conecte-se conosco


Policia Federal

PF deflagra Operação Contorno Norte para combater contrabando de cigarros

Publicado

Maringá/PR – A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (11/6) a Operação Contorno Norte, para prender  líderes de organização criminosa especializada no contrabando de cigarros de origem paraguaia.

Cerca de 80 policiais federais cumprem 20 mandados de prisão preventiva e 17 mandados de busca e apreensão, nas cidades de Nova Esperança/PR, Guaíra/PR, Umuarama/PR, Alto Paraíso/PR e Mundo Novo/MS. Além disso, foram deferidos judicialmente o bloqueio de contas bancárias, o sequestro de bens imóveis e a apreensão de veículos vinculados aos investigados.

As investigações tiveram início em maio de 2016, após uma carreta carregada com cigarros contrabandeados colidir com um veículo onde estavam um casal e uma criança no Contorno Norte de Maringá/PR, levando à morte a mulher.

As apurações permitiram identificar uma organização criminosa responsável pelo transporte da carga contrabandeada. Foi constatado que os cigarros eram introduzidos em território nacional a partir de Salto Del Guairá, no Paraguai, utilizando uma rede de funcionários, olheiros, barqueiros, carregadores e motoristas.

Durante os três anos de apuração, a Polícia Federal prendeu 204 membros da organização criminosa, realizou 130 flagrantes de contrabando, além da apreensão de 156 caminhões e outros 60 veículos utilizados nos crimes. Também foram apreendidas cerca de 105 mil caixas de cigarros, o equivalente a 52 milhões de maços. As mercadorias foram avaliadas em R$ 250 milhões pela Receita Federal, gerando aproximadamente R$ 360 milhões em tributos e multas.

Leia Também:  PF e CGU combatem corrupção em Três Lagoas/MS

Verificou-se ainda que grande parte das carretas utilizadas nos transportes ilícitos eram oriundas de furtos e/ou roubos, com posterior clonagem das placas. O grupo chegou a utilizar 6.700 linhas telefônicas cadastradas em nome de terceiros para a prática do crime.

Os presos responderão, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de organização criminosa, contrabando, receptação qualificada, adulteração de sinal identificador de veículo automotor, falsidade ideológica e corrupção ativa, bem como pelo homicídio culposo, lesão corporal culposa, abandono do local do acidente e favorecimento pessoal, quanto ao acidente que iniciou os trabalhos.

Será concedida entrevista coletiva, às 10 horas, na Delegacia de Polícia Federal em Maringá/PR.

 

 

 

Fonte: Polícia Federal
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policia Federal

PF investiga estelionato contra a Caixa Econômica Federal

Publicado

Curitiba/PR – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (14/06) a Operação Broadway para investigar o crime de estelionato contra a Caixa Econômica Federal. A ação tem como alvos pessoas suspeitas de produzirem documentos falsos para a abertura de contas fantasmas na instituição bancária.

 Policiais federais cumpriram mandados de busca e apreensão nas cidades de Curitiba/PR e Ponta Grossa/PR.

De acordo com as investigações, as contas criadas pelos suspeitos eram utilizadas para fazer empréstimos fraudulentos junto à Caixa e outros bancos. Foi apurado prejuízo superior a R$ 1 milhão com as fraudes.

Durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão, foram apreendidos documentos, celulares e mídias. Em um dos celulares foram localizadas imagens de documentos de centenas de pessoas.

Os envolvidos irão responder pelo crime de estelionato, cuja pena é de um a cinco anos de prisão.

 

***O nome da Operação faz referência ao apelido de um dos investigados, que é conhecido como “Drama”.

[email protected]       

Fonte: Polícia Federal
Leia Também:  PF prende membro de facção criminosa que participou de assalto a agência dos Correios no MA
Continue lendo

Policia Federal

PF combate o desvio de verbas públicas destinadas a obras em município paraibano

Publicado

Campina Grande/PB – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta- feira (14/6) a Operação Cerco, com objetivo de combater possível crime de desvio de verbas públicas destinadas a obras no município de Alcantil/PB.

Aproximadamente 22 policiais federais cumprem seis mandados de busca e apreensão, nas residências dos investigados (município de Alcantil e zona rural). As ordens judiciais foram expedidas pela 4ª Vara Federal Subseção Judicial de Campina Grande/PB.

A operação teve como base investigação instaurada para apurar a possível ocorrência de desvio de verbas públicas por uma associação criminosa formada por empresas de fachadas e servidores públicos do município de Alcantil, durante os anos de 2012 a 2016.

Segundo restou apurado, empresas de fachada eram utilizadas para fraudar licitações de obras públicas e os recursos, que deveriam ser empregados, eram desviados e repartidos entre servidores públicos, empresários e ex-dententor de mandato político sendo as obras executadas com pessoal e maquinário público.

As condutas apuradas na investigação podem, em tese, configurar os crimes previstos no art. 90 da Lei 8.666/93, art. 1º, incisos I e II do Decreto-lei 201/61, art. 1º da Lei 9.613/98 e art. 288 do Código Penal.

Leia Também:  PF combate fraudes na concessão de operações de crédito rural

 

Fonte: Polícia Federal
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana