conecte-se conosco


Internacional

Perito da OMS diz que não há diretrizes para combater novo coronavírus

Publicado

Especialistas da área de saúde estão avaliando a eficácia da quarentena que está sendo realizada no Japão e em outros países para evitar a propagação do novo coronavírus (covid-19). Alguns consideram insuficientes as medidas de prevenção tomadas no navio de cruzeiro Diamond Princess, que está atracado em Yokohama. Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), é cedo demais para avaliar a situação, já que os especialistas estão em uma corrida contra o tempo para compreender melhor a natureza do vírus.

O epidemiologista sênior da OMS Matthew Griffith é um consultor técnico que tem analisado epidemias e está assessorando autoridades japonesas. Ele afirma que, como o vírus é um alvo em movimento, é difícil coletar informações sobre o agente infeccioso e, ao mesmo tempo, prestar tratamento a contagiados.

Griffith afirma: “Antes de nós, ninguém lidou com esta situação, com o novo coronavírus, um novo agente infeccioso presente em um navio com 4 mil pessoas a bordo. Não há diretrizes para enfrentá-la. Não existem experiências prévias capazes de ajudar.”

Críticas vêm se intensificando no Japão e fora do país. Alguns especialistas do setor questionam se a quarentena no Diamond Princess devia mesmo ter sido realizada por duas semanas após a chegada do navio a Yokohama.

Quarentena de infectados pelo coronavírus

O Instituto Nacional de Doenças Infecciosas informou que o novo coronavírus continuou a se espalhar a bordo, mesmo depois de os passageiros terem sido orientados a permanecer em sua própria cabine como medida de quarentena.

O epidemiologista comenta: “Dadas as características do navio, foi impossível isolar individualmente todos a bordo. Quando a embarcação atracou, estavam nela 4 mil pessoas e não havia aposentos suficientes para isolá-las individualmente.”

Griffith ressaltou que as decisões sobre quarentena são sempre uma média ponderada entre cautela e viabilidade prática. Acrescentou que o mundo está em território desconhecido e que, pela natureza sem precedentes do coronavírus, levará tempo até que os peritos conheçam o melhor caminho para combatê-lo.

*Emissora pública de televisão do Japão

Edição: –

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Internacional

Trump volta a fazer teste para coronavírus e resultado é negativo

Publicado


.

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, fez novo teste para o novo coronavírus nessa quinta-feira (2) e o resultado foi negativo, informou a Casa Branca.

Em comunicado, o médico de Trump, Sean Conley, disse que o presidente norte-americano passou por um segundo teste para detecção do coronavírus. Ele já havia sido submetido a um exame no mês passado, após entrar em contado com a comitiva do presidente Jair Bolsonaro que teve integrantes com exame positivo para o vírus.

Conley afirmou na nota divulgada pela Casa Branca que Trump foi testado com um novo exame rápido, e que o resultado saiu em 15 minutos.

“Ele está saudável e sem sintomas”, acrescentou.

*Agência britânica de notícias

Continue lendo

Internacional

China registra 29 novos casos importados e dois de contágio local

Publicado


.

A China registrou hoje (3) 29 novos casos de infeção pelo novo coronavírus procedentes do exterior e dois de contágio local, no momento em que tenta regressar à normalidade ao mesmo tempo que previne novo surto.

A Comissão Nacional de Saúde informou que os casos de contágio local foram detetcados em Cantão, a capital da província de Guangdong, que faz fronteira com Macau, e na província de Liaoning, Nordeste do país.

Morreram ainda quatro pessoas, devido à infeção pelo novo coronavírus, na cidade chinesa de Wuhan, epicentro da epidemia.

A mesma fonte disse que 12 novos casos suspeitos, procedentes do exterior, estão em observação.

Nas 24 horas até a meia-noite na China, 163 pacientes receberam alta e 50 se recuperaram do estado grave, segundo dados oficiais.

Muitos chineses radicados no exterior estão retornando ao país, à medida que a doença se alastra pelo mundo. A China passou a contar com 870 casos importados.

A partir deste sábado (4), está suspensa temporariamente a entrada de cidadãos estrangeiros, incluindo quem tem visto ou autorização de residência, como medida de prevenção contra a propagação do novo coronavírus.

Números do coronavírus na China

O número total de infectados diagnosticados na China, desde o início da pandemia, é de 81.620 e o número de mortos chegou a 3.322.

Desde o início do surto, em dezembro passado, 710.985 pessoas, em contato próximo com infectados, estiveram sob vigilância médica na China. Entre elas,19.633 permanecem em observação.

A China revelou ainda que detectou 60 novos casos assintomáticos, sete procedentes do exterior. A Comissão Nacional de Saúde só começou na quarta-feira (1º) a divulgar o número de pessoas infectadas, mas que não têm sintomas.

A possibilidade de infectados assintomáticos contagiarem outras pessoas ainda não é consenso entre especialistas, mas as autoridades de saúde indicaram que eles devem passar por uma quarentena de 14 dias em um local designado.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia de covid-19, já infectou mais de 1 milhão de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 52 mil.

Dos casos de infecção, cerca de 190 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar situação de pandemia.

*Emissora pública de televisão de Portugal

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana