conecte-se conosco


Polícia Federal

PF combate desvio de recursos em construção de obra pública

Publicado

Porto Velho/RO – A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF/RO) e a Controladoria-Geral da União (CGU/RO), deflagrou nesta quinta-feira (8/8) a Operação PARE E SIGA, visando combater desvios de recursos públicos na execução da obra de construção da sede da Polícia Rodoviária Federal – PRF, situada na BR-364, em Porto Velho/RO.

Estão sendo cumpridos 10 mandados de busca e apreensão nas cidades de Porto Velho/RO, Ji-Paraná/RO e Manaus/AM, expedidos pela 3ª Vara da Justiça Federal. Além das buscas, foi deferido o afastamento cautelar do atual dirigente do Órgão em Rondônia, bem como o bloqueio e sequestro de bens, e o afastamento do sigilo bancário de alguns dos envolvidos.

As investigações, iniciadas no ano de 2014, demonstraram a existência de fortes indícios da prática dos delitos de peculato, associação criminosa e de dispensa irregular de licitação, decorrentes de contratação irregular de empresa para a construção da nova sede da PRF em Rondônia, superfaturamento de serviços e pagamentos irregulares.

Segundo as investigações, já na primeira medição, a empresa contratada para fiscalizar a obra verificou que os serviços executados correspondiam a R$70 mil, mas o valor aprovado pela Comissão da Polícia Rodoviária Federal  foi de R$ 263 mil, ou seja, 300% superior. Em março de 2014, a empresa teve seu contrato de fiscalização rescindido unilateralmente. Depois disso, nenhuma outra empresa foi contratada para fazer a fiscalização da obra.

Leia Também:  Operação Monster investiga organização criminosa responsável por comercialização de moeda falsa

Em exame pericial preliminar, que aferiu a medição de apenas dez itens da obra, a Polícia Federal detectou superfaturamento e pagamentos indevidos na ordem de mais de R$ 1 milhão.

Também há suspeitas de irregularidades na retomada da obra e contratação da nova empresa para realizar o levantamento do remanescente da obra, ou seja, o que falta ser executado. Assim, levando em consideração o que foi pago com o que falta executar, o custo da obra passaria de R$ 22 milhões para R$ 36,5 milhões, uma diferença de mais de R$ 14 milhões acima do valor inicialmente orçado.

Os envolvidos foram intimados a prestar os esclarecimentos nas unidades da Polícia Federal.

 

Contato (69) 3216-6242

Fonte: Polícia Federal
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia Federal

PF desarticula organização criminosa de tráfico internacional de entorpecentes

Publicado

Natal/RN – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (13/12) a Operação Expresso, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa voltada ao tráfico internacional de entorpecentes. Cerca de 55 policiais federais cumprem 15 mandados de prisão preventiva e 15 mandados de busca e apreensão nas cidades de Natal/RN, Nísia Floresta/RN, Ceará-Mirim/RN, Rio Branco/AC e Pimenta Bueno/RO. Os mandados foram expedidos pela 2ª Vara Federal no RN.

As investigações começaram após a PF detectar uma movimentação financeira atípica de um ex-presidiário, vinculado a acreanos envolvidos em tráfico de entorpecentes. O suspeito tentava depositar valores expressivos em uma conta no Acre. 

A partir de então, policiais federais passaram a aprofundar as investigações, acompanhando os suspeitos oriundos do Acre, e descobriram que o grupo adquiriu um ônibus de turismo para trazer entorpecentes a Natal, simulando transporte de turistas.

Numa dessas viagens, o ônibus foi abordado pela Polícia Rodoviária Estadual, ocasião em que o motorista foi preso. Na manhã do dia 13/03/2018, no entorno da cidade de Cuiabá/MT, a PRF também abordou o veículo e apreendeu cocaína dissimulada no assoalho, prendendo também o motorista.

Em razão das apreensões realizadas no período, o líder da ação criminosa, foragido da justiça, natural de Mossoró/RN, usando nome falso, passou a negociar a aquisição de um caminhão, tipo carreta, para modificar o modus operandi. Adquirido o novo veículo, providenciou reparos para acomodar o entorpecente e prosseguiu com o tráfico no percurso Acre – Rio Grande do Norte. Em uma das viagens, a Polícia Federal identificou o veículo e realizou, em junho de 2018, a apreensão da droga (277kg de cocaína) e a prisão do motorista e passageiro, com apoio do BOPE/PMRN.

Com a expansão das investigações para prisão de todo grupo criminoso, também se descobriu que uma advogada, para além dos limites de sua atividade como defensora de membros da quadrilha, atuava orientando a organização em como realizar a manipulação e divisão dos entorpecentes, tendo sido decretada sua prisão preventiva.

(*) O nome da operação é uma referência ao fato de os suspeitos terem simulado uma linha expressa com a compra do ônibus de turismo para trazer a droga para Natal.

 

Leia Também:  PF investiga esquema de distribuição de cigarros contrabandeados no Espírito Santo

                      Comunicação Social da Polícia Federal no Rio Grande do Norte

                                                                                        [email protected] | @pfnorn | www.pf.gov.br

Contato: (84) 3204.5588

Fonte: Polícia Federal
Continue lendo

Polícia Federal

PF prende jovem portando comprimidos de ecstasy

Publicado

Araguaína/TO – A Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira (13/12) um jovem, de 21 anos, portando 45 comprimidos de ecstasy, substância psicotrópica, utilizada como entorpecente recreativo.

O jovem foi preso em flagrante no momento em que fazia a retirada de uma encomenda oriunda do estado de Goiás, feita por meio de uma transportadora, nas imediações da rodoviária da cidade de Araguaína, norte do estado.

A Polícia Federal encontrou indícios de que a remessa ocorria regularmente e que a droga era comercializada principalmente em casas noturnas e universidades.

O investigado foi encaminhado à Casa de Prisão Provisória de Araguaína, onde poderá responder pelo crime de tráfico de entorpecentes, cuja pena varia entre cinco a quinze anos de reclusão e multa.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Tocantins

E-mail: [email protected]

Contato: (63) 3236-5440 (63) 9 9204-3219

Fonte: Polícia Federal
Leia Também:  Operação Encartados desarticula grupo criminoso que praticava crimes contra empregados dos Correios
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana