conecte-se conosco


Polícia Federal

PF combate fraudes ao Auxílio Emergencial

Publicado

Cuiabá/MT. A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (22/07) a Operação “Escamoteio”, visando a combater fraudes praticadas contra o Auxílio Emergencial, cujo pagamento foi efetuado pela Caixa Econômica Federal (CEF).

Trata-se da primeira Operação Policial deflagrada após a inauguração da Unidade Especial de Investigação de Crimes Cibernéticos (UEICC), criada pela Polícia Federal para o combate delitos que se utilizam de tecnologia complexa. O trabalho ainda contou com parceria da CEF na obtenção de elementos para comprovação das fraudes.

Foram cumpridos, em Mato Grosso e em outros 5 estados, 4 mandados de prisão, 18 mandados de busca e apreensão, sequestro de bens e ainda 2 mandados de suspensão do exercício da função pública. Todos expedidos pela 5ª Vara Federal da Seção Judiciária do Mato Grosso.

Dos mandados de prisão, três já foram efetivados: Cuiabá, Várzea Grande e Açailândia. O quarto procurado não foi localizado até o momento. Em Várzea Grande, durante cumprimento de mandado, um homem foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

A investigação

Segundo apurado, o grupo alterava as informações dos clientes junto ao aplicativo “CAIXA TEM” e, posteriormente, transferia os valores para contas de membros da Organização Criminosa (ORCRIM), efetuando pagamento de boletos ou ainda realizando saques em terminais de autoatendimento do banco.

A operação visa desarticular ORCRIM, que tem entre seus integrantes empregados e terceirizados da própria CEF. A Polícia Federal ainda destaca que, além da desarticulação do grupo criminoso, a operação impende desvio de recursos que devem ser destinados a quem tem direito a recebê-los.

Até o momento, foi constatado um prejuízo de mais de R$ 1.7 milhão, decorrente das fraudes ao Auxílio, somente entre os meses de janeiro e junho deste ano.

*Escamoteio está relacionado à atuação dos criminosos que se dedicam a furtar valores das contas vítimas e, visando a encobrir a ação delituosa, movimentam o produto dos crimes em contas de laranjas.

Há uma Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE) para o combate aos crimes contra o Auxílio Emergencial composta também pelo Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União.

Comunicação Social da Polícia Federal em Mato Grosso

[email protected]

Fonte: Polícia Federal

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Polícia Federal

PF cumpre mandado de prisão no Rio de Janeiro

Publicado

Rio de Janeiro/RJ – Neste domingo (14/8), a Polícia Federal cumpriu um mandado de prisão, expedido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, em desfavor de um homem acusado de praticar o crime de roubo – art 157 do CP.

Policiais federais fizeram diligências no estádio do Maracanã, na zona norte do Rio, e conseguiram efetuar a prisão do foragido.

O homem, que fazia parte da segurança do estádio, foi preso ao chegar para trabalhar.

O preso foi encaminhado ao sistema prisional do estado, onde permanecerá à disposição da justiça. A pena para o crime de roubo, presente no artigo 157 do Código Penal, varia de 4 a 10 anos de reclusão.

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

[email protected] | www.gov.br/pf

(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407

Fonte: Polícia Federal

Continue lendo

Polícia Federal

PF prende mulher com mais de 3kg de cocaína no Aeroporto de Foz do Iguaçu

Publicado

Foz do Iguaçu/PR. Na manhã deste sábado, 13/8, a Polícia Federal prendeu em flagrante uma paraguaia de 28 anos que transportava 3,320kg de cocaína. A prisão ocorreu no Aeroporto Internacional das Cataratas, em Foz do Iguaçu.

A estrangeira, uma paraguaia, pretendia embarcar para a Espanha em voo com escala em Paris, na França. Os policiais federais, após fiscalização de rotina, identificaram a droga oculta no interior do forro da mochila despachada por ela.

A mulher foi encaminhada à Delegacia Regional da Polícia Federal em Foz do Iguaçu para lavratura do auto de prisão em flagrante e responderá pelo crime de tráfico internacional de drogas, cuja pena pode chegar até 15 anos de reclusão.

Comunicação Social da Polícia Federal em Foz do Iguaçu/PR

CS/PF/Foz

[email protected]

 

Disque-Denúncia

(45) 99116-8691 (telefone/Whatsapp)

Fonte: Polícia Federal

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana