conecte-se conosco


Nacional

Pernambuco: Bombeiros iniciam 4º dia de buscas

Publicado

source
Sobrevoo de áreas afetadas pela chuva em Pernambuco
Clauber Cleber Caetano/PR 30.05.2022

Sobrevoo de áreas afetadas pela chuva em Pernambuco

O Corpo de Bombeiros de Pernambuco iniciou, na manhã desta terça-feira (31), o 4º dia de busca por vítimas das chuvas e alagamentos que deixaram 93 pessoas mortas na Região Metropolitana e Recife .

À Folha de Pernambuco, a corporação confirmou que procura cerca de 15 pessoas no Jardim Monte Verde, no bairro do Barro, em Recife; em Camarabibe, Paratibe, e na comunidade bola de Ouro, no Curado IV, em Jaboatão.

Números do Governo do Estado apontam para mais de 20 desaparecidos. Bombeiros da Bahia, do Rio Grande do Norte, oficiais de Exército e da Marinha reforçam as equipes do estado.

Segundo a Defesa Civil, até ontem a noite, 6,1 mil pessoas estavam desabrigadas. Ontem, a prefeitura de Recife anunciou a suspensão de festividades de São João.

O governador do estado anunciou a liberaçaõ de R$ 100 milhões para municípios afetados pelas chuvas. O dinheiro será destinado para o trabalho de buscas e obras urgentes de infraestrutura.

Após a visita ao local, o presidente Jair Bolsonaro (PL) anunciou que o governo federal vai liberar o saque do FGTS para os afetados pelas enchentes .

Bolsonaro declarou ainda que, por meio do Ministério da Cidadania, vai disponibilizar a antecipação do pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC), além de uma parcela no valor de um salário mínimo (R$ 1.212), para os atingidos. O presidente disse que o governo já havia garantido previamente R$ 1 bilhão para “restabelecer serviços essenciais e reconstruir estruturas danificadas”.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

publicidade
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Nacional

4 de 10 pessoas creem que Bolsonaro incentiva ilegalidade na Amazônia

Publicado

source
4 de 10 pessoas creem que Bolsonaro incentiva ilegalidade na Amazônia
Reprodução

4 de 10 pessoas creem que Bolsonaro incentiva ilegalidade na Amazônia

Um levantamento do Datafolha apontou que aproximadamente 4 em cada 10 brasileiros avaliam que o presidente de Jair Bolsonaro (PL) mais incentiva do que combate ilegalidades na Amazônia como pesca irregular, invasão de terras indígenas, desmatamento e garimpo ilegal.

A pesquisa mostrou entre 39% e 43% dos entrevistados acredita que o atual governo age mais para estimular do que de enfrentar os problemas da região. Já para um percentual entre 31% a 35% a atual gestão atua mais no combate do que incentivo a criminalidade no território amazônico.

Entre 8% e 10% afirmam que Bolsonaro não fomenta nem reprime os crimes. Já 13% a 18% dos entrevistados não souberam opinar.

O Datafolha entrevistou, na quarta e quinta-feira, 2.556 eleitores em 181 municípios de todas as regiões do país. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-09088/2022. A margem de erro é de dois pontos percentuais, e o índice de confiança é de 95%.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Continue lendo

Nacional

Corpo de Dom Phillips é velado neste domingo em Niterói

Publicado

source
Corpo de Dom Phillips é velado neste domingo em Niterói
Reprodução Twitter/@domphillips 6.6.2022

Corpo de Dom Phillips é velado neste domingo em Niterói

O velório de Dom Phillips acontece na manhã deste domingo no Cemitério Parque da Colina, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. A cerimônia de despedida é restrita a familiares e amigos do jornalista britânico assassinado no Vale do Javari neste mês. A cremação do corpo está marcada para 12h.

Do lado de fora do cemitério, integrantes de movimentos sociais cobram a continuidade da apuração do assassinato. Com uma faixa estendida, eles perguntam “Quem mandou matar Dom e Bruno?”.

Os corpos do indigenista Bruno Pereira e do jornalista Dom Phillips foram entregues às famílias pela Polícia Federal somente nesta quinta-feira, mais de duas semanas após seus desaparecimentos. Na manhã de sexta, Bruno foi enterrado no cemitério Morada da Paz, em Paulista, região metropolitana do Recife (PE).

O caixão foi coberto com bandeiras do estado de Pernambuco, do Sport – time de coração dele – e com uma camisa da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari. O velório contou com a presença de indígenas, como os xukurus, que realizaram rituais pela passagem de Bruno. Também houve pedidos de Justiça, e críticas à gestão do presidente Jair Bolsonaro.

Segundo as investigações do caso, que já prenderam quatro suspeitos pelo crime, Dom e Bruno foram assassinados no Vale do Javari (AM), quando se dirigiam à cidade de Atalaia do Norte. A suspeita é de que as mortes foram cometidas por pescadores que se queixavam da atuação de Bruno Pereira em repressão à pesca ilegal na região, que sofre influência do narcotráfico.

Segundo laudo feito nos corpos, encontrados no dia 15 de junho, 10 dias após o desaparecimento de Dom e Bruno, os dois foram mortos a tiros, com munição de caça.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Continue lendo

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana