conecte-se conosco


Polícia Federal

PF, com o apoio da PM/MS investiga sequestro na fronteira

Publicado

Corumbá/MS – A Polícia Federal, com apoio da Corregedoria da Polícia Militar do Mato Grosso do Sul, deflagrou a Operação Refúgio. Na ação, estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva em desfavor de indivíduos que retiraram do território nacional cidadão boliviano, que se encontrava na condição de refugiado, e o entregaram na Bolívia, onde era procurado em razão de mandado de prisão.

Participam da deflagração 41 policiais federais e 10 policiais militares do Estado do Mato Grosso do Sul.

A ação criminosa ocorreu no mês de agosto de 2019, quando o cidadão boliviano, que estava na condição de refugiado no Brasil, foi abordado em um estabelecimento comercial por indivíduos armados e transportado com o uso de violência para o território boliviano. Naquela ocasião, ao passar pelo Posto Esdras, ponto de controle migratório em Corumbá/MS, o cidadão boliviano, que estava sendo retirado à força do território nacional, chegou a tentar empreender fuga, contudo foi impedido e efetivamente retirado do país.

A Polícia Federal, por meio de uma investigação minuciosa, obteve êxito em descobrir toda a dinâmica dos fatos e identificar os envolvidos na ação delituosa, os quais, inclusive, tentaram se passar por policiais federais. Foi constatado o envolvimento de policiais militares nos fatos e a Corregedoria da Polícia Militar, atuando em parceria com a PF, apoiou as medidas de deflagração da operação.

A ação delituosa de retirada ilegal do estrangeiro, que estava na condição de refugiado no território nacional, implica no cometimento dos delitos de sequestro e de migração ilegal com o uso da violência. Após a deflagração, haverá a comunicação, pelos meios oficiais, às autoridades bolivianas dos dados da operação, para que sejam tomadas as medidas pertinentes.

O nome da operação é uma alusão ao instituto de direito internacional que abrigava o cidadão boliviano no território nacional antes de sua retirada ilegal do Brasil.

ATENDIMENTO À IMPRENSA: Em razão das medidas de prevenção adotadas para evitar contágios com agentes virais, órgãos de imprensa que desejem entrevistas serão recebidos, de forma individual ou em pequenos grupos, na Superintendência Regional da Polícia Federal em Campo Grande/MS, a partir das 10h. Serão tomadas precauções para a proteção de todos.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Mato Grosso do Sul

Contato: (67) 3368-1105
E-mail: [email protected]

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Polícia Federal

PF e PRF prendem dois traficantes com mais de 30 kg de cocaína em Quissamã/RJ

Publicado


.

Quissamã/RJ – Na manhã de hoje, 10/07, policiais federais, em ação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal, prenderam dois homens transportando mais de 30 kg de pasta base de cocaína, em Quissamã/RJ, no Norte Fluminense.

A ação ocorreu durante fiscalização de rotina na rodovia BR-101 e contou com a troca de informações de inteligência entre os órgãos (PF e PRF). A droga foi encontrada pelos policiais, em compartimento preparado para ocultar drogas, no interior de dois veículos, também, apreendidos na ação.

Os policiais avistaram os carros em atitude suspeita e após abordagem e buscas minuciosas lograram êxito em encontrar as drogas que, segundo informações, teriam como destino a cidade Campos/RJ.

 Os presos foram encaminhados com a droga e os veículos apreendidos para formalização do Auto de Prisão em Flagrante na Delegacia de Polícia Federal em Macaé/RJ.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

[email protected] | www.pf.gov.br

(21) 2203-4404 / 4405 / 4406 / 4407

Continue lendo

Polícia Federal

PF combate circulação de moeda falsa em Congonhas/MG

Publicado


.

Belo Horizonte/MG – A Polícia Federal deflagrou hoje, 10/7/2020, a Operação Policial “Argentum Profhetas”, para combater o crime de moeda falsa na cidade mineira de Congonhas/MG.

A PF representou por quatro mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 9ª Vara da Justiça Federal em Belo Horizonte e cumpridos em Congonhas.

As investigações, que tiveram início em abril deste ano, identificaram uma quadrilha especializada no derrame de cédulas falsas naquela cidade e em vários estados da Federação. Restou apurado que os investigados colocavam em circulação cerca de 60 mil reais em moeda falsa por mês.

Durante a deflagração, foram apreendidos dois envelopes, contendo cerca de 3.500 reais em cédulas falsas. As apurações e demais diligências prosseguem.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia do Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando para a manutenção da lei e da ordem, preservando o estado democrático de direito.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais

[email protected] | www.pf.gov.br

(31) 3330-5270

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana