conecte-se conosco


Polícia Federal

PF apura a invasão e venda de terrenos pertencentes à União

Publicado

Aracaju/SE – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (4/7) a Operação Nova Canaã, com o objetivo de desarticular um grupo criminoso que faz uso de uma associação sem fins lucrativos para fomentar a invasão e a venda de terrenos públicos pertencentes à União, localizados no assentamento Nova Canaã, no município de Pirambu/SE.

Estão sendo cumpridos oito mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva, expedidos pela 1ª. Vara da Justiça Federal da Seção Judiciária de Sergipe.

Durante a investigação, identificou-se que a associação, que deveria intermediar o acesso à moradia popular entre o Poder Público e particulares necessitados, estava sendo utilizada por esse grupo criminoso para vender casas e lotes destinados a programas sociais.

A líder e os coordenadores dessa agregação exigiam que as pessoas que desejavam participar dos programas habitacionais se filiassem à associação, mediante o pagamento de uma taxa e de mensalidades retroativas aos últimos três anos. Além disso, cobravam valores entre R$ 3 mil e R$ 10 mil, a título de contrapartida pelos imóveis.

Os possíveis beneficiários, iludidos com a possibilidade de ter a casa própria, não questionavam as exigências que lhes eram feitas e efetuavam os pagamentos. Houve casos em que, após o pagamento, a líder da associação exigiu que os interessados assinassem documentos declarando que nunca haviam repassado valores para os representantes da associação.

A líder do movimento e os coordenadores também ordenavam que os possíveis beneficiários participassem de atos políticos (de apoio, protesto, etc.), sob pena de serem retirados dos programas habitacionais. Ameaças de exclusão do programa social também eram utilizadas pelos investigados para coagir os filiados da associação a pagar as mensalidades e a assinar documentos.

Há indícios de que a associação teria comercializado terrenos litorâneos com pessoas que não se enquadram nos requisitos dos programas habitacionais, pois no local que deveria ser destinado para habitação popular foram construídas casas que não condizem com o padrão financeiro dos beneficiários do programa. Ademais, identificou-se que muitos familiares dos representantes da associação foram contemplados com moradias em programas habitacionais.

Os investigados responderão, na medida de suas responsabilidades, pelos crimes de associação criminosa, invasão de terras públicas, venda de lotes em loteamento não registrado, ameaças, estelionato e extorsão.

 

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Polícia Federal

POLÍCIA FEDERAL e BPFRON realizam apreensão de veículo carregado com cigarros contrabandeados

Publicado


Nova Santa Rosa/PR – Durante patrulhamento de rotina na segunda-feira (27/9), equipe policial avistou veículo transitando com carga aparente de cigarros em sua carroceria.

Diante das circunstâncias, foi iniciado acompanhamento tático por alguns quilômetros da PR-491 e algumas estradas rurais da região até que o suspeito abandonou e veículo ao lado de uma mata fechada da região, não sendo localizado.

A eficiente ação integrada entre PF e BPFRON resultou na apreensão de um automóvel carregado com aproximadamente 60 caixas de cigarros de origem paraguaia.

O material apreendido foi encaminhado à Polícia Federal em Guaíra/PR para as diligências de praxe.

Fazem parte do PROGRAMA V.I.G.I.A. e desta operação interagências equipes da POLÍCIA FEDERAL, BPFRON e BOPE da PMPR, TIGRE e GOA da PCPR, BOPE/PMMS, RECEITA FEDERAL e EXÉRCITO BRASILEIRO, com apoio da SEOPI – Secretaria de Operações Integradas do MJSP.

Comunicação Social da Polícia Federal em Guaíra/PR

Disque denúncia: (44) 3642-9131 (whatsapp)

Continue lendo

Polícia Federal

Operação Thesaurus investiga desvio de recursos públicos destinados ao pagamento de auxílio emergencial

Publicado


Belém/PA – A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (28/9) a Operação Thesaurus, com objetivo de apurar a apropriação indevida de recursos destinados ao pagamento de auxílio emergencial.

Ao todo, 10 policiais federais cumprem, na região metropolitana de Belém, dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva, expedidos pela 4ª Vara Criminal Federal da Seção Judiciária no Estado do Pará.

A Justiça Federal também determinou o bloqueio de bens e valores até o limite de cerca de R$ 19 milhões.

As investigações demonstraram que, no período de abril a julho do ano passado, uma agência lotérica solicitou à Caixa Econômica Federal suprimentos extraordinários no montante de mais de R$ 19 milhões para pagamento de auxílio emergencial, contudo não prestou contas do valor recebido.

O nome da operação – tesouro em latim – faz alusão à expressiva quantia apropriada, suficiente para pagamento de mais de 30 mil cotas de auxílio emergencial.

Caso o resultado dos cumprimentos dos mandados corrobore a hipótese criminal, os envolvidos serão indiciados pelos delitos de peculato e lavagem de capitais.

Comunicação Social da Polícia Federal no Pará

Fone: 91 98586-5044
Email: [email protected]

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana