conecte-se conosco


Polícia Federal

PF deflagra operação de combate à pornografia infantil no Espírito Santo

Publicado

Vila Velha/ES – A Polícia Federal cumpriu hoje (19/6) um mandado de busca e apreensão, na residência do investigado no município de Vitória/ES. A ação resultou na prisão em flagrante do investigado, pelo fato de terem sido encontrados arquivos contendo exploração sexual de crianças em equipamentos de mídia que estavam em sua posse.

 

A investigação é decorrente da Operação Salvaguarda II realizada no dia 30/10/2018. A deflagração de hoje contou com a participação de cinco policiais federais.

 

 ENTENDA O CASO

Em face de rastreamento da rede mundial de computadores promovido por Policiais Federais, e através de requisição dos dados cadastrais dos IPs (endereços de acesso ao site), foi detectado usuário compartilhando arquivos com conteúdo dessa natureza.

 

DA OPERAÇÃO SALVAGUARDA II

A Operação SALVAGUARDA teve por objetivo o combate à difusão de arquivos contendo exploração sexual de crianças através da internet e foi deflagrada no dia 30/10/18. Nela, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão, nas residências dos investigados nos Municípios de Vila Velha, Serra e Santa Maria de Jetibá, todos no Estado do Espírito Santo, que resultaram na prisão em flagrante de um investigado.

Leia Também:  Operação Camaleão investiga esquema de sonegação de impostos em Alagoas

 

 CRIMES INVESTIGADOS

O investigado responderá pelo crime de compartilhamento de arquivos contendo pornografia infantil, art.241-A da Lei 8.069/90, em que a pena varia entre 2 a 6 anos de reclusão e poderá ainda responder pelo crime de posse de arquivos, no caso de flagrante quando do cumprimento da busca, art.241-B, cujas penas variam de 1 a4 anos de reclusão.

 

 

 

Fonte: Polícia Federal
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia Federal

Força-tarefa encontra venezuelanos em trabalho irregular na Bahia

Publicado

Salvador/BA- A Polícia Federal, em ação conjunta com a Força-tarefa da Comissão de Erradicação do Trabalho Escravo na Bahia (COETRAE-BA), realizou uma operação de investigação de trabalho análogo ao de escravo na região de Santo Antônio de Jesus e identificou sete trabalhadores contratados de forma irregular. A fiscalização foi feita a partir de uma denúncia e ocorreu na última segunda-feira (11). 

Participaram da operação órgãos que compõem a COETRAE-BA, entre eles, a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDJDS), a Superintendência Regional do Trabalho (SRT-BA), o Ministério Público do Trabalho (MPT-BA), a Polícia Federal (PF) e a Defensoria Pública da União (DPU).

A situação encontrada no local não foi de trabalho análogo ao de escravo, como denunciado. No entanto, os trabalhadores encontrados, dentre os quais havia dois venezuelanos, estavam sem registros em carteira de trabalho e, consequentemente, sem recolhimento de INSS e FGTS.

A Força-tarefa inspecionou as condições de trabalho no canteiro de obra de uma empresa de construção civil e no galpão de armazenamento dos equipamentos de trabalho, este último utilizado como alojamento por um dos trabalhadores venezuelanos.

Leia Também:  PF prende casal por tráfico de drogas

Durante a fiscalização, foi identificada a ausência de equipamento de proteção individual (fardamento, proteção solar ou touca árabe), além da falta de banheiro para o uso dos trabalhadores.

De acordo com o proprietário da empresa, as obras começaram há cerca de três meses, mesmo tempo de chegada dos venezuelanos ao Brasil.

Foi firmado TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) com o empregador, no qual houve reconhecimento da necessidade de cumprimento de obrigações trabalhistas, como a contratação legal retroativa dos trabalhadores, pagamento de verbas rescisórias para os demitidos, cumprimento do aviso prévio, além do pagamento das multas dos autos de infração lavrados.

 

Comunicação Social da Polícia Federal na Bahia
[email protected]gov.br
Contato: (71) 3319-6003 / 98732-0787

Fonte: Polícia Federal
Continue lendo

Polícia Federal

PF prende condenado por tráfico internacional de drogas

Publicado

Campinas/SP – A Polícia Federal prendeu nesta quinta-feira (14/11), em Paulínia/SP, um foragido condenado em dois estados por trafico internacional de drogas.

Contra ele havia três mandados de prisão:

1 – mandado de recaptura de MS, para pena de 9 anos e 4 meses em regime fechado;

2 – mandado de MG, para pena de 6 anos de prisão;

3 – mandado de prisão preventiva de MG, também por trafico de drogas.

O preso usava documento falso em nome de terceiro, expedido por Minas Gerais.

Conduzido à Delegacia de Polícia Federal em Campinas, será levado ao sistema penitenciário, onde permanecerá à disposição da Justiça.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Campinas

Contato: (19) 3345-2260

Fonte: Polícia Federal
Leia Também:  Operação Placebo investiga grupo que comercializa ilegalmente produto destinado a fim terapêutico
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana