conecte-se conosco


Nacional

PF confirma ter encontrado corpos no AM e cita terceiro suspeito

Publicado

source
O Indigenista Bruno Araújo e o jornalista Dom Phillips
Reprodução – 06/06/2022

O Indigenista Bruno Araújo e o jornalista Dom Phillips

Em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (15), Eduardo Alexandre Fontes, superintendente da Polícia Federal, afirmou que equipes encontraram “remanescentes humanos” no local em que Bruno Pereira e Dom Phillips foram deixados após assassinato na Amazônia. Perícia ainda deve confirmar se material encontrado é de ativistas ambientais.

Fontes afirmou que foi necessário uma força-tarefa para chegar até o local. Os ativistas ambientais foram deixados cerca de 3,1 km mata a dentro, o que dificultou o trabalho das equipes. 

“A distância percorrida durante as buscas foram de 26,4 km. Não foi um lugar nada fácil. A distância fluvial equivale a 70km no Rio. Ficamos muito contentes de contar com todas as agências nesta operação”, disse.

O superintendente ainda afirmou que Amarildo da Costa de Oliveira, que  confessou ter cometido o assassinato ao lado de Oseney da Costa Oliveira, se voluntariou para direcionar as equipes de buscas até o local do crime.

“Ontem, Amarildo, conhecido como Pelado confessou o crime voluntariamente. Em Atalaia do Norte foi realizada a reconstituição do crime. No local, ele afirma que afundou as embarcações […] 3,1km mata a dentro, lugar de difícil acesso. No local ainda estão sendo realizadas escavações e foram encontrados realmente remanescentes humanos lá”, explicou Fontes.

Com a região identificada, Fontes disse que a investigação entra em nova etapa. Equipes continuarão em busca de mais evidências no local e motivações do crime também serão investigadas.

“A partir de agora é a investigação desses remanescentes, estamos coletando esses remanescentes com muita dignidade. Eles serão encaminhados amanhã para Brasília para identificação […] Nós ainda estamos na parte investigativa, realizando diligências. As forças estão trabalhando de forma ininterrupta neste caso”, afirmou. 

Fontes também citou um terceiro suspeito e disse que novas prisões poderão acontecer em qualquer momento: “A gente tem duas pessoas presas atualmente, apesar de um ter negado a prática delituosa, nós temos provas em seu desfavor e nós temos indícios da prática por outra pessoa que estamos investigando”. 

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nacional

Buscas por Rodrigo Garcia disparam após participação no Roda Viva

Publicado

Buscas por Rodrigo Garcia disparam após participação no Roda Viva
Reprodução 04/04/2022

Buscas por Rodrigo Garcia disparam após participação no Roda Viva

A equipe de Rodrigo Garcia celebrou a explosão das buscas pelo nome de Rodrigo Garcia no Google durante a participação do governador paulista no programa Roda Viva, exibido pela TV Cultura na noite da última segunda (4), às 22h.

De acordo com o Google Trends, ferramenta proprietária do Google que indica as buscas na plataforma, o interesse cresceu repentinamente no horário de exibição, saltando de 12 para 85 pontos às 22h e atingindo o máximo do indicador, 100 pontos, às 23h. O crescimento aproximado foi de mais de 733%.

Entre as pesquisas relacionadas à busca por Rodrigo, “roda viva hoje” teve crescimento de mais de 1.650%, enquanto “roda viva” cresceu 950%.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Continue lendo

Nacional

TCU abre apuração contra PEC que cria benefícios em ano eleitoral

Publicado

Prédio do TCU
Leopoldo Silva/ Agência Senado

Prédio do TCU

O Tribunal de Contas da União (TCU) abriu uma investigação sobre a proposta de emenda à Constituição (PEC) que cria benefícios sociais às vésperas das eleições. A medida foi chamada de PEC Kamikaze, já que colocaria em risco as contas públicas do país.

O pedido foi protocolado pelo Ministério Público junto ao TCU. O procurador Lucas Furtado afirma que a PEC tem potencial de comprometer o “equilíbrio fiscal e desrespeitar princípios elementares do direito financeiro e da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) em possível retrocesso para o país”. O relator do processo é o ministro Aroldo Cedraz.

A ampliação do piso do Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600 e a criação de um auxílio de R$ 1 mil para caminhoneiros autônomos são algumas das medidas que constam na PEC.

Segundo a legislação, não se pode criar benefícios em ano eleitoral. A proposta cria uma exceção à regra e justifica que o país entrou em estado de emergência por conta da guerra entre a Rússia e Ucrânia e a disparada do preço dos combustíveis.

A PEC Kamikaze foi aprovada no Senado na última quinta-feira (30/6).

Veja os principais pontos da PEC Kamikaze:

  • Aumenta em R$ 200 o valor do Auxílio Brasil, de R$ 400 para R$ 600, ao custo estimado de R$ 26 bilhões;
  • Zera a fila do Auxílio Brasil. Atualmente, mais de 1,6 milhão de pessoas aguardam pela inclusão no pagamento do benefício;
  • Aumenta o vale-gás para o equivalente a um botijão por bimestre. Esta medida está orçada em R$ 1,5 bilhão;
  • Cria um benefício de R$ 1 mil aos transportadores autônomos de carga. A medida, que custará R$ 5,4 bilhões, contempla apenas os caminhoneiros com Registro Nacional do Transportador Rodoviário de Carga (RNTRC);
  • Cria um benefício a ser pago para motoristas de taxi, ao custo fixado de R$ 2 bilhões;
  • Compensa, ao custo de R$ 2 bilhões, estados que atenderem à gratuidade de idosos no transporte coletivo urbano.
  • Os R$ 3,35 bilhões restantes servirão para assegurar o atual regime especial e a diferenciação tributária do etanol, em comparação com a gasolina.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana