conecte-se conosco


Política MT

Paulo Araújo solicita melhorias para as cidades de Comodoro e Barra do Bugres

Publicado

Foto: Ronaldo Mazza

O deputado estadual Paulo Araújo (PP) apresentou diversas solicitações durante a sessão plenária desta última terça-feira (3) na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), visando melhorias para dois municípios do estado. Para Comodoro (distante 637 km de distancia de Cuiabá), ele solicitou indicação n° 5632/19 que sejam viabilizados recursos para aquisição de mobília e equipamentos para as escolas de ensino médio. A intenção é atualizar é melhorar o funcionamento e qualidade de atendimento aos estudantes.

Na área da agricultura, o deputado indicou via solicitação n° 5628/19 para o mesmo município, recursos para aquisição de materiais de apiário para cultivo de mel. A demanda é para atender as comunidades indígenas da região que necessitam de apoio na área de agricultura familiar.

Esporte

Outra solicitação n° 5633/19 foi feita para atender o município de Barra do Bugres (distante 164 km de distancia de Cuiabá). A necessidade é a instalação de academia ao ar livre para atender os moradores do distrito de Assari. O objetivo é proporcionar lazer e recreação, com objetivo de incentivar a preservação da saúde de todos, promovendo o bem estar coletivo e interação social.

publicidade
1 comentário

1 comentário

  1. Daniel Dias Ferreira

    05/12/2019 - 17:12 a 17:12

    Oi boa tarde Depurado é isso mesmo nos estamos prescisano de ajuda sim

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política MT

Deputado Nininho indica ao governo a necessidade de atender a população com exames de tomografia

Publicado


.

Foto: ANGELO VARELA / ALMT

Na sessão desta quarta-feira (15), o deputado estadual Ondanir Bortolini (PSD), Nininho, fez uma indicação ao governo do estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, para viabilizar exames de tomografias computadorizadas (TC) nas principais unidades de saúde pública, com o objetivo de diagnosticar com precisão o grau de contaminação pulmonar pelo novo coronavírus, e assim,  possibilitar o tratamento precoce da doença.

O parlamentar teve o apoio de outros deputados. Ele defendeu que com a TC o sucesso nos tratamentos tendem a aumentar. Nininho chegou a relatar a situação que passou há cerca de 40 dias, quando esteve em tratamento contra o vírus.

“Graças a Deus eu não tive sintomas, fiquei isolado e cumpri o protocolo administrado pelo médico cardiologista Dr. Carretoni, só que, antes disso, fiz o teste rápido em quatro laboratórios – três deram negativo e um positivo. O PCR (outro tipo de exame), a mesma coisa . Me isolei e passado o isolamento, fiz o exame de sorologia que identificou que eu estava ganhando anticorpus. Mas vejam o tempo, eu fui assintomático, só que muitos óbitos têm ocorrido porque este vírus é letal”, explicou Nininho.

Segundo ele, a demora dos resultados e a dúvida quanto aos sintomas podem ser resolvida de maneira rápida. “Os exames de laboratórios demoram e quando o paciente chega grave, já chega nas unidades precisando de UTI, em muitos casos não resistem, por isso acredito que a tomografia é o melhor caminho para identificar qualquer sinal no pulmão e começar o protocolo o quanto antes, de maneira precisa”, defendeu.

“Neste cenário, a tomografia computadorizada tem se mostrado uma aliada fundamental dos profissionais da saúde e dos pacientes, pois os resultados podem contribuir de forma determinante no direcionamento precoce da conduta médica dos pacientes. Estudos feitos em pacientes com comprovação laboratorial para Covid-19, as imagens de tomografia demonstraram características de lesões pulmonares bastante específicas para esta doença”, diz trecho da indicação.

Outro ponto que o deputado alertou é para a economia. “A conta é simples, quanto custa uma diária de UTI e quanto custa uma tomografia? O estado e os municípios pólos têm condições de atender a população com este exame, se preciso, até adquirir mais equipamentos e contratar profissionais, mas precisamos salvar vidas”, reforçou o parlamentar.

Fonte: ALMT

Continue lendo

Política MT

Ministério da Saúde libera R$ 40 milhões para os municípios de Mato Grosso

Publicado

Os senadores Antonio Anastasia e Jayme Campos com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre

O Ministério da Saúde creditou hoje R$ 40 milhões para 106 municípios de Mato Grosso através de emendas do senador Jayme Campos (DEM) que ainda trabalha para conseguir outros R$ 100 milhões somente para fazer
frente a pandemia da COVID 19 e o equilíbrio das finanças públicas municipais.
“Estes recursos irão garantir aos municípios condições para fazer o enfrentamento a pandemia e atender a demanda da população por mais saúde”, disse o senador mato-grossense agradecendo o apoio do presidente
do Senado, Davi Alcolumbre (DEM/AP) em acelerar a liberação dos recursos e do ministro da Saúde, o general Eduardo Pazuello que prontamente atendeu a demanda por entender que a mesma se justifica e está voltada
para este momento de enfrentar a COVID 19.
Jayme Campos lembrou que reforçou para o ministro da Saúde e para o presidente do Senado, a necessidade de ajudar os prefeitos e governadores reforçando a participação de órgãos de controle como Ministério Público Federal e Estadual, Tribunais de Contas da União e dos Estados, e em alguns casos dos Municípios e as Controladorias Gerais da União e dos Estados para ajudar na aquisição em medicamentos, insumos e equipamentos.
“Os órgãos de controle tem um papel mais do que preponderante, ajudar os gestores a promoverem compras com preços justos e que atendam a maior parte da população, principalmente aqueles que necessitam do Sistema
Único de Saúde – SUS que é gratuito, evitando assim a formação de cartel de alguns que desejam lucrar em um momento deste”, explicou Jayme Campos.
O senador estes recursos permitirão que os prefeitos reforcem os orçamentos de saúde de suas cidades e promovam as aquisições necessárias e com preços equilibrados, já que em tempos de pandemia e da falta de matéria prima muitos medicamentos, insumos acabaram tendo um crescimento acima da expectativa.
Ele aproveitou para defender que os Governos Federal e de Mato Grosso, montem estruturas nos hospitais regionais em cinco polos impedindo assim que haja uma migração excessiva de pacientes do interior para os
municípios da baixada cuiabana e garantindo um atendimento mais humanizado.
“O governo federal entrando com os recursos e o Estado e Municípios com estruturas e pessoal poderemos solucionar quase 70% dos problemas de saúde em todas as 141 cidades de Mato Grosso de forma definitiva”, assinalou Jayme Campos.

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana