envolvidos podem responder pelos crimes previstos nos artigos 22, I e IV, §2º, “a”, e 23, II, da Lei 7.170/1983 (Lei de Segurança Nacional).

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Distrito Federal

Contato:  (61) 2024-7557
E-mail: [email protected]

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

PF combate lavagem de dinheiro no Distrito Federal e em Goiás

Publicado


Brasília/DF – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (22/1) a Operação Gravame, com o objetivo de coletar provas acerca de possível crime de lavagem de dinheiro cometido por servidor público e por terceiros a ele associados, tendo por base eventuais crimes antecedentes de corrupção passiva, sonegação fiscal ou outros crimes contra a Administração Pública.

Policiais federais cumprem quatro mandados de busca e apreensão, além do bloqueio de contas-bancárias, veículos e imóveis dos investigados em Brasília/DF e na Cidade Ocidental/GO, expedidos pela 12 ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal. A Justiça Federal também determinou o afastamento preventivo do servidor público suspeito de suas funções pelo prazo inicial de 30 dias.

As investigações criminais foram iniciadas no ano de 2020, a partir de apurações provenientes da Controladoria Geral da União – CGU e da Subsecretaria de Conformidade e Integridade – SCI do Ministério da Infraestrutura, e demonstram que o servidor suspeito apresentou crescimento patrimonial incompatível com sua renda, bem como a realização de gastos incompatíveis com sua remuneração.

Os dados e informações já obtidos também apontam para a possível utilização de parentes na lavagem de ativos, bem como a construção de uma casa de luxo e aquisição de veículos com os valores não declarados.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal no DF

Contato: (61) 2024-7557

[email protected]

Continue lendo

Polícia Federal

PF incinera 375 kg de substâncias entorpecentes no Rio Grande do Norte

Publicado


Natal/RN – A Polícia Federal, com a devida autorização da Justiça, incinerou na quinta-feira, 21/1, no alto-forno de uma usina na Zona Rural de Arês, Região Metropolitana de Natal, aproximadamente 375 kg de substâncias entorpecentes, sendo 136,6 kg de maconha e 238,4 kg de cocaína, além de malas e outros petrechos utilizados para acondicionar as drogas.

O montante destruído é parte das apreensões realizadas nos anos de 2015 e 2020, nos municípios de São Gonçalo do Amarante, Macaíba e Natal.

O trabalho de incineração foi acompanhado pelo promotor de Justiça e fiscais da Vigilância Sanitária.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte

Fone: (84) 3204.5588

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana