conecte-se conosco


Polícia Federal

PF combate desvio de recursos em construção de obra pública

Publicado

Porto Velho/RO – A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF/RO) e a Controladoria-Geral da União (CGU/RO), deflagrou nesta quinta-feira (8/8) a Operação PARE E SIGA, visando combater desvios de recursos públicos na execução da obra de construção da sede da Polícia Rodoviária Federal – PRF, situada na BR-364, em Porto Velho/RO.

Estão sendo cumpridos 10 mandados de busca e apreensão nas cidades de Porto Velho/RO, Ji-Paraná/RO e Manaus/AM, expedidos pela 3ª Vara da Justiça Federal. Além das buscas, foi deferido o afastamento cautelar do atual dirigente do Órgão em Rondônia, bem como o bloqueio e sequestro de bens, e o afastamento do sigilo bancário de alguns dos envolvidos.

As investigações, iniciadas no ano de 2014, demonstraram a existência de fortes indícios da prática dos delitos de peculato, associação criminosa e de dispensa irregular de licitação, decorrentes de contratação irregular de empresa para a construção da nova sede da PRF em Rondônia, superfaturamento de serviços e pagamentos irregulares.

Segundo as investigações, já na primeira medição, a empresa contratada para fiscalizar a obra verificou que os serviços executados correspondiam a R$70 mil, mas o valor aprovado pela Comissão da Polícia Rodoviária Federal  foi de R$ 263 mil, ou seja, 300% superior. Em março de 2014, a empresa teve seu contrato de fiscalização rescindido unilateralmente. Depois disso, nenhuma outra empresa foi contratada para fazer a fiscalização da obra.

Leia Também:  Operação Dédalo investiga irregularidades em aeronaves restauradas

Em exame pericial preliminar, que aferiu a medição de apenas dez itens da obra, a Polícia Federal detectou superfaturamento e pagamentos indevidos na ordem de mais de R$ 1 milhão.

Também há suspeitas de irregularidades na retomada da obra e contratação da nova empresa para realizar o levantamento do remanescente da obra, ou seja, o que falta ser executado. Assim, levando em consideração o que foi pago com o que falta executar, o custo da obra passaria de R$ 22 milhões para R$ 36,5 milhões, uma diferença de mais de R$ 14 milhões acima do valor inicialmente orçado.

Os envolvidos foram intimados a prestar os esclarecimentos nas unidades da Polícia Federal.

 

Contato (69) 3216-6242

Fonte: Polícia Federal
publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia Federal

PF combate exploração sexual infantojuvenil pela internet

Publicado

Belo Horizonte/MG – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (23/8) a Operação Pega Pega III, para combater a veiculação de conteúdo de exploração sexual de crianças e adolescentes pela internet.

Foram cumpridos quatro mandados judiciais de busca e apreensão, todos expedidos pela 35ª Vara Federal de Belo Horizonte/MG. Dois mandados foram cumpridos em Belo Horizonte, um em Mateus Leme/MG e um em Guanhães/MG.

Foram apreendidos telefones celulares e algumas mídias computacionais. Não houve prisões em flagrante.

A deflagração de hoje decorre de investigações relativas a materiais apreendidos nas duas fases anteriores da Operação, desencadeadas em 13 de março e 24 de abril deste ano.

 

[email protected] | www.pf.gov.br

Fonte: Polícia Federal
Leia Também:  PF investiga suspeita de irregularidades em campanha eleitoral de partido em Minas Gerais
Continue lendo

Polícia Federal

PF deflaga a 2ª fase da Operação Tríplice Aliança

Publicado

Maceió/AL – A Polícia Federal desencadeou nesta sexta-feira (23/8) a segunda fase da Operação Tríplice Aliança, com o objetivo de apurar a prática de crimes de lavagem de dinheiro, tráfico de entorpecentes e organização criminosa. Estão sendo cumpridos dois mandados de busca e apreensão, todos em Maceió, expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

Até o momento, foram apreendidos 18 veículos, realizado bloqueio de contas até o valor de R$ 420 mil, bem como sequestro de outros 6 veículos.

RELEMBRE
A Polícia Federal, conjuntamente com a Polícia Civil (Divisão Especial de Investigações e Capturas – DEIC/AL) e a Polícia Militar de Alagoas (Batalhão de Operações Especiais – BOPE/PMAL), deflagrou em maio de 2019 a fase ostensiva da Operação Tríplice Aliança, para desarticular um grupo criminoso voltado à prática de delitos de tráfico de drogas, organização criminosa, lavagem de dinheiro, roubo de veículos, assalto a banco e estelionato em Maceió/AL, Arapiraca/AL e Jaboatão/PE.

 

Contato: 3216-6723 / 82-99327-7671

Fonte: Polícia Federal
Leia Também:  PF investiga concessão de benefícios previdenciários indevidos em Minas Gerais
Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana