conecte-se conosco


COVID-19

Pesquisa nacional mostra Cuiabá como a capital com menor registro de mortes provocadas pela pandemia

Publicado

Diante do número crescente de casos confirmados de COVID-19 e também do aumento de óbitos decorrentes da doença em todo o Brasil, Cuiabá continua em uma posição muito favorável se comparada às outras capitais do Brasil. No ranking de óbitos por coronavírus no país, divulgado pela plataforma Dataglass, a capital mato-grossense figura em último lugar, com apenas duas mortes. A taxa de letalidade é de 0,9%.

Em relação à quantidade de casos, Cuiabá também está em situação privilegiada em relação a outros municípios. Entre as capitais, a capital de Mato Grosso é a terceira com menos casos confirmados de coronavírus em todo o país.

Outro número que chama atenção é a de quantidade de leitos de UTI para cada 100 mil habitantes. Cuiabá também está em terceiro lugar entre as capitais com mais leitos de UTI por 100 mil habitantes, com uma taxa de 66,8 leitos.

Para o secretário municipal de saúde, Luiz Antonio Pôssas de Carvalho, essa posição privilegiada em que Cuiabá se encontra hoje não é por acaso. “Isso é fruto do trabalho árduo que a Prefeitura Municipal de Saúde vem desenvolvendo para a estruturar a saúde no município nesta gestão. Nos últimos 3 anos, ampliamos leitos de UTI no Pronto Socorro antigo, no Hospital São Benedito, além de termos construído e inaugurado o maior hospital municipal do Estado, que é o HMC. Sabemos que ainda não estamos em uma situação ideal, mas estamos no caminho certo, e esses números só comprovam isso”, comentou Pôssas.

O  prefeito Emanuel Pinheiro não escondeu a sua satisfação ao ver os números divulgados na plataforma Dataglass. “É um momento muito difícil, de muito sofrimento que toda a população não só do Brasil, mas de todo o mundo está passando. Eu, como gestor da capital de Mato Grosso, não poderia ficar de braços cruzados vendo essa pandemia tomar conta da nossa cidade. Por isso, ainda no mês de março fiz decretos duros, de fechamento do comércio, escolas, isolamento social, diminuição de transporte público, entre outros. Fui duramente criticado por muitos que ainda não haviam entendido a gravidade da situação. Hoje podemos ver o resultado daquelas medidas difíceis que decretei lá atrás, que são esses números, que mostram que estamos entre as capitais com menos casos e a capital com menos mortes”, comemora.

Mas ele alerta que a população não pode relaxar. “A guerra ainda não acabou, pelo contrário, ainda está no começo. Hoje estamos vendo que com o relaxamento das medidas de isolamento social tanto de Várzea Grande como de Cuiabá, começamos a ter mais casos. E outro problema bastante preocupante é a interiorização dos casos de COVID-19. Temos vista cada vez mais cidades com casos confirmados, e muitos destes pacientes vêm se tratar em Cuiabá. Estamos fazendo o nosso dever de casa, mas precisamos que os outros municípios façam também. Estamos bem estruturados para atender os cuiabanos, mas não temos estrutura para atender o estado inteiro. Por isso peço não só à população de Cuiabá, mas também a todos os mato-grossense que não relaxem com as medidas de proteção. Lavem sempre as mãos, não fiquem em lugares com aglomeração e se puderem, fiquem em casa”, pediu o prefeito de Cuiabá.

publicidade
2 Comentários

2 Comments

  1. Maria inês

    16/05/2020 - 22:13 a 22:13

    Parabéns prefeito Emanoel Pinheiro

  2. Edemilson

    17/05/2020 - 06:44 a 06:44

    Ou Seja os comerciantes que se danem ficarão correndo do vírus até a fome começar a matar???

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

COVID-19

Após dias internado, coronavírus mata neeurologista tradicional de Cuiabá, aos 79 anos

Publicado

O neurologista Luiz Eugênio Cervelline, 79 anos, um dos médicos mais conhecidos de Mato Grosso, faleceu neste sábado após ser infectado pela coivid-10.

Ele é o 16º profissional da área médica (excetuando técnicos e enfermeiros) a perderem a vida em Mato Grosso.  O médico atendia em uma clínica particular no Jardim Cuiabá, mas suas atividades ficaram mais conhecidas pelo seu trabalho na Santa Casa, onde implantou as técnicas microcirúrgicas e fez  centenas de microcirurgias para clipagem de aneurismas e remoção de tumores cerebrais, nos anos 1080/1990, o que lhe rendeu  o título de cidadão mato-grossense outorgado pela ALMT.

Cervelline era Membro Titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, da Sociedade Brasileira de Cefaleia e sócio da Sociedade Internacional de Cefaleia. Em 1998 recebeu também o Título de Cidadão Cuiabano da Câmara Municipal de Cuiabá. Foi um dos pioneiros Neurologistas no Estado de Mato Grosso.

Continue lendo

COVID-19

Mato Grosso ultrapassa 120 mil casos confirmados, conforme boletim deste sábado; mas 100,5 mil estão recuperados

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (26), 120.374 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 3.394 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 646 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 120.374 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 15.678 estão em isolamento domiciliar e 100.576 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, 246 internações em UTIs públicas e 250 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 58,57% para UTIs adulto e em 28% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (23.437), Várzea Grande (8.919), Rondonópolis (8.759), Lucas do Rio Verde (5.458), Sorriso (5.076), Sinop (5.061), Tangará da Serra (4.869), Primavera do Leste (3.945), Cáceres (2.795) e Campo Novo do Parecis (2.676).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 96.444 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 751 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na última sexta-feira (25), o Governo Federal confirmou o total de 4.689.613 casos da Covid-19 no Brasil e 140.537 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 139.808 óbitos e 4.657.702 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de sábado (26).

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana