conecte-se conosco


Policial

Pátios da PRF abrem nesta quinta para interessados em participar do leilão de sucatas

Publicado

Os pátios de veículos apreendidos da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Mato Grosso estarão abertos, a partir desta quinta-feira (10), para visitação dos interessados em participar do leilão de sucatas que acontece na próxima quarta (16).

Serão ofertados 321 veículos classificados como sucatas (para reciclagem de peças, com numeração de motor e câmbio inservíveis), nos moldes do art. 16, §2, inc. III da Resolução 623/2016 do CONTRAN. Os bens arrematados como sucatas não poderão ser registrados ou licenciados, sendo proibida a sua circulação em vias públicas, destinando-se exclusivamente para desmonte e reaproveitamento comercial de peças e partes metálicas.

Os lotes estão distribuídos em 13 pátios localizados nos municípios de Cuiabá, Campo Verde, Rondonópolis, Itiquira, Alto Garças, Cáceres, Poconé, Primavera do Leste, Sorriso, Nova Santa Helena, Pontes e Lacerda, Barra do Garças e Água Boa. Os endereços dos depósitos podem ser conferidos no edital disponível no portal (http://www.faleiloes.com.br/principal/pub/anexos/20190903024852_EDITAL.pdf) ou no site do leiloeiro contratado (www.faleiloes.com.br), onde também estão abertas as inscrições para participar do certame.

A visitação estará aberta nos dias 10, 11, 14 e 15 deste mês, das 8h às 12h e das 13h às 17h. É preciso levar documento de identificação com foto para acessar os veículos que podem ser verificados inclusive internamente, incluindo o motor. Cerca de 47,98% dos lotes são Automóveis (143) / Caminhonetes (8) / Camioneta (3), 8,41% são Caminhão (8) / Semirreboque (14) / Micro-ônibus (1) / Ônibus (4) e 43,61% são motocicletas (131) / Motoneta (8) / Ciclomotor (1).

O LEILÃO

Os lances iniciam dia 10 às 08hs (horário de Mato Grosso) e encerram às 11h do dia 16/10 (horário de Brasília). Serão realizados de forma eletrônica, através da internet (www.faleiloes.com.br). Poderão participar dessa fase somente pessoas jurídicas inscritas no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas – CNPJ, devendo obrigatoriamente possuir cadastro junto ao DETRAN de qualquer unidade da Federação, em consonância com a Lei 12977/14 e Resolução 611/2016 do Contran, desde que não estejam impedidas de licitar e contratar com a administração.

Os interessados em participar do leilão eletrônico deverão se cadastrar no portal virtual do Leiloeiro Oficial (www.faleiloes.com.br), observando as regras estabelecidas, aceitando as condições de vendas previstas para o certame. O cadastro deverá ser realizado com pelo menos 24 horas de antecedência do encerramento do leilão, para análise dos dados do cadastro e confirmação da participação.

Outras informações pelos telefones:

Comissão de Leilão da SRPRF/MT- (65) 3928-3037 / 98102-1307

Flares Leilões – 3025-7500

publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

Please Login to comment
avatar
  Subscribe  
Notify of

Policial

Mais uma foragida da Justiça por envolvimento com Novo Cangaço é presa

Publicado

Mais uma pessoa foragida da justiça de Mato Grosso e que tem envolvimento com quadrilhas de roubos a bancos, na modalidade do “Novo Cangaço”,foi presa em Goiás. A mulher de 37 anos estava com mandado de prisão em aberto em um processo penal por roubo e foi localizada na região metropolitana de Goiânia, após diligências da Polícia Civil executadas por equipes da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol).

Natural de Araguaína, no Tocantins, a mulher foi condenada e a mais de 20 anos de prisão pelos crimes de roubo majorado e associação criminosa. Ela tem ainda antecedentes criminais por receptação qualificada, posse e/ou porte de arma de fogo e munição de uso restrito e artefato explosivo.

Na manhã desta terça-feira (26), a equipe que está em Goiás comunicou a delegada da Polinter, Silvia Maria Pauluzi, sobre a prisão da mulher, que trabalhava como garota de programa.

Envolvimento com Novo Cangaço

A mulher tinha envolvimento direto com integrantes de uma organização criminosa – com ramificações em vários estados do País – e era namorada de um dos assaltantes do grupo que fez assaltos a bancos em Nova Mutum, em 2009 e 2010. Na ocasião dos assaltos, o grupo criminoso causou pânico em funcionários e clientes da agência, que foram feitos de reféns e usados como escudos humanos em frente ao banco durante os crimes.

Em janeiro de 2004, ela foi presa em flagrante durante investigação da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores de Cuiabá. A equipe policial da Derrfva investigava uma denúncia anônima, quando localizou em uma casa, em Várzea Grande, diversos produtos de crime, além de uma camionete modelo Hilux e um verdadeiro “arsenal de guerra”. Na casa ocupada por membros do bando, no bairro Pirineu, os policiais encontraram três fuzis automáticos de fabricação russa, modelo AK-47 e calibre 7.62, um fuzil calibre 5.56mm de fabricação norte-americana, modelo AR-15, três granadas de mão, uma pistola calibre 9 milímetros, 24 carregadores próprios para fuzis, 876 munições de diversos calibres, uma luneta de longo alcance e dois capuzes do tipo balaclava.

A mulher presa em Goiás estava, até 2018, custodiada na Penitenciária Ana Maria do Couto May, em Cuiabá, onde respondia a processo pelos crimes de receptação e porte ilegal de arma de fogo. Ela recebeu progressão de regime e saiu mediante alvará de soltura.

Após a prisão em Goiás, a mulher de 37 anos foi conduzida à autoridade policial da Delegacia de Polícia Interestadual de Goiânia e deverá permanecer à disposição da justiça.

 

Continue lendo

Policial

Polícia Civil de MT prende mais uma foragida da Justiça com envolvimento com Novo Cangaço

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

Mais uma pessoa foragida da justiça de Mato Grosso e que tem envolvimento com quadrilhas de roubos a bancos, na modalidade do “Novo Cangaço”,foi presa em Goiás. A mulher de 37 anos estava com mandado de prisão em aberto em um processo penal por roubo e foi localizada na região metropolitana de Goiânia, após diligências da Polícia Civil executadas por equipes da Gerência Estadual de Polinter e Capturas (Gepol).

Natural de Araguaína, no Tocantins, a mulher foi condenada e a mais de 20 anos de prisão pelos crimes de roubo majorado e associação criminosa. Ela tem ainda antecedentes criminais por receptação qualificada, posse e/ou porte de arma de fogo e munição de uso restrito e artefato explosivo.

Na manhã desta terça-feira (26.05), a equipe que está em Goiás comunicou a delegada da Polinter, Silvia Maria Pauluzi, sobre a prisão da mulher, que trabalhava como garota de programa.

Envolvimento com Novo Cangaço

A mulher tinha envolvimento direto com integrantes de uma organização criminosa – com ramificações em vários estados do País – e era namorada de um dos assaltantes do grupo que fez assaltos a bancos em Nova Mutum, em 2009 e 2010. Na ocasião dos assaltos, o grupo criminoso causou pânico em funcionários e clientes da agência, que foram feitos de reféns e usados como escudos humanos em frente ao banco durante os crimes.

Em janeiro de 2004, ela foi presa em flagrante durante investigação da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores de Cuiabá. A equipe policial da Derrfva investigava uma denúncia anônima, quando localizou em uma casa, em Várzea Grande, diversos produtos de crime, além de uma camionete modelo Hilux e um verdadeiro “arsenal de guerra”. Na casa ocupada por membros do bando, no bairro Pirineu, os policiais encontraram três fuzis automáticos de fabricação russa, modelo AK-47 e calibre 7.62, um fuzil calibre 5.56mm de fabricação norte-americana, modelo AR-15, três granadas de mão, uma pistola calibre 9 milímetros, 24 carregadores próprios para fuzis, 876 munições de diversos calibres, uma luneta de longo alcance e dois capuzes do tipo balaclava.

A mulher presa em Goiás estava, até 2018, custodiada na Penitenciária Ana Maria do Couto May, em Cuiabá, onde respondia a processo pelos crimes de receptação e porte ilegal de arma de fogo. Ela recebeu progressão de regime e saiu mediante alvará de soltura.

Após a prisão em Goiás, a mulher de 37 anos foi conduzida à autoridade policial da Delegacia de Polícia Interestadual de Goiânia e deverá permanecer à disposição da justiça.

Fonte: PJC MT

Continue lendo

Envie sua denúncia

Clique no botão abaixo e envie sua denuncia para nossa equipe de redação
Denuncie

Política MT

Policial

Mato Grosso

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana