conecte-se conosco


COVID-19

Pesquisa nacional mostra Cuiabá como a capital com menor registro de mortes provocadas pela pandemia

Publicado

Diante do número crescente de casos confirmados de COVID-19 e também do aumento de óbitos decorrentes da doença em todo o Brasil, Cuiabá continua em uma posição muito favorável se comparada às outras capitais do Brasil. No ranking de óbitos por coronavírus no país, divulgado pela plataforma Dataglass, a capital mato-grossense figura em último lugar, com apenas duas mortes. A taxa de letalidade é de 0,9%.

Em relação à quantidade de casos, Cuiabá também está em situação privilegiada em relação a outros municípios. Entre as capitais, a capital de Mato Grosso é a terceira com menos casos confirmados de coronavírus em todo o país.

Outro número que chama atenção é a de quantidade de leitos de UTI para cada 100 mil habitantes. Cuiabá também está em terceiro lugar entre as capitais com mais leitos de UTI por 100 mil habitantes, com uma taxa de 66,8 leitos.

Para o secretário municipal de saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho, essa posição privilegiada em que Cuiabá se encontra hoje não é por acaso. “Isso é fruto do trabalho árduo que a Prefeitura Municipal de Saúde vem desenvolvendo para a estruturar a saúde no município nesta gestão. Nos últimos 3 anos, ampliamos leitos de UTI no Pronto Socorro antigo, no Hospital São Benedito, além de termos construído e inaugurado o maior hospital municipal do Estado, que é o HMC. Sabemos que ainda não estamos em uma situação ideal, mas estamos no caminho certo, e esses números só comprovam isso”, comentou Pôssas.

O  prefeito Emanuel Pinheiro não escondeu a sua satisfação ao ver os números divulgados na plataforma Dataglass. “É um momento muito difícil, de muito sofrimento que toda a população não só do Brasil, mas de todo o mundo está passando. Eu, como gestor da capital de Mato Grosso, não poderia ficar de braços cruzados vendo essa pandemia tomar conta da nossa cidade. Por isso, ainda no mês de março fiz decretos duros, de fechamento do comércio, escolas, isolamento social, diminuição de transporte público, entre outros. Fui duramente criticado por muitos que ainda não haviam entendido a gravidade da situação. Hoje podemos ver o resultado daquelas medidas difíceis que decretei lá atrás, que são esses números, que mostram que estamos entre as capitais com menos casos e a capital com menos mortes”, comemora.

Mas ele alerta que a população não pode relaxar. “A guerra ainda não acabou, pelo contrário, ainda está no começo. Hoje estamos vendo que com o relaxamento das medidas de isolamento social tanto de Várzea Grande como de Cuiabá, começamos a ter mais casos. E outro problema bastante preocupante é a interiorização dos casos de COVID-19. Temos vista cada vez mais cidades com casos confirmados, e muitos destes pacientes vêm se tratar em Cuiabá. Estamos fazendo o nosso dever de casa, mas precisamos que os outros municípios façam também. Estamos bem estruturados para atender os cuiabanos, mas não temos estrutura para atender o estado inteiro. Por isso peço não só à população de Cuiabá, mas também a todos os mato-grossense que não relaxem com as medidas de proteção. Lavem sempre as mãos, não fiquem em lugares com aglomeração e se puderem, fiquem em casa”, pediu o prefeito de Cuiabá.

publicidade
2 Comentários

2
Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
EdemilsonMaria inês Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Maria inês
Visitante
Maria inês

Parabéns prefeito Emanoel Pinheiro

Edemilson
Visitante
Edemilson

Ou Seja os comerciantes que se danem ficarão correndo do vírus até a fome começar a matar???

COVID-19

Mais dois óbitos pelo coronavírus são confirmados em Cuiabá e prefeito emite nota de pesar

Publicado

O prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário municipal de Saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho lamentam informar o óbito de duas pessoas residentes em Cuiabá.

Uma das vítimas é uma mulher de 86 anos, que tinha hipertensão e enfisema pulmonar. O outro óbito foi de um homem de 72 anos, hipertenso, cardiopata e com doença pulmonar obstrutiva crônica. Os dois estavam internados em hospitais privados e foram a óbito esta madrugada.

O secretário Pôssas lamenta profundamente mais estes dois óbitos e deseja muita força para as famílias neste momento difícil. “Infelizmente estamos vendo vidas sendo perdidas Nossa luta contra esse vírus continua, estamos fazendo tudo o que podemos para combater esse mal, mas precisamos mais do que nunca que a população coopere, tomando todas as medidas de distanciamento social, de higienização, que já foram amplamente divulgadas”, disse.

O prefeito se mostrou muito consternado com mais esses óbitos. “Situações como essas, que ceifam, vidas reforçam que a população necessita ter a compreensão de que o isolamento social, recomendado pela Organização Mundial de Saúde é a melhor ferramenta de prevenção contra a disseminação da COVID-19. Sabemos que estamos numa pandemia e que os casos continuarão surgindo, por isso estamos trabalhando duro para achatar a curva de crescimento da doença, de forma que esse vírus vitimize o menor número possível de pessoas. Nosso principal objetivo nesse momento é salvar vidas”.

Continue lendo

COVID-19

Com 92 novos casos nas últimas 24 h, Mato Grosso fecha boletim do sábado com 1363 infectados

Publicado

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (23.05), 1.363 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 37 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Os casos confirmados estão em Cuiabá (425), Várzea Grande (120), Rondonópolis (107), Primavera do Leste (63), Barra do Garças (62), Tangará da Serra (60), Lucas do Rio Verde (46), Confresa (35), Sinop (34), Sorriso (34), Rosário Oeste (33), Jaciara (25), Peixoto de Azevedo (21), Cáceres (19), Nova Mutum (18), Pontes e Lacerda (17), Querência (15), Alta Floresta (13), Mirassol D’Oeste (10), Tapurah (9), Campo Verde (8), Vila Rica (7), Jangada (7), Chapada dos Guimarães (7), Campo Novo do Parecis (7), Aripuanã (7), Alto Araguaia (7), São Pedro da Cipa (6), São José dos Quatro Marcos (6), Sapezal (5), Pontal do Araguaia (5), Nova Ubiratã (5), Juína (5), Ribeirão Cascalheira (4), Matupá (4), Guarantã do Norte (4), Curvelândia (4), Rio Branco (3), Poconé (3), Nova Lacerda (3), Ipiranga do Norte (3), Nossa Senhora do Livramento (3), Ipiranga do Norte (3), Conquista  D’Oeste (3), Água Boa (3), Acorizal (3), Vila Bela da Santíssima Trindade (2), Vale de São Domingos (2), Santo Antônio de Leverger (2), Rondolândia (2), Poxoréo (2), Pedra Preta (2), Juscimeira (2), Jauru (2), Dom Aquino (2), Cotriguaçu (2), Colíder (2), Canarana (2), Bom Jesus do Araguaia (2), União do Sul (1), Terra Nova do Norte (1), São José do Xingu (1), São José do Povo (1), São Felix do Araguaia (1), Santa Rita do Trivelato (1), Porto Alegre do Norte (1), Ponte Branca (1), Novo Mundo (1), Nova Xavantina (1), Nova Olímpia (1), Nova Monte Verde (1), Nobres (1), Marcelândia (1), Luciara (1), Lambari D’Oeste (1), Juara (1), Campos de Júlio (1), Alto Paraguai (1), Alto Garças (1), Alto Boa Vista (1), e residentes de outros Estados (28).

Nas últimas 24 horas, surgiram 92 novas confirmações em Alta Floresta (1), Aripuanã (2), Barra do Garças (1), Campo Novo do Parecis (4), Campo Verde (1), Colíder (1), Confresa (7), Cuiabá (25), Jaciara (1), Jauru (1), Juara (1), Lucas do Rio Verde (5), Marcelândia (1), Pedra Preta (1), Pontal do Araguaia (1), Primavera do Leste (7), Ribeirão Cascalheira (2), Rondonópolis (4), Rosário Oeste (2), Santo Antônio do Leverger (1), Tangará da Serra (12), Várzea Grande (6), Vila Rica (1) e municípios de outros estados (4).

A área técnica da SES ainda esclareceu que dois casos foram reposicionados para o município de residência dos pacientes; um caso anteriormente notificado em Cuiabá foi contabilizado em Várzea Grande e outro de Lucas do Rio Verde foi para Cuiabá.

Dos 1.363 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 765 estão em isolamento domiciliar e 451 estão recuperados. Há ainda 110 pacientes hospitalizados, sendo 58 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 52 em enfermaria.

No boletim, a SES também divulga que a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) dispõe, atualmente, de 264 leitos de UTI e 875 leitos de enfermaria especificamente para pacientes com coronavírus no Estado.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 50,1% dos diagnosticados são do sexo feminino e 49,9% masculino; além disso, 401 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 4.927 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 230 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível neste link, a partir das 17h.

Cenário nacional

Até a última sexta-feira (22), o Governo Federal confirmou 330.890 casos da Covid-19 no Brasil e 21.048 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 20.047 mortes e 310.087 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus. Até o fechamento deste material, não foram atualizados os números deste sábado (23).

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana