conecte-se conosco


Polícia Federal

PF combate corrupção nos Correios

Publicado

Florianópolis/SC – A Policia Federal deflagrou nesta sexta-feira (6/9) a Operação Postal Off, que visa desarticular organização criminosa que atuava junto à Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, praticando, de forma habitual e permanente, fraudes que estavam causando graves prejuízos à empresa.

Cerca de 110 policiais federais estão cumprindo 9 mandados de prisão preventiva e 19 mandados de busca e apreensão na cidade do Rio de Janeiro; 2 mandados de prisão preventiva e 5 mandados de busca e apreensão no Estado de São Paulo (municípios de Tamboré, Cotia, Bauru e São Caetano); além de 1 mandado de prisão temporária e um mandado de busca em Minas Gerais (Belo Horizonte), todos expedidos pela 7ª Vara Federal de Florianópolis/SC.

A fim de assegurar o ressarcimento dos prejuízos causados aos Correios, foram determinados bloqueios de contas bancárias e o arresto de bens móveis e imóveis, incluídos carros de luxo e duas embarcações, sendo uma delas um iate avaliado em R$ 3 milhões. Com as medidas, espera-se que seja efetivado o bloqueio de R$ 40 milhões dos investigados.

A investigação, iniciada em novembro de 2018, em Santa Catarina, em razão do primeiro indício de crime encontrado, evidenciou forte atuação do grupo nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, o qual contava com a participação ativa de funcionários dos Correios, fazendo com que grandes cargas postais de seus clientes fossem distribuídas no fluxo postal sem faturamento ou com faturamento muito inferior ao devido.

Uma das principais modalidades de fraude acontecia mediante identificação de grandes clientes dos Correios, os quais eram procurados pelos investigados com a oferta de que rompessem seus contratos com a referida empresa pública e passassem a ter suas encomendas postadas por meio de contratos mantidos entre as empresas do grupo criminoso e a EBCT.

Durante a investigação também foram apuradas solicitações e pagamentos de vantagens indevidas envolvendo empresários, funcionários públicos e agentes políticos, configurando indícios dos crimes de corrupção passiva e concussão.

Dados preliminares indicam um prejuízo ao erário no montante de R$ 13 milhões, apenas no que se refere às postagens ilícitas já identificadas, não computado o prejuízo diário que estava sendo causado pelo grupo investigado.

Os investigados poderão ser indiciados pela prática dos crimes de corrupção passiva e ativa, concussão, estelionato, crimes tributários, lavagem de dinheiro e formação de organização criminosa.

 

[email protected]| www.pf.gov.br

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

PF prende uma pessoa por compartilhamento de pornografia infantil

Publicado


Maringá/PR – A Polícia Federal cumpriu na tarde desta sexta-feira (15/10) um mandado de busca e apreensão, expedido em inquérito que tinha por objetivo investigar o compartilhamento de arquivos de pornografia infantil na internet.

Durante o cumprimento do mandado, foi realizada a prisão em flagrante de um indivíduo de 44 anos de idade, morador da cidade Maringá/PR, por posse e compartilhamento de pornografia infantil. Em verificação preliminar, foi constatado que ele armazenava mais de 7500 de arquivos de imagens e vídeos relacionados à exploração sexual de crianças e adolescentes.

Os materiais apreendidos serão submetidos a perícia técnica, a fim de que a investigação tenha continuidade em busca de informações que possam indicar o envolvimento do preso com a prática de outros crimes.

O indivíduo foi preso em flagrante pelos crimes de posse e armazenamento de arquivos de pornografia infantil, condutas tipificadas nos art. 241-A e 241-B do Estatuto da Criança e Adolescente.

Comunicação Social da Polícia Federal em Maringá/PR

Contato: (44) 3220-1436

Continue lendo

Polícia Federal

PF recaptura fugitivo investigado na Operação Grande Família, no Piauí

Publicado


Teresina/PI – A Polícia Federal deflagrou nesta tarde (15/10) a Operação Desgarrado, com o fim de recapturar um condenado da Justiça que fugiu da Casa de Custódia de Teresina no dia 02 de abril de 2021.

O fugitivo foi condenado pelos crimes de estelionato qualificado e organização criminosa, em ação penal que tramitou na 1ª Vara Federal de Teresina, decorrente das investigações realizadas na Operação Grande Família, deflagrada no dia 15 de maio de 2019.

Foram cumpridos dois mandados judiciais expedidos pelo Juízo da 1ª Vara Federal de Teresina/PI, sendo um mandado de prisão preventiva e um mandado de busca e apreensão em residência localizada em São Luís/MA.

O foragido foi preso e durante as buscas foram apreendidos dois aparelhos celulares utilizados por ele. O preso será interrogado e posteriormente será recolhido ao Sistema Prisional para cumprimento de sua pena, onde permanecerá à disposição da Justiça Federal.

Comunicação Social da Polícia Federal no Piauí

Contato: (86) 2106-4937/99451-8529

E-mail: [email protected]

***O nome da Operação Desgarrado decorre do fato de o preso já ter realizado outras fugas do Sistema Penal.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana